Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Decisão do STF de validar delação da JBS nas manchetes do dia

Resultado é visto como uma uma vitória política para o ministro Edson Fachin no Supremo

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de validar a delação da JBS e de manter o ministro Edson Fachin como relator do caso estão nas manchetes dos principais jornais nesta quinta-feira. Segundo a Folha de S.Paulo, o resultado é uma vitória política para Fachin dentro do Supremo, depois dos rumores nos bastidores de que poderia sofrer algum revés em plenário. O ministro enviou à Procuradoria-Geral da República cópia dos autos do inquérito aberto contra o presidente Michel Temer. O procurador Rodrigo Janot terá cinco dias para apresentar a denúncia.

Folha de S.Paulo
STF valida delação da JBS, e Fachin fica como relator
A maioria dos ministros do STF votou na quinta-feira pela validade do acordo de delação premiada dos executivos da JBS e por manter Edson Fachin como relator do caso na corte. Foram sete votos proferidos a favor do rito em que Fachin homologou a colaboração em maio. Além do próprio relator, seguiram essa posição os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.

O Globo
Delação da JBS é validada, e Temer deve ser denunciado
Houve intenso debate sobre a possibilidade de revisão do acordo, no plenário, no momento da sentença ou antes. Mantido como relator, Fachin enviou à PGR cópia do inquérito sobre o presidente Temer. Agora, o procurador-geral, Rodrigo Janot, deve apresentar a denúncia por crime de corrupção passiva até a próxima segunda- feira. A denúncia por obstrução de Justiça deverá ficar para depois.

Estado de S.Paulo
Fachin dá cinco dias para Janot apresentar denúncia contra Temer
Em seu despacho, Fachin também pediu que a Polícia Federal remeta, “tão logo ultimados”, o relatório final sobre o caso e a perícia da gravação da conversa entre Temer e Joesley Batista, do Grupo J&F. Como a PF já enviou relatório parcial em que aponta que são “incólumes as evidências” da prática de corrupção passiva por parte de Temer e do ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures, a PGR deve fatiar a denúncia e enviar primeiro ao STF a parte relacionada a esse crime.

Valor Econômico
Ilan diz que BC quebrou a ‘espinha dorsal’ da inflação
A pronunciada queda da inflação, de 6,29% em 2016 para 3,8% neste ano, abaixo da meta de 4,5% segundo projeções do Banco Central, encorajou o presidente do BC, Ilan Goldfajn, a assegurar: “Quebramos a espinha dorsal da inflação”. Ele não conta com a hipótese de a inflação ficar abaixo de 3% neste ano.

Estado de Minas
Rodovias da propina e da tragédia
A Polícia Federal prendeu 15 agentes da Polícia Rodoviária Federal e quatro empresários acusados de corrupção em cidades do Triângulo Mineiro e imediações. Segundo a investigação, os policiais cobravam propina dos motoristas para liberar passagem de veículos em situação irregular nas BRs 050, 135 e 356. Já a BR-101, em Guarapari, no litoral capixaba, uma carreta carregada de pedras bateu em duas ambulâncias e num ônibus. Vinte e uma pessoas morreram. 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ABSURDO! Esses Batistas, roubaram pra caramba, também faziam parte do Bando que quebrou o Brasil e Janot os presenteia com uma delação superpremiada, Não podem ser processados, podendo viverem tranquilamente em luxuoso apartamento em New York.. Janot é um mau exemplo de juiz que faz o povo acreditar que o crime compensa.

    Curtir