Fundação José Sarney encerrará atividades por falta de verba

Alegando falta de dinheiro, a Fundação José Sarney irá encerrar suas atividades no Maranhão. A decisão do Conselho Curador – do qual o senador José Sarney é um dos integrantes – foi confirmada nesta segunda-feira pela assessoria do presidente do Senado.

A entidade, que mantém um acervo da época em que Sarney foi presidente do Brasil, constava do rol de denúncias que envolvia o senador durante a crise que atingiu a Casa neste ano. Após as suspeitas de irregularidades, colaboradores teriam deixado de doar dinheiro para a fundação, que também não conseguiu garimpar novos investidores e teria gasto médio de 70 mil reais por mês.

A decisão de fechar o local não teria partido de Sarney, de acordo com a assessoria do senador. Não foi definido o destino do acervo, que conta com 220 mil documentos e 37 mil livros doados, e ainda abriga um mausóleu onde Sarney disse que gostaria de ser enterrado.