Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Condenação de Lula à prisão nas manchetes de 13/07/17

Juiz Sergio Moro alegou ‘prudência’ para não decretar prisão preventiva

A condenação do ex-presidente Lula9 anos e 6 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro está nas manchetes dos principais jornais nesta quinta-feira. Petista recorrerá em liberdade de sentença que, se confirmada, pode torná-lo inelegível. Autor da sentença, o juiz Sergio Moro alegou ‘prudência’ para não decretar prisão preventiva. Tanto a defesa quanto o Ministério Público vão recorrer da sentença.

Folha de S.Paulo
Moro condena ex-presidente Lula a 9 anos de prisão no caso tríplex
A sentença do juiz Sergio Moro ainda será analisada na segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4a Região, em Porto Alegre. Se for confirmada, Lula poderá ser preso e ficar inelegível. De acordo com Moro, o petista é culpado de ter recebido um apartamento tríplex em Guarujá (SP) como propina da construtora OAS. 

O Estado de S.Paulo
Moro condena Lula
Primeiro ex-presidente da República condenado por crime comum no País, o petista também foi proibido de assumir cargos ou funções públicas por 19 anos. Moro considerou existirem provas para condenação de Lula pelo recebimento de R$ 2,2 milhões em propinas, da construtora OAS, por meio do imóvel, que foi confiscado. Cabe recurso da decisão e o ex-presidente, que é réu em outras quatro ações penais, vai responder em liberdade. 

O Globo
Moro condena ex-presidente Lula a 9 anos de prisão no caso tríplex
Segundo o juiz, Lula “foi beneficiado materialmente por débitos da conta geral de propinas, com a atribuição a ele e a sua esposa [Marisa Letícia], sem o pagamento do preço correspondente, de um apartamento tríplex, e com a realização de custosas reformas no apartamento”. A notícia devolveu o mercado financeiro ao patamar anterior à delação da JBS: a Bolsa encostou nos 65 mil pontos, e o dólar caiu para perto de R$ 3,20.

Valor Econômico
JBS pagava ‘mensalinho’ a 200 fiscais sanitários
Maior processadora de proteína animal do mundo, a JBS pagou propina mensalmente, durante vários anos, a cerca de 200 fiscais do Ministério da Agricultura. O “mensalinho” chegava a R$ 20 mil por servidor. O objetivo era fazer os fiscais federais agropecuários flexibilizarem a aplicação das regras sanitárias.

Jornal do Commercio
Primeira vez na história desse país
Condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula só será preso se será preso se condenado na segunda instância. Na decisão, Moro deixa claro que “caberia cogitar a decretação de prisão preventiva do ex-presidente”, mas considerando “certos traumas” é mais prudente aguardar o julgamento pela Corte de Apelação.