13 de março: juiz Moro, o herói dos protestos pelo país

As primeiras manifestações das capitais brasileiras reforçaram a imagem do juiz Sérgio Moro como principal homenageado deste domingo (13/03). Nenhuma figura pública ganhou tanto cartazes, camisas e homenagens como juiz lotado em Curitiba e reponsável por julgar as ações da Operação Java-Jato. Nem imagens contrárias ao ex-presidente Lula foram tão presentes quanto imagens de exaltação a Moro.

No Rio de Janeiro, o juiz recebeu homenagem em camisetas da grife carioca Reseva, que teve suas vendas pela internet esgotadas para a manifestação na orla de Copacabana.”É um juiz de coragem, que está nos ajudando a não fazer papel de palhaço”, diz o carioca Walter Vianna, de 70 anos.

Em Brasilia, manifestantes criaram o “Super Moro”, em que o juiz transformou-se em um boneco com roupas semelhantes ao super-homem. Cartazes também exaltaram o trabalho da força-tarefa da Lava-Jato e pediam a prisão do ex-presidente Lula. “Somos todos Moro”, afirma a mensagem da acupunturista Conceição Nacle. No Recife, como nas outras manifestações da cidade, o juiz serviu de modelo para o boneco de Olinda, tradicional alegoria do carnaval pernambucano

Em São Paulo, o protesto ainda nem começou, mas as homagens ao juiz predominam. alguns manifestantes usam máscaras com sua imagem. Moro também foi citado em todos os carros de som com aplasos e gritos de apoio.