Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuvas no Espírito Santo causam mais três mortes

Defesa Civil havia corrigido o número anterior. Total de mortos chega a oito

Mais três mortes foram confirmadas no Espírito Santo nesta terça-feira, em decorrência das chuvas que não dão trégua. Todas foram vítimas de soterramento no bairro Barro Preto, em Itaguaçu, uma das áreas mais atingidas. Anteriormente, a Defesa Civil havia noticiado seis mortes, mas o número foi corrigido para cinco. Agora, o órgão contaliza oito mortes no Estado e 49 feridos. Mais de 46.000 pessoas tiveram de deixar suas casas.

O governador Renato Casagrande, que havia decretado situação de emergência no sábado, criou na segunda-feira um gabinete de crise para auxiliar a população atingida. Dos 78 municípios, pelo menos 50 foram afetados. A presidente Dilma Rousseff chega ao Estado nesta terça para sobrevoar áreas de risco e avaliar os estragos. É a primeira vez que ela visita o Espírito Santo desde que foi eleita.

Leia também:

Leia também: ES decreta emergência, e o prefeito de Vila Velha viaja

A Força Nacional de Segurança ajuda o Corpo de Bombeiros nos resgates. Cerca de 600 homens trabalham nas regiões atingidas para socorrer as vítimas. Em seu perfil no Twitter, Dilma anunciou que o governo federal disponibilizou dois helicópteros e dez veículos com capacidade para cinco toneladas de carga, além de kits de emergência e cestas básicas. “Estamos mobilizados, junto com todo o Brasil, para ajudar os mais de 40 mil desabrigados pela #ChuvanoES”, escreveu ela.

Leia também:

Leia também: Risco de novas enchentes é maior na região serrana