Autor de chacina em Campinas carregava explosivos

Atirador matou a ex-mulher, o filho de oito anos e mais dez pessoas na virada do ano

Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, responsável pela morte de 12 pessoas na virada do ano, em Campinas (SP), carregava consigo dez artefatos aparentemente explosivos. Ele invadiu uma casa no Jardim Aurélia com os artefatos, um canivete e uma pistola nove milímetros. Com a pistola, assassinou a ex-mulher, Isamara Filier, de 41 anos, o filho João Victor, de 8 anos, e outras dez pessoas, durante as comemorações de Ano Novo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), da Polícia Militar, foi acionado e levou os artefatos para análise. Após o ataque, Sidnei se matou. Outras três pessoas foram feridas e estão internadas cada uma em um hospital da região. A polícia está investigando o que motivou crime, mas as primeiras informações indicam que o atirador não aceitava a separação da mulher e reivindicava a guarda do filho.

Segundo uma testemunha que estava na casa no momento do ataque, Sidnei pulou o muro, entrou na casa por perto da meia-noite e começou a disparar contra os presentes. Essa testemunha, ao ouvir os primeiros disparos, pensou tratar-se de fogos de artifício, mas viu o tio cair no chão e percebeu o que ocorria. Correu para o banheiro e telefonou para a polícia e para unidades de resgate.

O caso foi registrado no 4º Distrito Policial de Campinas como homicídio consumado e planejado, seguido de suicídio. As investigações, no entanto, serão feitas pelo 3º Distrito Policial, por ser responsável pela área onde o crime ocorreu. Além das armas de Sidnei, seu carro, um gravador e um telefone celular foram apreendidos pela polícia.

Temer

O presidente Michel Temer expressou neste domingo seu pesar sobre os assassinatos em Campinas. “Lamentamos profundamente as mortes ocorridas em Campinas. Manifestamos nosso pesar junto às famílias. Que 2017 seja um ano de mais paz!”, escreveu no Twitter.

(Com a Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Marques

    Um doente ensandecido, que infelicitou inúmeras familias. Que as vitimas deste alucinado possam descançar em paz.

    Curtir

  2. Carlos Marques

    Veja, este energumeno não é “atirador”. É “homicida”…Este politicamente correto é insano…

    Curtir

  3. Se alguém estivesse armado na casa, o imbecil não teria matado tanta gente. Cidadão de bem, às armas!

    Curtir

  4. Num país em que as leis frouxas, um judiciário leniente; a impunidade e a inversão de valores na quais criminosos e corruptos são condecorados e elevados aos mais altos cargos enquanto que o pobre e honesto é visto como otário; muitos lunáticos poderão aparecer causando tragédias anunciadas. Agora; bem que ele poderia ter escolhido outros alvos criminosos e não o ceio de uma familia

    Curtir

  5. Fábio Luís Inaimo

    Zé Mané ! Se o cara não tivesse acesso a armas nada disto teria acontecido. Não é armando a população que se resolverão outros problemas !!

    Curtir

  6. Fábio Luís Inaimo

    Ignorância é uma coisa , Teimosia cega é burrice !!

    Curtir

  7. Fábio Luís Inaimo

    Nenhuma vida vale por um “acerto de contas com o sistema” !

    Curtir

  8. Fábio Luís Inaimo

    Homicida, atirador que @#R$%#WË de diferença isso faz a esta altura !?

    Curtir