Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aécio Neves, Sérgio Cabral e Michel Temer nas manchetes do dia

Senado descumpre decisão do STF ao não convocar suplente para a vaga de Aécio Neves, diz ministro Marco Aurélio Mello

O senador Aécio Neves, o ex-governador Sérgio Cabral e o presidente Michel Temer estão nas manchetes dos jornais nesta quarta-feira. O Estado de S.Paulo destaca que o Senado mantém Aécio do cargo, 26 dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar seu afastamento. Na Folha de S.Paulo, o assunto principal é o ex-governador Sérgio Cabral, condenado na operação Lava Jato a 14 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Já O Globo afirma que, sob pressão, o presidente Michel Temer leva BNDES a apressar revisão de R$ 50 bilhões em dívidas dos estados. 

O Estado de S.Paulo
Senado se recusa a afastar Aécio; STF mantém irmã presa
Vinte e seis dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), informou que vai manter o gabinete do tucano até que a Corte envie novas orientações. No STF, o ministro Marco Aurélio Mello, que assumiu a relatoria da investigação, disse que o Senado está descumprindo a decisão ao não convocar o suplente para a vaga. Por três votos a dois, a Primeira Turma do STF negou ontem o pedido de liberdade de Andrea Neves, irmã de Aécio, presa desde 18 de maio. 

Folha de S.Paulo
Sergio Cabral é condenado a 14 anos na Lava Jato
Ex-governador foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além do pagamento de multa de R$ 600 mil. É a primeira condenação na Lava Jato de Cabral, que ainda é réu em outras nove ações no âmbito da operação. A mulher de Cabral, Adriana Anselmo, foi absolvida.

O Globo
Em busca de apoio, Temer negocia dívida de estados
Às vésperas de ser denunciado ao STF no inquérito aberto após a delação dos donos da JBS, o presidente Temer apresentou a 20 governadores e vices, no Alvorada, proposta do BNDES para apressar a renegociação de R$ 50 bilhões em dívidas dos estados. Aprovada há seis meses, a medida não tinha saído do papel.

Valor Econômico
Arrecadação de impostos cai mais e dificulta ajuste
Uma nova frustração da receita de tributos federais foi registrada em maio. Houve uma queda real, na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados preliminares do Siafi, o sistema eletrônico que registra todas as despesas e receitas da União.

Jornal do Commercio
Joesley volta e fala de repasses a Lula e Dilma
Empresário está no Brasil desde domingo para prestar depoimento sobre os US$ 80 milhões que afirma ter repassado a contas mantidas no exterior para favorecimento dos petistas. Investigação trata de supostas irregularidades no repasse de recursos do BNDES para a J&F.