Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-mulher de Jucá, Teresa conquista 5º mandato em Boa Vista

Condenada à perda da função pública, prefeita do PMDB era a que tinha a reeleição mais garantida entre as 26 capitais brasileiras

A máquina política do PMDB saiu vencedora de novo nas eleições em Boa Vista (RR). Ex-mulher e aliada do senador Romero Jucá, homem forte do governo Michel Temer no Congresso e ex-ministro do Planejamento demitido por suspeita de tentar barrar a Operação Lava-Jato, Teresa Surita conseguiu o quinto mandato como prefeita da capital de Roraima, com quase 80% dos votos válidos.

As pesquisas do Ibope apontavam Teresa Surita como a prefeita com a reeleição mais garantida do país e o resultado se confirmou neste domingo. Pela primeira vez Boa Vista poderia ter um segundo turno, mas nenhum dos nove adversários conseguiu viabilizar uma candidatura competitiva. Isolados, eles tiveram tempo de exposição na TV bastante inferior ao de Teresa, que também contou com a máquina da prefeitura a seu favor.

Durante a campanha, Teresa foi obrigada a se explicar a eleitores sobre uma nova condenação, revelada por VEJA, à perda da função pública por improbidade administrativa. A Justiça Federal considerou que ela agiu dolosamente ao aplicar verbas em contrato superfaturado e demonstrou “desleixo e inabilidade para o exercício de atividades que envolvam o interesse da coletividade”, além de “falta de compromisso e zelo com a administração do patrimônio público que lhe fora confiado”. A defesa recorreu da sentença da juíza Luiza Farias da Silva de Mendonça, da 4ª Vara Federal de Roraima. Ela já havia sido condenada por fazer promoção pessoal com verbas públicas da prefeitura, em contratos de publicidade.

O próximo desafio do grupo político de Jucá, em 2018, é tirar o governo do Estado das mãos do PP de Sueli Campos – a governadora substituiu o marido como candidato em 2014 durante a campanha e se elegeu contra Chico Rodrigues (PSB), cuja candidatura tinha o maior arco de partidos aliados, entre eles o PMDB. Neste ano, Neudo Campos foi preso por condenação em decorrência do histórico Escândalo dos Gafanhotos.

Conheça os números da eleição municipal, em votos válidos: Teresa (PMDB) 79,39%, Sandro Baré (PP) 9,42%, Roberto Ramos (PT) 3,83%, Abel Galinha (DEM) 2,59%, Jeferson Alves (PDT) 2,55%, Kalil Coelho (PV) 1,46%, Luis Oca (PSOL) 0,76%. Marcio Junqueira (PROS) e Alex Ladislau (PRP) não tiveram os votos validados por pendências na Justiça Eleitoral. A candidatura de ambos foi indeferida (com recurso).