Blogs e Colunistas

01/01/2012

às 9:41 \ nokia, video

No futuro, celulares podem ter telas dobráveis

De tempos em tempos, empresas de tecnologia apresentam vídeos conceituais que tentam profetizar como será o mundo no futuro. Lousas digitais, carros que dispensam o condutor e TVs de alta qualidade são algumas das apostas dos futurólogos. Entre tantas promessas, uma parece onipresente: as telas sensíveis ao toque.

Leia também: Como um aplicativo transforma o iPad, da Apple, em violino

A empresa de telecomunicações Nokia decidiu apresentar um novo conceito aos smartphones, o ‘Kinect Device’ (dispositivo cinético, em movimento). O aparelho possui uma tela sensível ao toque que dobra o dispositivo sem danificá-lo: na prática, ele pode ser controlado com movimentos de flexão ou torção. Há, no entanto, um problema: seu uso só pode ser feito com as duas mãos.

O objetivo é libertar o usuário da exigência de usar apenas a ponta dos dedos para realizar ações no celular – algo comum no iPhone, da Apple, por exemplo. Com a tecnologia, será possível acessar funções do smartphone usando luvas em regiões baixas temperaturas – como a Finlândia, que abriga a sede oficial da Nokia. Em locais de rigorosos invernos, é muito comum ouvir reclamações dos usuários sobre o manejo dos aparelhos sensíveis ao toque.

Desenvolvido há dois anos no laboratório de pesquisas da empresa, o protótipo – infelizmente –, ainda não será comercializado. Estima-se, contudo, que modelos similares estejam à venda no mercado nos próximos anos. O resultado pode ser resumido no vídeo abaixo:

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

15 Comentários

  1. Onofre Neto

    -

    06/01/2012 às 9:42

    Muito boa, ao trabalhar com aparelho celular no bolso, quando fiz pressão apertando-o contra a parede em trabalhos que fazia, tive a infelicidade de quebrar a tela de dois aparelhos, o que com essa tecnologia poderia ser evitado.

  2. Artur

    -

    02/01/2012 às 8:58

    Fiquei atônito com os comentários…

    Esse tipo de tela não será para termos necessariamente um aparelho dobrável, porque nesse caso precisaríamos ter outras partes flexíveis como a placa e baterias do aparelho.
    Essa tecnologia serve para termos telas mais resistentes, que não se quebram facilmente, esse aparelho é um conceito para mostrar o poder da mesma.

  3. Marcos

    -

    02/01/2012 às 0:33

    Precisamos acelerar ainda mais a chegada de novas tecnologias para todas as pessoas. Se olharmos o salto que a humanidade deu nos últimos 10 anos é incrivel comparado a outras revoluções que tivemos (ex Industrial). Toda tecnologia deve ser popularizada e distribuida globalmente.

  4. João Fonseca

    -

    01/01/2012 às 19:24

    Genial, é o papel do futuro! Aos pregadores de plantão… se Deus não desejasse a evolução do ser humano (Sua imagem e semelhança, lembra?) não daria a ele a razão e a inteligência! Quem quer dominar o homem e mantê-lo na ignorância para escravisá-lo são as religiões, instituições criadas pelo próprio homem, não por Deus.

  5. Theo Zee

    -

    01/01/2012 às 18:46

    O modelo da HTC não é mais avançado, é apenas outro estilo, mas eu considero tão moderno quanto.

  6. Joao Carlos de Presidente Prudente

    -

    01/01/2012 às 15:59

    O tempo do fim está no livro de Daniel 12:4 -antigo testamento. Mas creio que o fim mesmo é só pra quem morre eh eh eh…

  7. Adriano Costa

    -

    01/01/2012 às 15:30

    A Ciência nada mais é, na minha humilde opinião, do que uma “brincadeira” em que o Homem finge que é DEUS… Graças a DEUS!

  8. Kenji

    -

    01/01/2012 às 14:53

    A bíblia é cheia de contradições.
    Eu ainda prefiro acreditar na ciência, do que acreditar na bíblia e ficar tapado e falar tanta asneira assim.
    Faz um ano que.voltei ao Brasil, estou pasmo de ver tanta gente fanática por religião e acabaram esquecendo da realidade.

  9. Henrique

    -

    01/01/2012 às 14:49

    A redação da Veja está atrasadíssima, o futuro mais provável são os outros protótipos de celulares comandados por gestos, com o uso combinado dos já existentes acelerômetros, câmeras e outros sensores. A HTC tem dois modelos, um por movimentos com celular e outro com gestos manuais sobre a tela

  10. Bryan

    -

    01/01/2012 às 14:11

    A com certeza a bíblia diz isso que o “Profeta” ai falou. É só ir em 3ª Heresias e ler o capitulo 8 que ta tudo explicado lá(¬¬).

  11. Fábio Brito

    -

    01/01/2012 às 13:12

    Que mundo você gostaria que acabasse em 2012?: O mundo da ignorância, das falsas profecias, da falta de educação intelectual e moral, do materialismo, do cristianismo de exterioridades que não se baseia na conduta diária de amor ao próximo etc. Que mundo gostaria que começasse em 2012? O mundo do amor ao próximo, do cristão que realmente pratica o bem na conduta diária etc.

  12. Fadrick Paiva

    -

    01/01/2012 às 13:01

    eu não quero esperar, quero pra agora e já….. quanto mais tecnologia acessível para todos, melhor será a vida.

  13. Fábio Brito

    -

    01/01/2012 às 12:40

    Quanto mais a ciência se multiplicar, mais próximo estará o fim da ignorância, das falsas profecias, da falta de educação intelectual e moral etc.

  14. José Duarte

    -

    01/01/2012 às 12:19

    Meu amigo Profeta, eu desconheço essa passagem, por favor em diga em que livro, capítulo e versículo.
    Grato.

  15. Profeta

    -

    01/01/2012 às 11:12

    Diz a biblia [Deus falando conosco].
    Quanto mais a ciencia se multiplicar ,mais proximo estara do fim.
    Aproveite esse ano que se inicia p/ pensar nisso.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados