FHC diz que falta legitimidade a Temer e sugere antecipar eleição

Ex-presidente externou posição contrária à do PSDB, que ficou no governo e só vai retirar o apoio caso surjam fatos novos contra o peemedebista

Mesmo diante da permanência do PSDB no governo de Michel Temer (PMDB), condicionada pelo partido ao surgimento de fatos novos que aprofundem a crise política, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso entende que falta “legitimidade” ao presidente e sugere que, em um “gesto de grandeza”, o peemedebista antecipe as eleições gerais, previstas para outubro de 2018.

As posições do tucano, contrárias à decisão tomada pelos demais caciques do partido, estão expostas em uma nota publicada nesta quinta-feira pelos jornais O Globo e Folha de S. Paulo e pela Agência Lupa. Para FHC, embora a permanência de Temer no Planalto seja “legal e constitucional”, o país vive uma “quase anomia”, isto é, um estado de ausência de regras, e “falta o que os políticólogos chamam de ‘legitimidade’, ou seja, reconhecendo que a autoridade é legítima consentir em obedecer”.

“Não havendo aceitação generalizada de sua validade, ou há um gesto de grandeza por parte de quem legalmente detém o poder pedindo antecipação de eleições gerais, ou o poder se erode de tal forma que as ruas pedirão a ruptura da regra vigente exigindo antecipação do voto”, afirma o ex-presidente.

Veja também

O tucano entende que os partidos devem levar em conta as “chances econômicas” do Brasil e “os 14 milhões de desempregados” ao se posicionarem diante da crise política. “Ou se pensa nos passos seguintes em termos nacionais e não partidários nem personalistas ou iremos às cegas para o desconhecido”, completa FHC.

Ao citar especificamente o PSDB, FHC diz que caso continue a “desconstrução continuada da autoridade” do presidente, aliada a possíveis tentativas de obstrução de Justiça, não vê como o partido possa continuar no governo Temer.

Em referência à declaração que deu no ano passado – de que a “Ponte para o Futuro”, slogan que Temer e PMDB deram ao governo, era na verdade, uma “pinguela” -, FHC afirma que “preferiria atravessar a pinguela, mas se ela continuar quebrando será melhor atravessar o rio a nado e devolver a legitimação da ordem à soberania popular”.

O ex-presidente pondera, contudo, que a maior responsabilidade não cabe às legendas, mas a Temer, “que decidirá se ainda tem forças para resistir e atuar em prol do país”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“A conjuntura política do Brasil tem sofrido abalos fortes e minha percepção também. Se eu me pusesse na posição de presidente e olhasse em volta, reconheceria que estamos vivendo uma quase anomia. Falta o que os politicólogos chamam de ‘legitimidade’, ou seja, reconhecendo que a autoridade é legítima consentir em obedecer.

A ordem vigente é legal e constitucional (dai o ter mencionado como “golpe” uma antecipação eleitoral), mas, não havendo aceitação generalizada de sua validade, ou há um gesto de grandeza por parte de quem legalmente detém o poder pedindo antecipação de eleições gerais, ou o poder se erode de tal forma que as ruas pedirão a ruptura da regra vigente exigindo antecipação do voto.

É diante desta perspectiva que os partidos, pensando no Brasil, nas suas chances econômicas e nos 14 milhões de desempregados, devem decidir o que fazer.

A chance e a cautela a que me refiro derivam de minha percepção da gravidade da situação. Ou se pensa nos passos seguintes em termos nacionais e não partidários nem personalistas ou iremos às cegas para o desconhecido.

A responsabilidade maior é a do presidente, que decidirá se ainda tem forças para resistir e atuar em prol do país.

Se tudo continuar como está, com a desconstrução contínua da autoridade, pior ainda se houver tentativas de embaraçar as investigações em curso, não vejo mais como o PSDB possa continuar no governo.

Preferiria atravessar a pinguela, mas, se ela continuar quebrando, será melhor atravessar o rio a nado e devolver a legitimação da ordem à soberania popular.

É este o sentimento que motiva minhas tentativas de entender o que acontece e de agir apropriadamente, embora nem sempre, no calor dos embates diários e de declarações dadas às pressas, tenha sido claro nem sem hesitações.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ludwig Heinrich Edler von Mises

    FHC = Faço Horrores pelo Comunismo

    Curtir

  2. Síndrome de Estocolmo. FHC não consegue se libertar da esquerdopatia que o acometeu na juventude. Bora Temer!

    Curtir

  3. Gilberto Josefic

    FHC fala em seu próprio interesse o seu PSDB é tão podre quanto o PT e os demais partidos , que no brasil não partidos políticos , são quadrilhas empenhadas em roubar a nação. FHC tem pressa pois o tempo faz com que novas denuncias a tucanos acelerem a putrefação de seu PSDB,

    Curtir

  4. VERDE e AMARELO

    O BRASIL NÃO PODE PERMITIRA ELEIÇÃO COM AS URNAS ELETRÔNICAS SMARTMATIC, FORAM PROJETAS PARA REALIZAR FRAUDES E TOMAR PAÍSES DE SEUS POVOS, É FABRICADA NA VENEZUELA E O DONO É GEORGE SOROS, O GLOBALISTA FINANCIADOR DE DITADURAS COMUNISTAS!

    Curtir

  5. Clara Eñelee Kornetz Alves

    Deus está demorando a levar FTHC p’ros quintos do Inferno! Ou será que Êle terceirizou FTHC p’ro Capeta?

    Curtir

  6. Ronaldo Magnavacca

    O PSDB tem que medir bem seus atos. Se apoia o governo Temer e se esse governo provar mesmo que é corrupto e se igualar ao PT, será um partido que terá o mesmo destino do PT, ou seja se tornará um partido sem expressão e acabará perdendo todos seus eleitores. Está na hora de sair de cima do muro.

    Curtir

  7. Rafael Ferrão

    Corta a maconha do FHC por favor…

    Curtir

  8. Faz reunião secreta com lula e serra e acaba escrevendo coisas fora de contexto.
    Lula e FHC são a mesma pessoa. Quem inventou o lula foi o FHC

    Curtir

  9. 14 milhoes de desempregados não era problema quando Dilma era presidente?
    Para ficar derrubando presidente a cada seis meses melhor diminuir os poderes do presidente.

    Curtir