Diretor da OAB, mulher e filha são mortos a tiros dentro de casa

Família foi assassinada durante a madrugada em São Gonçalo, região metropolitana do Rio; entidade de advogados pede ao governo apuração rápida e rigorosa

Uma família – pai, mãe e uma filha de 9 anos – foi assassinada em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, na madrugada desta sexta-feira. Wagner da Silva Salgado, de 42 anos, Soraya Gonçalves de Resende, de 37, e a filha deles, Geovanna, foram mortos a tiros dentro de casa, no bairro Barro Vermelho.

Salgado, que é advogado e diretor de eventos da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no município, chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Geral de Colubandê, mas morreu em seguida.

A investigação ficará a cargo da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). A polícia informou que “perícia e um minucioso trabalho de investigação foram realizados no local e outras diligências estão em andamento para esclarecer o crime e identificar sua autoria”.

Segundo o presidente da OAB São Gonçalo, Eliano Enzo, Salgado trabalhava havia mais de um ano como diretor da subseção. “Ele era advogado cível, nunca quis entrar na área criminal. Não era o que ele gostava de fazer. A gente não tem nem pista do que pode ter acontecido aqui. Ele era filho único, então também não acreditamos que seja alguma coisa envolvendo parentes”, afirmou, referindo-se à possibilidade de o crime estar relacionado à atividade do advogado.

A presidência da OAB-RJ pediu à Secretaria Estadual de Segurança rapidez nas investigações. “Acabo de receber a estarrecedora notícia do assassinato do diretor da subseção de São Gonçalo e sua família. Já estou em contato com o secretário para pedir atenção total na investigação do crime bárbaro. Não vamos descansar enquanto esse crime não for esclarecido”, disse, por meio de nota oficial, o presidente da seccional RJ, Felipe Santa Cruz.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O crime está vencendo! Ações bárbaras cometidas pela certeza da impunidade! E aquelas que poderiam
    mudar a situação,alterando as leis,não tomam providências.Até quando?!!!

    Curtir

  2. Michelle Rombaldi

    Gente! Uma criança foi assassinada! 09 anos! E tem que ler imbecilidades aqui! Dizer que a categoria mais corrupta depois dos políticos é a dos advogados, é jogar na vala comum a maioria dos advogados que trabalham com ética e honestamente, na qual me incluo!!! Sou advogada com muito orgulho! Em TODAS AS PROFISSÕES NESTE PAÍS existem os MAUS PROFISSIONAIS! Não dá para generalizar! Mas como aqui a opinião é livre, dá voz a todo o tipo de estultice, de gente que não sabe nem o português primário, opinião de boteco que transborda na internet. Que vergonha gente! Por isso que o país está como está. Não adianta falar dos políticos, dos advogados se VOCÊ compra produto pirata, estaciona na vaga para idosos, não dá o banco do ônibus para a grávida, não devolve o erro no troco do mercadinho… Pois é… vamos refletir um pouco e parar de escrever asneiras por aí…

    Curtir

  3. Damastor Dagobé

    justiça poética…

    Curtir

  4. Anisio Oliveira

    Mas não é a OAB que defendem e soltam os marginais? agora pedindo agilidade?

    Curtir