Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ANP autua Chevron pela 3ª vez por vazamento no RJ

Por AE

São Paulo – A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aplicou a terceira autuação à Chevron, operadora do campo de Frade, onde houve vazamento de óleo no mês passado. A nova autuação, realizada ontem, é referente à não adoção de medidas para a conservação dos reservatórios do poço 9-FR-50DP-RJS no campo de Frade.

Em comunicado distribuído hoje, a agência destacou que técnicos identificaram o “não cumprimento das premissas do Plano de Desenvolvimento do campo de Frade, aprovado pela Agência, durante a perfuração do poço, dando origem à exsudação de hidrocarbonetos para o assoalho marinho”.

Anteriormente, a ANP havia autuado a companhia com base em dois outros pontos. No primeiro, a razão foi o não cumprimento do Plano de Abandono do Poço, uma vez que a companhia “não dispunha dos equipamentos necessários à execução do plano que a própria companhia havia submetido à Agência”, segundo a ANP. A segunda autuação decorreu da omissão de informações ao órgão regulador, ao entregar imagens editadas das filmagens feitas por veículo remoto nos pontos de vazamento.

Além disso, a Chevron foi autuada em uma outra oportunidade, no início deste mês, por uma razão não relacionada ao vazamento na plataforma de exploração. “As razões da última autuação foram não avaliar o impacto do gás sulfídrico emitido em suas operações de produção sobre as estruturas e equipamentos de outra plataforma (a de produção) no Campo de Frade e, mais uma vez, não ter informado a Agência da existência do gás”, segundo informado pela própria ANP, referindo-se a uma quarta autuação, esta sem qualquer ligação com o vazamento em Frade.