Blogs e Colunistas

29/12/2011

às 11:02 \ facebook, google+, tendencias

O que será assunto na web em 2012

Esboçadas em 2011, a batalha entre Facebook e Google e a expansão da internet móvel serão os grandes assuntos da web em 2012. O exército de Mark Zuckerberg oferecerá a seus usuários novos instrumentos para incentivá-los a usar ainda mais os serviços da empresa, assim como o Google não medirá esforços para lhe fazer frente com o Google+ – mesmo que a ação provoque a morte natural de sua antiga rede social, o Orkut. E cada vez mais usuários chegarão às redes sociais via dispositivos móveis, como tablets e smartphones. Estima-se que em 2012 sejam vendidos 1 milhão de tablets, contra 450 mil em 2011. Confira abaixo:

Redes sociais: a batalha de gigantes
Assim como o Google já é mais do que um “gigante de buscas”, o Facebook vai querer ser em 2012 mais do que uma “rede social”. O mercado aposta que a empresa vai fazer em 2012 sua primeira oferta pública de ações (IPO) na bolsa. Caso isso ocorra, a companhia pode atingir um valor de mercado nada desprezível – 100 bilhões de dólares, o maior IPO já realizado por uma companhia de tecnologia.

A abertura de capital representa a consolidação de uma brincadeira que deixou os muros universitários de Harvard em 2006 para abraçar o mundo. Para tanto, não será surpresa se Mark Zuckerberg, seu criador e CEO, apresentar uma nova leva de recursos e funcionalidades que detenham maior atenção do usuário de internet. Entre tantas apostas, estão a criação de um editor de foto que permite mudar o filtro das imagens – similar ao Instagram –, a recurso de geolocalização, um smartphone ou até um navegador.

Para uma empresa que já detém o maior acervo de conversas na internet, acrescentar a localização geográfica é um incremento importante. E dar a seus usuários a possibilidade de se comunicar a partir de um celular próprio é um passo ainda mais lógico. Um eventual smartphone do Facebook pode ter uma agenda de telefone integrada à rede de contatos no Facebook e permitir aos cadastrados ligações gratuitas pelo Skype, principal serviço de telefonia via internet no mundo e parceiro do Facebook desde julho.

As apostas do mercado levam em conta a batalha do Facebook com o Google+. Criada em junho, a mais nova rede social da empresa será o produto que receberá maior atenção entre todos os projetos do Google em desenvolvimento. Apesar de funcionários da companhia garantirem que a criação do projeto não implica menor empenho para garantir o futuro do Orkut, as evidências apontam em outra direção, e é possível que o Orkut seja abandonado em 2012.

O Orkut já perdeu apelo mundial: é um terreno virtual habitado maciçamente por brasileiros. Em novembro, registrou 30 milhões de usuários únicos, metade da audiência obtida pelo novato Google+, segundo a empresa de métricas Comscore. Ao Google, interessa levar a audiência do Orkut para o Google+. A primeira estratégia foi lançada em outubro. Sem alarde, o Google apresentou um recurso para migrar fotos do Orkut para o Google+. Por essas ações, caberá a nova rede a difícil missão de rivalizar com o Facebook, hoje com mais de 800 milhões de usuários.

Dispositivos móveis: a nova porta de entrada para a internet
A necessidade de computador e linha telefônica é uma tradicional barreira ao avanço da internet. As operadoras de telefonia no Brasil oferecem há sete anos serviços que permitem acessar o mundo virtual a partir de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, mas seu uso ainda é ínfimo. Segundo dados de setembro da Comscore, 1% das páginas visitadas do total de tráfego de internet no Brasil são feitas a partir aparelhos como iPad ou iPhone – a taxa chega a 7% nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha.

Em 2012, a história deve mudar. Com o interesse cada vez maior de gigantes do setor no país, como Amazon e Apple, e a redução dos cusos de acesso a partir de dispositivos móveis, o mercado aposta que smartphones, tablets, como o iPad, e leitores digitais, como o Kindle, serão a porta de entrada de cada vez mais brasileiros para o mundo digital. Só em 2011, o Brasil terá 450.000 tablets vendidos, de acordo com estimativas da IDC, empresa de pesquisas e análise de mercado. Para 2012, essa cifra pode dobrar, chegando a 1 milhão de dispositivos vendidos no país.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

16 Comentários

  1. Dionisio Souza dos Santos

    -

    27/01/2012 às 11:58

    Matéria instrutiva e inteligente

  2. MARCOS

    -

    05/01/2012 às 11:11

    Orkut já era… E além de tudo é coisa de pobre.
    Se for embora já vai tarde.

  3. Hayzen

    -

    03/01/2012 às 0:07

    cara, v6 falam do orkut, mas quem deve acaba nao é o orkut é sim a diretoria que o cordena. Orkut é mil vezes melhor que modinha de Face twiter, o problema é que quem cuida não ta nem ai..

