Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Datafolha: 83% dos estrangeiros aprovam organização da Copa

Hospitalidade brasileira recebeu aprovação de 95% dos turistas, segundo pesquisa

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira pelo jornal Folha de S. Paulo indica que 83% dos estrangeiros que visitaram o país durante a Copa do Mundo avaliaram como ótima ou boa a organização do torneio – 12% consideraram o quesito regular e somente 3%, péssimo ou ruim. A hospitalidade dos brasileiros também se destacou: 95% dos turistas ouvidos aprovaram a recepção que tiveram no país.

Leia também:

Alemanha marca no final e conquista o tetra no Maracanã

Na hora da taça, aplausos a campeões e ofensas a Dilma

Para Löw, título não veio em 120 minutos, mas em 10 anos

De Judas a herói nacional, Götze, o Neymar da Alemanha

A maioria dos estrangeiros ouvidos (51%) avaliou que a organização do Mundial foi melhor do que a esperada. Antes de viajar ao Brasil, 90% dos turistas acompanharam notícias sobre o Brasil. Desse total, metade informou ter ouvido relatos negativos sobre o país. Motivo de preocupação entre estrangeiros – e brasileiros – a segurança no país superou as expectativas de 60% dos turistas entrevistados.

Leia também:

As imagens e as marcas da grande final da Copa de 2014

Já 29% classificaram como ruim ou péssimo o custo de vida no Brasil – e 27% reprovaram o preço dos hotéis no país. Os sistemas de comunicação no país também desagradaram: 41% dos estrangeiros reprovaram o Brasil nesse setor. A mobilidade urbana, contudo, surpreendeu os turistas: 46% consideraram-na melhor do que o esperado. Para 40% o quesito ficou dentro do esperado e, para 11%, abaixo. A maioria dos estrangeiros (76%), porém, aprovou a qualidade do transporte até os estádios.

Os turistas aprovaram ainda o conforto e segurança das arenas do Mundial – os quesitos foram elogiados por 92% dos entrevistados. Ao todo, 69%¨dos estrangeiros afirmaram que morariam no Brasil.

Entre os dias 1º e 11 de julho, o instituto ouviu 2.209 estrangeiros de 60 países nos aeroportos de São Paulo, Rio e Brasília e também nas em Fan Fests e locais de grande concentração nessas cidades e em Belo Horizonte, Salvador e Fortaleza. Quando aferida a opinião dos turistas na pesquisa espontânea, 42% consideraram as pessoas o que o Brasil tem de melhor (entre argentinos o índice cai a 35%). O pior do país para 18% dos estrangeiros foram temas relacionados à pobreza, favelas e moradores de rua.