Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chuva dispersa manifestação em Brasília

Polícia Militar estima em 3 000 o número de participantes; ao final, houve enterro simbólico de Dilma

Após menos de três horas de mobilização, manifestantes deixaram a Esplanada dos Ministérios em Brasília. O movimento, que já estava reduzido, foi encerrado com o céu fechado e a chuva que se iniciou por volta das 12h30. Apenas poucas pessoas ainda permaneciam em frente ao Congresso Nacional. A manifestação pedia o impeachment de Dilma Rousseff e o fim da corrupção.

A Polícia Militar do Distrito Federal estimou a participação em 3 000 pessoas no auge da manifestação, embora não tenha confirmado um número oficial.

A concentração começou às 10h30, em frente à Catedral Metropolitana, no Complexo Cultural da República, na zona central da cidade. Alguns dos manifestantes participaram de missa e, em seguida, rezaram o “Pai Nosso”.

Por volta das 11h, aproximadamente 500 manifestantes seguiram caminhando pela Esplanada dos Ministérios, em direção ao Congresso Nacional. Vestidos em maioria de amarelo e portando a bandeira do Brasil, os participantes executaram o Hino Nacional e bradaram palavras de ordem pedindo o afastamento da presidente.

Faixas com palavras de ordem foram instaladas no gramado em frente ao Congresso Nacional, onde também estavam estacionados dois carros de som, que puxavam os gritos de guerra. Algumas faixas também pediam o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Um boneco inflável da presidente Dilma, sem a faixa presidencial e com nariz avantajado em referência ao personagem Pinóquio, já estava na Esplanada desde quinta-feira desta semana.

A manifestação também contou com a leitura de um manifesto, produzido pelos organizadores dos movimentos Vem Pra Rua e Brasil Livre, que pedia “coragem” aos parlamentares e cobrava do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, “a prisão dos políticos envolvidos na Lava Jato”.

“Queremos uma nova fase de esperança e mudança, queremos voltar a bater no peito e sentir orgulho do nosso Brasil”, dizia o texto.

Já no final da manifestação, participantes desfilaram carregando um caixão com uma caricatura da presidente Dilma Rousseff e coberto pela bandeira do PT. Houve confusão e empurra-empurra entre os manifestantes para poder tocar o caixão. Ao fim do protesto, os manifestantes queimaram o caixão, fazendo um enterro simbólico da presidente.

O movimento foi pacífico, sem ocorrências de violência. Muitos trouxeram os filhos pequenos e aproveitaram a Esplanada fechada para passear. As crianças brincavam de escorregar nas bandeiras dispostas pelo gramado.

(Com Estadão Conteúdo)