  4. Scizornl

    -

    02/01/2012 às 10:27

    O futuro é móvel.

  5. Ronaldo Cruz

    -

    01/01/2012 às 16:33

    Muito interessante esta reportagem, quando me cadastrei no Orkut e tem mais de 5 anos, achei muito boa, mas me sentia limitado, pois tinha o Skipe que tinha ligações gratuitas e com videos, o Facebook veio com tudo e hoje junto com este serviço Skipe, Twitter e outros recursos batem qualquer outro serviço. O Messenger está sendo pouco utilizado só, pois faz parte do abrangente serviço do Facebook, o Google+ precisará de muito trabalho para chegar a bater o concorrente.

  6. Renata

    -

    01/01/2012 às 16:32

    o orkut ja era a mto tempo, os brasileiros é q são teimosos, as atualizações do orkut o torna cada vez mais idiota, hoje em dia la só tem banners e correntes. Como eu sempre digo orkut é coisa de quem ainda nao evoluiu.

  7. issamu

    -

    01/01/2012 às 10:37

    O Orkut ainda existe por teimosia dos brasileiros.

    O Google não consegue dar jeito naquela bagunça então criou o Google+. Não faz sentido manter duas redes sociais funcionando, sendo que uma delas está perdendo usuários a rodo para o Facebook.

  8. Andrea

    -

    29/12/2011 às 15:44

    Sai do orkut quando meu perfil foi deletado sem motivo nenhum. Algum hater denunciou e o Orkut sequer considerou que fui uma das primeiras usuarias no Brasil. Criei um segundo perfil mas na sequencia as transformaçoes iniciaram e nao me agradaram. Tem muito perfil fake, as comunidades sao uma bagunça e realmente podiam encerrar o orkut de vez. Fake tem em todo lugar, mas no Orkut é desmedido. Eu nao tenho mais nenhum interesse no Orkut, e muitos dos meus amigos tb ja nao usam. So aquele apegados as suas comunidades é que ainda sao assiduos. Como nada é pago, que caa um usufrua da ferramenta que mais lhe agrada.

  9. Artur Magno

    -

    29/12/2011 às 15:20

    No começo eu não queria migrar para o facebook. O orkut e o twitter eram bastante interessante. No entanto, ao começar a usar o facebook, percebi que era muito mais prático que o orkut. Parece, também, que o facebook é uma “mistura” de orkut e twitter. Eu acho bem interessante e pouco utilizo o meu orkut. Quanto ao Google+ eu desconheço o serviço.
    Parabéns pela reportagem, eu geralmente só leio os assuntos pertinentes a política, mas esse aqui é muito bom.

  10. Priscila

    -

    29/12/2011 às 15:18

    As pessoas gostam da novidade assim como o orkut era na epoca em que foi lançado! O diferencial do facebook é pq existe a ferramenta compartilhar, as pessoas interagem umas com as outras e isso é bem mais interessante do que o orkut…

  11. Nathália

    -

    29/12/2011 às 15:16

    Sei lá, mas não consigo entender como as pessoas ainda usam o Orkut, além de ultrapassado, causa uma imensa poluição visual.

  12. Dantas

    -

    29/12/2011 às 13:15

    O orkut ficou muito chato!!! Parece que todas as pessoas só sabem postar bobeiras e banners ridículos…

  13. Sávio Oliver

    -

    29/12/2011 às 12:05

    Olá digo a vocês o facebook , nunca foi e nunca sera melhor que o Orkut,
    o facebook , e apenas moda, o motivo de alguns ter migrado para o facebook , foi pelo o Orkut esta passando por algumas modificações, e esses usuários que migraram para o facebook , não souberam usufruir das novas ferramentas , e se acostumar com a nova versão do Orkut

    Abraço !

  14. @Burunoh

    -

    29/12/2011 às 11:49

    Esse numero de tablets nao deve contar aqueles baratinhos vendidos com android e grande forca em vendas coletivas.

    Esse numero eh e vai ser muito maior.

  15. Vania marques

    -

    29/12/2011 às 11:48

    Gosto muito do facebook,mas ainda prefiro o orkut as ferramentas são mais faceis.
    Não gostaria que ele saisse do ar.

  16. Luis

    -

    29/12/2011 às 11:41

    O orkut tem mais usuarios na india do que no Brasil, vale ressaltar que o facebook nã “vingou” na India que sozinho pode engolir com o Orkut muitas redes sociais. particularmente em se tratando de assuntos e opiniões divididos por grupos e foruns, o orkut supera o Facebook. Mas como as pessoas não querem mais discutir assuntos e sim compartilhar, o Facebook sai vencendo. O Google+ ainda é um mistério. Está confuso.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados