Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cardápio do avião de Temer custaria 1,7 milhão de reais

Entre os luxos estavam refrigerantes e rapaduras orgânicas, seis tipos de geleias e mais de 4.500 reais em esfirras

Cancelada depois de causar furor, a licitação de compra de alimentos para o avião do presidente Michel Temer somava 1,7 milhão de reais em potes de Nutella, sorvetes marcas caras, cápsulas de café e outros luxos.

Além dos itens que mais chamaram atenção, como 500 potes de sorvete da marca Häagen-Dazs, o edital completo para alimentar o presidente e sua comitiva tinha outras exigências peculiares. No documento publicado na íntegra no blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal Estadão, é possível ver os seis tipos de açúcar e adoçante exigidos, desde versões orgânicas até duzentos pacotes de 150g de açúcar de coco, a 27 reais por unidade.

O edital também destinava a 38.295 reais a refrigerantes em latas e garrafas. Seriam 3.500 latas de Coca-Cola, em suas versões normal, diet e zero, além de 1.500 garrafas de 1,5 litro. Estavam previstas outras 1.000 garrafas de dois litros de guaraná e 2.000 latas da bebida. Mais 3.500 reais seriam destinados a garrafas de refrigerantes orgânicos, com referência da marca Wewi.

Os lanches e aperitivos da comitiva de Temer estavam contemplados em grande variedade: 4.502 reais em castanhas de caju e do Pará, cem pacotes de biscoito recheado de morango, por 538 reais, duzentos pacotes de 100g de amêndoas in natura, por 5.800 reais, e até rapaduras orgânicas.

A lista já cancelada contava, ao todo, com 170 itens. Chamaram atenção ainda as 600 unidades de esfirras por 7.068 reais (11,78 por unidade), os setenta potes de 150 gramas de pasta de amendoim (2.520 reais), além dos seis tipos de geleias e iogurtes.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Acepipes caros enquanto parte grande da população vive a mingua ISSO É UMA VERGONHA…

    Curtir

  2. Daniel Soares

    É revoltante ver esse tipo de coisa. Se querem viver uma vida de luxo que vivam, mas que banquem com seus próprios salários, que alias, se comparado a massa da população, é uma fortuna. Enquanto o país passa fome, eles deitam e rolam e ainda tem a cara de pau de mandarem a conta para os mais pobres pagarem. Mudam os governos e as práticas continuam as mesmas. É triste viver num país assim, onde os mais fortes tudo podem e os mais fracos sempre pagam o pato.

    Curtir

  3. Geroldo Zanon

    TEMER se tu levar a MARCELA junto tudo bem pode gastar

    Curtir