Alemães são presos por roubo de estátua em aeroporto

Os turistas Beck Heiko, de 39 anos, e Kramm Rainer, de 48, vestiam camisas da seleção alemã e disseram que queriam apenas 'levar uma lembrança do Brasil'

Dois alemães foram detidos na tarde desta segunda-feira no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, acusados de furtar uma estátua de bronze estimada em 25.000 reais de uma exposição montada no saguão do terminal 3. A peça “Jogador de Futebol – Bicicleta”, criado pelo artista ítalo-brasileiro Inos Corradin, estava dentro de um cubo de acrílico na exposição Bate-Bola, um Embarque de uma Paixão, sobre a Copa do Mundo.

Leia também:

Na Copa, Dilma foi apenas candidata. Pior para o Brasil

Chegada de estrangeiros para Copa supera previsão

Os turistas Beck Heiko, de 39 anos, e Kramm Rainer, de 48, foram abordados em um restaurante no terminal 2 por seguranças do aeroporto, depois de terem feito check-in e despachado a bagagem com o objeto roubado para uma aeronave da empresa Lufthansa que partiria às 16 horas. A dupla foi identificada pelas câmeras instaladas no local. Eles foram encaminhados a um Centro de Detenção Provisória (CDP).

Vestindo camisas da seleção alemã, Heiko e Rainer furtaram a estrutura aproveitando-se do baixo movimento no horário – eram 9h20, momento em que é feito apenas o desembarque no saguão do terminal 3. Os dois colocaram, então, a peça na mala.

Eles disseram à polícia que vieram ao Brasil para assistir a todos os jogos da Alemanha na Copa do Mundo. A dupla chegou a São Paulo na tarde desta segunda vinda do Rio de Janeiro, depois da final entre Alemanha e Argentina. “Acharam que o Brasil é uma terra sem lei”, disse o delegado divisionário da Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (Deatur), Osvaldo Nico Gonçalves, que atendeu à ocorrência. A dupla afirmou à polícia que queria “levar uma lembrança do Brasil”. Segundo Gonçalves, não há possibilidade de fiança.

(Com Estadão Conteúdo)