Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-médico Roger Abdelmassih volta para a prisão

Condenado a 181 anos de prisão pelo estupro de 37 mulheres, ele estava internado para tratar uma infecção bacteriana no trato urinário

O ex-médico Roger Abdelmassih, de 73 anos, foi transferido para a Penitenciária I Dr. José Augusto César Salgado, de Tremembé, no interior de São Paulo, às 20h50 desta quinta-feira, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo. Condenado a 181 anos de prisão pelo estupro de 37 pacientes mulheres, ele estava internado em um hospital penitenciário desde o dia 18.

A pedido do Ministério Público de São Paulo, Abdelmassih teve o direito à prisão domiciliar cassado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) no dia 17 de agosto, o que revogou um pedido de habeas corpus obtido quatro dias antes.

Entre 7 e 15 de agosto, o ex-médico esteve internado no Hospital Albert Einstein, na zona oeste de São Paulo, para tratar uma infecção bacteriana no trato urinário. Até a publicação desta matéria, a reportagem não havia conseguido contatar o advogado da defesa de Abdelmassih, Antonio Celso Galdino Fraga, para que comentasse a transferência.

Em manifestação anterior, Fraga disse que Abdelmassih tem “expectativa de vida muito curta”. Ele alega que não há condições de estabilizar o quadro de saúde do ex-médico no ambiente prisional. “É só ver as taxas de mortalidade do Ministério da Saúde. Pessoas com esse quadro estão suscetíveis a frequentes internações”, disse, em 13 de agosto.

(Com Estadão Conteúdo)