Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guarda Civil agride morador de rua na Zona Sul de SP

Homem teve os pertences apreendidos pela prefeitura de São Paulo; na abordagem, o GCM joga o morador de rua no chão e o encurrala contra parede

Agentes da Guarda Civil da Metropolitana (GCM) de São Paulo foram flagrados agredindo um morador de rua na Zona Sul de São Paulo nesta quarta-feira. Um vídeo feito por um estudante mostra o momento das agressões e da apreensão de um carrinho de supermercado que carregava alguns pertences do morador.

Nas imagens, um dos três GCMs que participam da ação derruba o homem no chão enquanto outros funcionários da prefeitura retiram o carrinho. Em seguida, o guarda torce o braço do homem para trás e o pressiona contra a parede. O homem, identificado como Samir Ali Ahmed Sati, reclama que foi machucado pelo guarda e tenta se desvencilhar, mas é derrubado novamente com uma rasteira. Os outros dois guardas acompanham a ação.

Chorando, Sati pede para não ter seus pertences apreendidos. “Não leva meus bagulhos, não. Eu não tenho nada. Não leva, não, por favor. Eu não sou ladrão”, diz. O vídeo, postado no Facebook, gerou revolta. Na manhã desta quarta-feira, ele já tem mais de 5 milhões de visualizações e 121 mil compartilhamentos.

A gestão Doria informou, por meio de nota, que o guarda envolvido diretamente na ação será afastado. “A Corregedoria Geral da Guarda Civil Metropolitana vai apurar a conduta dos agentes no procedimento. Preliminar e temporariamente, o guarda envolvido diretamente na ocorrência será afastado das atividades operacionais”, diz a nota.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), classificou a abordagem dos guardas como ” ato condenável”. Em um vídeo, publicado no Twitter, Doria diz que “espera que o fato não mais se repita” e afirma que já solicitou a investigação da conduta do agente, que será afastado, segundo o prefeito.

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania admitiu, por meio de nota, que a conduta dos guardas não foi correta. “A conduta dos Guardas Civis Metropolitanos envolvidos na abordagem do mencionado morador em situação de rua não condiz com a política e a orientação da Prefeitura de São Paulo, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e da Secretaria Municipal de Segurança Urbana. Todos os envolvidos serão investigados pela Corregedoria da GCM e a Secretaria de Direitos Humanos irá acompanhar todo o processo”, diz a nota.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Roberto Batista

    Guarda FDP… pegou moleza né…e ainda apoiado por outros dois vagabundos e por funcionários da prefeitura que levaram o carrinho de cobertores e roupas velhas dele…e aí Dória?? vai ficar por isso mesmo?? tem que demitir esses vagabundos…

    Curtir

  2. João do Goiás

    Pelo pouco que conheço de Dória, esses GCM serão é condecorados! Tudo em nome da “Cidade Linda” que ele só conhecia de longe…

    Curtir

  3. João do Goiás

    Dória mostra, a cada dia, sua verdadeira face!

    Curtir

  4. Ciro Lauschner

    Esse guarda é petista, para ser tão burro.Ou achou que estava em uma “greve geral”.

    Curtir

  5. Imagina pessoas extremamente despreparadas para exercer uma determinada função. Imaginou…??? Para que respondeu GCM-SP ( Guarda Civil Municipal da cidade de São Paulo) acertou na “veia”. Os caras são totalmente “XUCROS E OGROS”, fama esta por devidas intervenções infelizes, desastradas, desrespeitosas e incompetente.

    Curtir

  6. Será que este VERME pensa que é melhor que o morador de rua? pois não nínguem melhor do que ele, nem mesmo eu. Este cara merece é uma cadeia para aprender respeitar mais um ser humano, mesmo que seja um morador de rua.

    Curtir

  7. Elias Estevam

    Cidade linda, nem que tenha que ser no porrete. Padrão PSDB de ver e tratar o povo que governa. Bem de cima, e passando por cima.

    Curtir

  8. Silvana Braga

    Podem reparar que os outros dois são chefes do guarda que cometeu a agressão, pois os dois tem insignias nos ombros, portanto são oficiais e deveriam ter tomado alguma providência…

    Curtir