Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Decano do STF pede respeito à Constituição e à ordem democrática

Celso de Mello diz que ‘mais do que nunca, neste particular momento’, a obediência irrestrita às leis é que vai garantir liberdades fundamentais e direitos

O ministro Celso de Mello, decano (mais antigo) do Supremo Tribunal Federal (STF) emitiu uma nota dizendo que, neste momento de tensão que vive o país em razão das acusações feitas pelo empresário Joesley Batista, da JBS, contra o presidente Michel Temer (PMDB), é preciso “obediência irrestrita à Constituição e às leis da República”.

“Mais do que nunca, neste particular momento em que o Brasil situa-se entre o seu passado e o seu futuro, os cidadãos deste país, as instituições nacionais e os membros integrantes dos poderes do estado devem prestar obediência irrestrita à Constituição e às leis da República como condição de preservação de nossas liberdades fundamentais e de proteção aos nossos direitos”, escreveu.

De acordo com ele, só ficando ao lado da lei, o país conseguirá preservar os valores da “ordem democrática”. “somos todos servos da lei para que realmente possamos ser livres (como acentuava Cícero já no século I A.C.) e também para que, com esse gesto de respeito solidário aos princípios da nossa lei maior, sejamos  verdadeiramente capazes de preservar  os fundamentos e a integridade dos valores que constituem o sopro inspirador da ordem democrática e a razão legitimadora do estado de direito!”, afirmou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    Se quer ser respeitado, respeite primeiro, principalmente essa nação. O STF é apenas uma pálida sombra do que deveria ser.
    – Hoje é absolutamente desnecessário!!!

    Curtir