Dirceu é exaltado como ‘guerreiro’ em congresso do PT

Ex-ministro condenado na Lava Jato e solto durante a semana foi elogiado pelas lideranças petistas

O nome do ex-ministro José Dirceu, solto na última quarta-feira da prisão em Curitiba, foi exaltado pelos participantes do Congresso estadual do PT, realizado na noite desta sexta-feira em São Paulo. Libertado da prisão preventiva por decisão do Supremo Tribunal Federal, Dirceu, condenado em primeira instância a 32 anos e um mês na Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, foi aclamado como “guerreiro do povo brasileiro” pelos militantes petistas. O ex-ministro não compareceu ao evento por estar proibido de deixar Brasília e de ter contato com outros alvos na ação penal.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu em cinco processos diferentes, esteve presente e discursou em apoio a Dirceu. O petista disse que o ex-ministro foi preso quando poderia ter respondido ao processo em liberdade. Lula citou ainda o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e disse que, mais grave do que as prisões, é a “destruição” que a Operação Lava Jato faz. O petista disse ainda que há um “plano diabólico” entre a Lava Jato e os meios de comunicação.

Pela internet

O presidente estadual do PT, Emídio de Souza, chamou os petistas trancafiados na Lava Jato de “prisioneiros políticos” e pediu a libertação do ex-tesoureiro da legenda João Vaccari Neto, condenado em primeira instância a 41 anos de prisão. Emídio também mencionou Dirceu, que, segundo ele, estava assistindo ao evento do PT em pela internet.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fernando Jose Fenerich

    Pobre do povo que tem um sujeito como Zé Dirceu como seu herói.

    Curtir

  2. Cesar Tomich

    Guerreiro?????? Só se ladrão agora é Guerreiro…….

    Curtir