Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incêndio consome mata em área de preservação

Um incêndio de grandes proporções destruiu, na madrugada deste domingo, a vegetação no Morro dos Cabritos e de áreas de encosta entre a Lagoa e Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. O prefeito Eduardo Paes, que visitou o local pela manhã, afirmou que a área atingida equivale a �quatro Maracanãs�. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas que consumiram quatro hectares de mata teriam sido causadas pela queda de um balão de festas juninas, no fim da noite de sábado.

Até as primeiras horas da manhã, bombeiros ainda combatiam os últimos focos de incêndio, com auxílio de dois helicópteros. O cenário de um dos cartões postais da cidade amanheceu repleto de fuligem e fumaça.

Marco Antônio Teixeira / Agência O Globo

O Morro dos Cabritos, a Ladeira Sacopã e a mata no Corte do Cantagalo, também incendiada, fazem parte de uma área de proteção ambiental. �São uns palhaços que colocam em risco a vida dos outros�, disse Paes, sobre as pessoas que insistem em soltar balões. Os balões são também as prováveis causas de dois incêndios registrados esta madrugada no Parque da Pedra Branca, na zona oeste da cidade, e na Reserva do Grajaú, na Zona Norte.

O prefeito afirmou que a Secretaria Municipal de Obras e a Geo-Rio, órgão encarregado de monitorar encostas, estão autorizadas a contratar em caráter emergencial uma empresa para reflorestar a área atingida pelo fogo. Sem a cobertura vegetal, há risco de, no período de chuvas, ocorrerem deslizamentos de terra. No momento, várias áreas da cidade, como no Parque Nacional da Tijuca e em favelas, ainda estão sendo recuperados estragos causados pelos temporais de abril, quando mais de 100 pessoas morreram no estado.

Fernando Quevedo / Agência O Globo