Ao menos 168 ônibus de manifestantes chegaram a Curitiba

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 92 ônibus vieram de outros estados e 76 partiram do interior do Paraná para apoiar o ex-presidente

Ao menos 168 ônibus com manifestantes e apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegaram a Curitiba, capital do Paraná, até as 14h30 desta quarta-feira – data em que o petista presta seu primeiro depoimento ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância.

Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 92 ônibus vieram de outros estados – o restante, 76 ônibus, partiu do interior do Paraná para a capital. Apenas um ônibus foi escoltado e retido por falta de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e aferição vencida do tacógrafo, entre outras irregularidades.

Segundo a nota, cada ônibus transportava em média quarenta passageiros – o que resultaria em 6,7 mil manifestantes que chegaram a Curitiba de ônibus. A PRF destaca que nem todos os ônibus a caminho de Curitiba foram abordados, portanto os números são uma estimativa do total. A Polícia Militar do Estado do Paraná dá apoio à operação da PRF.

Rojões no acampamento do MST

Rojões e fogos de artifício foram disparados na madrugada desta quarta contra o acampamento onde estão concentrados militantes do MST e da CUT que viajaram a Curitiba (PR) para acompanhar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro.

Os fogos atingiram pelo menos uma barraca, que ficou em chamas, e feriram um rapaz, Maicon Diekson Costa Leite, de 30 anos, professor do acampamento Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu, interior do Paraná. Ele foi levado a um pronto-socorro da capital paranaense, e liberado em seguida.O professor sofreu escoriações leves no braço e no tórax. No início da manhã, Maicon já estava de volta ao acampamento.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. E os mais de 30 outdoors dos golpisas? E se fossem do pessoal do PT? Com certeza seriam removidos.

    Curtir