Dois milhões de carros devem deixar SP no Carnaval

Movimento nas estradas deve ser intenso no final do dia; rodízio será suspenso durante o feriado e haverá esquema diferenciado de transporte para o sambódromo

Os paulistanos que vão deixar a capital nesta-sexta feira para viajar no feriado de Carnaval devem encontrar tráfego intenso nas rodovias. Pela manhã, o movimento foi tranquilo, mas deve aumentar durante a tarde e o sábado, segundo as concessionárias que administram os trechos. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estima que aproximadamente 2 milhões de veículos devem deixar a capital paulista durante o feriado. Os aeroportos também devem ter aumento de movimento durante a tarde.

Haverá suspensão do rodízio municipal de veículos e mudanças no funcionamento do transporte público e no acesso ao sambódromo.

Rodovias – No início desta manhã, o movimento nas estradas que saem da capital era considerado tranquilo, segundo as concessionárias que administram as rodovias. Apenas a rodovia Anchieta na chegada a São Paulo registrou lentidão durante a manhã .

Segundo a concessionária Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes – que conecta a capital e a Baixada Santista – entre 385.000 e 540.000 veículos devem passar pela serra durante o feriado de Carnaval.

Para facilitar a fluidez dos veículos, serão montadas operações especiais durante os períodos de pico de tráfego. A Operação Descida entrou em vigor às 11h desta sexta-feira e seguirá em vigor até a 0h de sábado. Nessa operação, os veículos com destino ao litoral podem utilizar as duas pistas da Via Anchieta e a pista Sul da Rodovia dos Imigrantes. A subida é feita pela pista Norte da Imigrantes

Já a Régis Bittencourt, trecho da BR-116 que é a principal ligação da capital com o sul do país, deu início às 12h a uma operação especial. Estão previstos um esquema diferenciado de tráfego para o trecho da Serra do Cafezal – entre Juquitiba e Miracatu (SP) – que inclui a liberação do acostamento no trecho de pista simples e a montagem de faixas reversíveis, caso haja necessidade, com a autorização e o apoio da Polícia Rodoviária Federal. A concessionária que administra o trecho espera um aumento de tráfego de 20% durante o feriado.

Aeroportos – A Infraero, estatal que administra 63 aeroportos do país, estima que 2,4 milhões de passageiros devem embarcar e desembarcar em seus terminais durante todo o período de Carnaval. Segunda a empresa, o movimento deve representar 11,49% a mais em relação ao mesmo período do ano passado, quando 2,17 milhões de pessoas utilizaram os terminais da Infraero. Com o aumento no movimento, estão previstos o reforço nas equipes de segurança e de plantão.

Na manhã desta sexta, os aeroportos da capital registravam poucos atrasos. Em Guarulhos, dos 107 voos previstos, havia o registro de três atrasos e seis cancelamentos. Em Congonhas, dos 95 previstos, um estava atrasado e três haviam sido cancelados.

Rodoviária – Cerca de 250.000 pessoas devem deixar São Paulo por meio dos terminais rodoviários da cidade entre esta sexta-feira e o sábado, de acordo com a Socicam, empresa que administra os terminais do Tietê, da Barra Funda e do Jabaquara. A empresa vai aumentar em 15% o quadro de funcionários para atender à demanda das áreas de operação, limpeza, manutenção e segurança.

Segundo a empresa, até a quarta-feira de cinzas , aproximadamente 700.000 pessoas deverão usar os três terminais.

Rodízio – O rodízio municipal de veículos na cidade de São Paulo será suspenso na segunda, terça e quarta-feira. A restrição só volta a vigorar na quinta-feira, para veículos com final de placa 7 e 8. A restrição aos caminhões e ônibus fretados, que não podem circular na região central em horários específicos, no entanto, continuará valendo.

Serviços – Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), não haverá atendimento nas agências bancárias na segunda e na terça-feira. Na quarta-feira os bancos devem abrir a partir de 12h. Ainda segundo a federação, as contas de consumo (água, energia e telefone) que vencerem nessas datas poderão ser pagas no primeiro dia útil após o feriado sem acréscimo. A maioria dos shoppings anunciou que vao manter o horário de funcionamento habitual entre o sábado e a segunda-feira, segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). Só na terça-feira o horário de funcionamento será o mesmo adotado aos domingos e feriados – as praças de alimentação vão funcionar entre 11h e 20h, e as lojas, entre 14h e 20h.

Transporte – A partir de sexta-feira, o Metrô implantará uma estratégia especial de operação. Haverá reforço na oferta de viagens na Linha 1-Azul (Jabaquara – Tucuruvi), principal via de acesso aos terminais rodoviários Jabaquara e Tietê. Nas demais linhas, a frota de trens em circulação não sofrerá alteração.

Ainda segundo a empresa, durante o sábado e o domingo, a frota de trens em operação em todas as linhas metroviárias será equivalente a de um final de semana típico. Na segunda-feira, a frota em operação será semelhante a que circula num sábado. Na terça-feira, a oferta, em todas as linhas metroviárias, será equivalente a de um domingo.

Já na Quarta-feira de Cinzas, a circulação dos trens será antecipada para 4h (normalmente o serviço começa a funcionar às 4h40) nas linhas 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena) e 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda), onde desembarcam os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda. Na Linha 5-Lilás, a operação terá início no horário normal.

A linha 4-Amarela, que é administrada pela Via Quatro, funcionará normalmente durante o Carnaval. De acordo com a empresa, a oferta de trens será ajustada conforme a demanda pelo serviço no período. A abertura das estações será antecipada das 4h40 para as 4h na quarta feira.