Fernanda Furquim Nova Temporada

Nova Temporada

Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

sobre

Formada em Comunicação pela ULBRA, é jornalista e pesquisadora de séries de TV. Dentro deste tema, publicou o fanzine TV Land entre 1995 e 1997; a revista TV Séries entre 1997 e 2001 (que gerou um blog entre 2006 e 2010), e os livros Sitcom: Definição e História (2001) e As Maravilhosas Mulheres das Séries de TV (2008). Ministrou oficinas livres sobre a história da TV e das séries americanas.

Vencedores do SAG Awards 2012

Por: Fernanda Furquim

Ver comentários (4)

Elenco de "Boardwalk Empire" (Fotos: Kevin Winter/Getty)

Nos EUA existiam dois Sindicatos de Atores. Um era conhecido como SAG, formado pelos representantes da indústria cinematográfica. O outro era o AFTRA, formado pela indústria do Rádio e da Televisão. O prêmio Ator era oferecido pelo primeiro, em cerimônia conhecida como SAG Awards.

Nas vésperas da realização da cerimônia deste ano, a diretoria de cada Sindicato aprovou a fusão das duas organizações. A decisão final será dada pelos membros de cada Sindicato em março. Com esta união, a indústria de Hollywood será supervisionada por um único Sindicato, que passará a ser denominada SAG-AFTRA. Se esta união de fato ocorrer, este será o último ano em que a cerimônia de entrega do prêmio Ator será realizada com o nome de SAG Awards.

Enquanto as mudanças ainda não são sentidas, a cerimônia do SAG Awards 2012 foi realizada na noite do dia 29 de janeiro.

O Sindicato não inovou, optou por manter a tradição entregando o prêmio a Alec Baldwin, que este ano se tornou embaixador da Fundação SAG, instituição filantrópica do Sindicato. O ator foi premiado pelo sexto ano seguido na categoria de melhor ator de série cômica. Com isso, ele derrotou Ty Burrell, um dos vencedores do Emmy, e Steve Carell, que perdeu para Alec todas as vezes em que concorreu por “The Office”.

Além disso, pelo terceiro ano seguido, Betty White, atualmente com 90 anos de idade, leva um prêmio do Sindicato. O primeiro em 2010, por sua carreira, o segundo pela categoria com a qual ela venceu este ano: melhor atriz em série de comédia.

Considerando que este ano a homenageada foi Mary Tyler Moore, atriz que estrelou a sitcom clássica que leva seu nome, o prêmio de Betty White pode ser considerado uma dobradinha, já que ela também estava no elenco da série da década de 1970, que se tornou um marco na história da TV americana.

Na categoria elenco de série cômica, a favorita “Modern Family” ficou com a estatueta. O agradecimento foi feito por três dos atores infantis.

Quando Kristen Wii, Maya Rudolph e Melissa McCarthy entraram no palco, cada uma carregando um copo de bebida, disseram que elas beberiam um gole ao longo da noite sempre que alguém mencionasse o nome de Martin Scorsese. Uma delas chegou a dizer, que o público ficaria surpreso com a quantidade de vezes que o nome dele surge ‘casualmente’.

Esse comentário pode ser considerado um aviso ao público de que “Boardwalk Empire” e Steve Buscemi levariam o prêmio. O ator subiu ao palco pouco depois, agradecendo a Martin Scorsese por tê-lo escolhido para estrelar sua série, saindo do papel de comediante para investir no gênero dramático. Quando voltou ao palco, na companhia do restante do elenco, Steve novamente agradeceu ao diretor.

Bryan Cranston, que pelo terceiro ano seguido perdeu o prêmio SAG, corre o risco de se tornar o novo ‘Steve Carell’, sempre indicado e nunca ganhando. Mas, visto que ele é premiado com o Emmy, perder o SAG não deve ser considerado um problema, nem por ele, nem pelos fãs.

A surpresa da noite foi Paul Giammatti, que ganhou por seu trabalho no telefilme “Too Big To Fail”. Ele e Greg Kinnear (The Kennedys), eram os menos prováveis a levarem o prêmio.

Confiram a lista dos indicados aqui e os vencedores, nas categorias televisão e cinema, abaixo.

Elenco de "Modern Family"

Televisão

Elenco de Série Dramática
Boardwalk Empire

Ator de Série Dramática
Steve Buscemi, por Boardwalk Empire

Atriz de Série Dramática
Jessica Lange, por American Horror Story

Elenco de Série Cômica
Modern Family

Ator de Série Cômica
Alec Baldwin, por 30 Rock

Atriz de Série Cômica
Betty White, por Hot In Cleveland

Ator de Telefilme ou Minissérie
Paul Giamatti, por Too Big To Fail

Atriz de Telefilme ou Minissérie
Kate Winslet, por Mildred Pierce

Equipe de Dublês em uma Série
Game of Thrones

Cinema

Elenco de Filme
The Help/Histórias Cruzadas

Ator
Jean Dujardin, por The Artist/O Artista

Atriz
Viola Davis, por The Help/Histórias Cruzadas

Ator Coadjuvante
Christopher Plummer, por Beginners

Atriz Coadjuvante
Octavia Spencer, por The Help

Equipe de Dublês
Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2

Cliquem nas fotos para ampliar

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Victor Silva

    Jorge, Harry Potter foi injustiçado pelo Oscar até na categoria de Efeitos visuais. Os efeitos de Harry Potter são fantásticos, eles beiram a realidade. Ganhou o BAFTA de melhores efeitos mas foi injustiçado pelo Oscar novamente. No ano passado era pra HP ter ganhado de A Origem também.

  2. Jorge Luís de M. Cardoso

    Vejo tanta gente reclamando das escolhas do Oscar para 2012, mas sinceramente, não consigo enxergar grandes diferenças com relação a outras premiações:

    – No Globo de Ouro deu O Artista e Os Descendentes (ambos na lista do Oscar);

    – No Bafta, apesar de Drive ter sido pré-selecionado, quem levou no fim das contas foi de novo O Artista;

    – No DGA, novamente quem levou foi o diretor de O Artista; Michel Hazanavicius;

    – O SAG escolheu Histórias Cruzadas, também selecionado pelo Oscar.

    Acho que se existe um problema de falta de criatividade nas recentes escolhas dos prêmios de cinema, ele não está restrito apenas ao Oscar, porque até agora não ví nenhuma outra premiação fazer muito diferente do que foi feito pela Academia de Hollywood.

    Filmes como Shame, 50/50, Harry Potter e as Relíqueas da Morte – Parte II, Precisamos Falar Sobre Kevin e Drive, apontados como grandes injustiçados por determinados críticos, alijados da principal competição do cinema, não foram acolhidos em nenhuma outra oportunidade.

  3. Luís Carlos Moura

    Pena que a Kate Winslet não estava presente. Queria muito vê-la.

  4. genivaldo

    Pela graça de Jesus esses foram os melhores imagina o pior