Blogs e Colunistas

02/12/2010

às 21:40

‘Pânico’ e gargalhadas no Complexo do Alemão

Depois de uma semana de tensão e entrevistas em tom grave e circunspecto, o porta-voz da Polícia Militar, coronel Lima Castro, enfrentou uma invasão diferente no Complexo do Alemão. O conjunto de favelas ocupado desde domingo foi palco do programa “Pânico”, da RedeTV! Os humoristas Carioca e Eduardo Steblitch rodaram pelo conjunto de favelas ao lado do coronel e, trajados de presidente Lula e Marina Silva, fizeram piadas sobre tudo o que viram.

Menos sobre Lima Castro, que se apressa em garantir que, com ele, os humoristas se comportaram bem. “Fizeram as brincadeiras entre eles, comigo não, absolutamente”, afirma. O coronel teve intensa participação na gravação, e aproveitou os momentos em que não era filmado para observar as cenas. E gargalhar. “A ‘Marina’ abraçava as árvores e dizia: plantinhas, vocês estão livres. A paz voltou a reinar”, lembra Lima Castro ainda com sorriso no rosto.

O coronel diz ter feito questão de participar do programa, durante quase todo o período da tarde. O objetivo foi mostrar para a população -e para a sua própria família – que o clima é de normalidade. “Quando contei que estava com o pessoal do Pânico, minha filha não acreditava e dizia que eu estava mentindo. Isso porque as pessoas acham que estamos vivendo um estado de sítio.”

O que Lima Castro chamou de “vida que corre, vida normal”, ainda não convenceu sua mulher. “Outro dia que quis trazer meus filhos, e ela não deixou. Queria que eles vissem a realidade. Aí ela disse que era perigoso. Se fosse, não ia querer trazer as minhas crianças.”

Quem mora nas imediações do Alemão percebe nitidamente uma grande mudança desde a ocupação da Vila Cruzeiro, na quinta-feira 25 de novembro. Não há mais sons de tiros, e todos podem circular sem risco. Ana Maria Braga aproveitou a quarta-feira para gravar próximo ao batalhão de Olaria, fazer passagens em frente aos caveirões e experimentar a comida dos fuzileiros navais. Sem colete – aliás, como os humoristas do Pânico.

Nesta quinta, quem também apareceu no Alemão foi o apresentador Luciano Huck. Entre cochichos, policiais não escondiam a excitação, e especulavam sobre uma possível volta de Huck para reformar uma casa (no quadro “Lar Doce Lar”) ou um carro (no “Lata Velha), como fez no Morro Dona Marta. Os PMs só não ficaram satisfeito com uma coisa: as ‘paniquetes’ não acompanharam Eduardo e Carioca na empreitada pelo Alemão.

(Por Cecília Ritto, do Rio de Janeiro)

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

2 Comentários

  1. Rayza

    -

    06/12/2010 às 12:45

    Que que isso ? que absurdo

  2. Lucas the Nerd

    -

    02/12/2010 às 22:30

    Os policiais safadinhos queriam mesmo é ver as Panicats, haha.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados