Blogs e Colunistas

Charlie Sheen

28/02/2012

às 15:53 \ Séries Anos 2010-2019

Nova série de Charlie Sheen estreia em junho

A nova série do ator Charlie Sheen já tem data de estreia definida. Será no dia 28 de junho, pelo canal FX americano, que exibirá os dois primeiros episódios. Anger Management ainda não tem previsão de estreia no Brasil, mas seu elenco e sinopse foram divulgados hoje.

Na história, Charlie interpreta um ex-jogador de baseball, também chamado de Charlie, que teve sua carreira prejudicada graças aos seus rompantes de raiva. Após passar um período fazendo terapia, ele conseguiu estabelecer-se como jogador, chegando ao ponto de disputar partidas importantes. Mas, pouco depois, ele sofreu uma recaída. Em seu último jogo, Charlie tenta matar um morcego que pousou em sua perna batendo nela com o bastão de baseball. O incidente definiu o fim de sua carreira. Assim, Charlie voltou aos estudos.

Agora ele trabalha como terapeuta, tentando ajudar outras pessoas como ele. Além de manter um consultório particular, Charlie também realiza sessões de terapia para um grupo de detentos na cadeia local. Uma atividade pro bono. Mas isto não significa que Charlie já tenha superado seu problema. Sua vida continua um verdadeiro caos. Ainda lutando para controlar seus rompantes de raiva, ele continua frequentando sua própria terapeuta, que neste caso é sua melhor amiga (Selma Blair). Sua vida pessoal também não está passando por uma boa fase. Sua ex-esposa (Shawnee Smith) continua escolhendo os homens errados e sua filha de 13 anos (Daniela Bobadilla) sofre de transtorno obsessivo-compulsivo.

No elenco também estão Michael Arden e Noureen DeWulf que interpretam os pacientes de Charlie. Ainda não há informações sobre o personagem de Michael, mas Noureen será uma jovem rica e mimada que, depois de atirar em seu namorado, por tê-la traído, é obrigada pela justiça a frequentar a terapia.

Adaptada do filme Tratamento de Choque, de 2003, a primeira temporada tem dez episódios encomendados, com produção da Debmar-Mercury em parceria com a Lionsgate Television.

A produção ainda não divulgou imagens da série, mas no vídeo abaixo temos Charlie fazendo um convite aos canadenses para assistirem Anger Management quando estrear no país pelo canal CTV.

27/10/2011

às 21:17 \ Séries Anos 2010-2019

Charlie Sheen Estrela Nova Série do FX

Charlie Sheen

“Anger Management”, o projeto de série que estava sendo desenvolvido para Charlie Sheen estrelar, foi comprado pelo FX americano.

O canal encomendou a produção de 10 episódios para a primeira temporada, sem passar pelo episódio piloto para avaliação.

Entre os canais sondados pelos produtores estavam a NBC, Fox, ABC, USA, A&E, Comedy Central, TV Land e até o Netflix.

A estreia da série está prevista para a Summer Season de 2012, período que compreende os meses de junho a agosto. Se a audiência for boa, “Anger Management” pode ser renovada para mais 90 episódios, de acordo com o contrato que foi estabelecido entre as partes. Desta forma, a série garantiria de cara os 100 episódios necessários para fazer carreira em canais regionais para reprises, a partir de 2014.  Este é o tipo de acordo que a empresa Debmar-Mercury, que irá distribuir a série, costuma fazer com os canais que exibem suas produções, entre elas, “Are We There Yet?”.

O FX já exibe reprises de “Two and a Half Men”, estrelada por Sheen, conquistando uma boa audiência, fato que pode ter sido determinante para o canal apostar na nova série do ator.

Para garantir a venda da série, Sheen percorreu o caminho que todos os ‘bad boys’ de Hollywood que querem continuar trabalhando precisam fazer: participou de vários talk shows e eventos fazendo um ‘mea culpa’ de suas ações que levaram à sua demissão de “Two and a Half Men”.

Além disso, entrou em acordo com a Warner Brothers no processo que movia contra o estúdio.

“Anger Management” é uma adaptação do filme “Tratamento de Choque”, de 2003. Na história, Adam Sandler interpreta um homem que é obrigado a frequentar sessões de terapia para controlar seus rompantes de raiva.

No entanto, seu terapeuta, interpretado por Jack Nicholson, é tão instável quanto ele. A série utilizará o filme apenas como referência. O enredo ainda não foi divulgado.

A produção é de Joe Roth, que produziu o filme, em parceria com Charlie Sheen e Bruce Helford, de “The Drew Carey Show”, pela Lionsgate TV. Helford será o roteirista do episódio piloto, que definirá personagens e situações. As filmagens terão início em 2012.

Processo: Charlie Sheen e Warner Brothers Chegam a um Acordo

Charlie Sheen

O processo de Charlie Sheen contra Warner Brothers Television e o produtor Chuck Lorre está oficialmente encerrado. Após várias semanas de negociações, as partes chegaram a um acordo financeiro.

No início deste ano, após atacar publicamente o produtor da série, Charlie Sheen provocou sua demissão de “Two and a Half Men“. Em função disso, o ator entrou com um processo contra o estúdio e Chuck Lorre, pedindo cerca de 100 milhões de dólares de indenização, valor de multa pela suspensão da produção, por sua demissão e pela perda de salário.

Na época foi divulgado que no processo Sheen também pedia o pagamento integral dos valores devidos aos atores e à equipe técnica da série pela produção de 24 episódios previstos para a oitava temporada (interrompida com um total de 16 episódios).

O estúdio não revelou detalhes sobre o acordo mas, segundo a imprensa americana, que vinha noticiando informações sobre as negociações, a Warner deve assumir o pagamento de cerca de 25 milhões de dólares, referentes, basicamente, ao salário que seria pago a Sheen pelos episódios da oitava temporada que não foram produzidos.

Conforme já divulgado, Sheen tinha interesse de finalizar o mais rápido possível o acordo para que pudesse dar continuidade ao desenvolvimento do projeto de série “Anger Manegement“, adaptação do filme “Tratamento de Choque”. Até o final do ano, o projeto será oferecido a canais da rede aberta e a cabo. Mas dificilmente o ator conseguiria despertar o interesse dos executivos se o processo contra o estúdio ainda estivesse em aberto. Se produzida, a série ficará a cargo de Bruce Helford (The Drew Carey Show), pela Lionsgate TV.

Charlie Sheen Teria Pressa para Finalizar Processo Contra a Warner

Charlie Sheen e Ashton Kutcher nos bastidores da entrega do prêmio Emmy (Foto: Charlie Sheen/Twitter)

Visando sua sobrevivência em Hollywood, Charlie Sheen vem, nas últimas semanas, percorrendo o caminho que todas as celebridades fazem quando precisam pedir desculpas em pública por seus atos. O ator, que provocou sua própria demissão ao utilizar os meios de comunicação para atacar verbalmente os produtores de “Two and a Half Men“, tem sido visto em talk shows nos quais mostra uma postura e um discurso completamente oposto ao do início deste ano.

Sheen também esteve na cerimônia do prêmio Emmy, onde, no palco, desejou boa sorte à série ‘do fundo do seu coração’. Nos bastidores, ele foi flagrado conversando com Kutcher, imagem que ele próprio divulgou em seu perfil no Twitter. O ator também utilizou esta rede social para tecer elogios à série e à Kutcher. Além disso, Sheen se colocou como alvo no programa “Comedy Central Roast”, que traz celebridades convidadas apontando os defeitos de outra celebridade.

Para o público, parece que ele realmente se arrependeu de seu comportamento rebelde, mas o ator tem bons motivos para mudar completamente sua postura. O fato é que ele precisa manter as portas abertas para continuar trabalhando em Hollywood.

Como já foi divulgado, o ator está envolvido com o desenvolvimento de um novo projeto de série, que poderá levá-lo de volta ao horário nobre da TV americana. Até o final deste ano, o projeto de “Anger Management”, adaptação do filme  ”Tratamento de Choque”,  estará pronto para ser oferecido a canais da TV aberta e a cabo. Se produzida, ficará a cargo da Lionsgate TV.

Mas, para garantir a venda de sua nova série, ele precisaria encerrar seu processo contra a Warner Brothers Television. Segundo o site Deadline, dificilmente o ator conseguiria atrair o interesse de algum canal para seu novo projeto estando com um processo aberto contra um grande estúdio.

O novo elenco de "Two and a Half Men"

O ator moveu processo contra a Warner e contra o produtor Chuck Lorre por quebra de contrato.

Na época, foi divulgado que Sheen exigia cerca de 100 milhões de dólares. Agora, segundo o jornal L.A. Times, as partes estariam próximas de um acordo na casa de 25 milhões de dólares.

O valor seria pago a Sheen pelo estúdio sem que Lorre tenha que desembolsar um centavo. Em troca, o ator retiraria o processo contra o estúdio. As partes envolvidas se negam a fazer qualquer declaração neste momento.

Enquanto isso, estreou ontem à noite nos EUA o primeiro episódio de “Two and a Half Men” com Ashton Kutcher no elenco. O ator foi escolhido para substituir Charlie Sheen. O episódio, dividido em duas partes, introduz o personagem de Kutcher e explica para o público o que aconteceu a Charlie Harper.

A crítica americana assistiu o episódio com reservas. Sem muito entusiasmo, os críticos comentam que o personagem é bem estruturado, mas sua situação e sua relação com os demais personagens ainda está por ser definida. Segundo a revista EW e o jornal Variety, o episódio registrou a média de 27.7 milhões de telespectadores com 10.3/24 (rating/share) entre o público alvo.

No Brasil, a nona temporada de “Two and a Half Men” estreia pelo canal Warner no dia 9 de novembro.

18/07/2011

às 13:25 \ Pilotos de Séries

Os Novos Projetos de Charlie Sheen e Ricky Gervais

Charlie Sheen

Esta manhã o ator Charlie Sheen (Two and a Half Men) e o produtor Joe Roth confirmaram os rumores que vinham surgindo na Internet nas últimas semanas. Os dois preparam uma adaptação de “Tratamento de Choque/Anger Management” para a TV.

Por enquanto restrita ao desenvolvimento do projeto, que ainda não tem um canal interessado, a história apresenta um homem que tem problemas para lidar com seu temperamento. Assim, ele é obrigado a fazer terapia com um sujeito que também tem o mesmo problema.

Ainda não está claro qual dos dois personagens será interpretado por Sheen. No filme de 2003, a história foi estrelada por Adam Sandler e Jack Nicholson.

Ricky Gervais

Segundo Sheen, em nota oficial, seu interesse com esse projeto é ter o controle do conteúdo e do desenvolvimento criativo, além de garantir seu retorno à TV. Para tanto, ele se une a Roth, produtor com quem já trabalhou em três filmes para o cinema.

Se produzida, a série ficará a cargo da Lionsgate Television em parceria com a Revolution Studios, empresa de Roth, e com a Evolution Management, empresa do agente de Sheen. A distribuição ficará a cargo da Debmar-Mercury.

Enquanto isso, o comediante Ricky Gervais, que está filmando a sitcom “Life’s Too Short”, já pensa em seu próximo projeto de série.

Segundo a revista EW, ele se uniu a Clyde Phillips (Dexter) para desenvolver “Afterlife“, sobre um ateu que morre e vai para o céu. Ricky não pretende estrelar a série, caso ela seja produzida, mas poderá fazer participação especial. Por enquanto, o projeto estaria restrito ao roteiro do episódio piloto, que será oferecido a canais.

Charlie Sheen Inicia Ação Contra os Produtores de Two and a Half Men

Esta tarde Charlie Sheen entrou com um processo na justiça contra os produtores de “Two and a Half Men”: Chuck Lorre e a Warner Brothers.

O ator pede 100 milhões de dólares de indenização, valor de multa pela suspensão da produção da série, por sua demissão e pela perda de salário.

Segundo o processo, Sheen também pede o pagamento integral dos valores devidos aos atores e à equipe técnica da série pela produção de 24 episódios, previstos para a oitava temporada (interrompida com um total de 16 episódios).

Para o advogado Marty Singer, a Warner Brothers e o produtor Chuck Lorre conspiraram para demitir Charlie Sheen, decisão que teria sido tomada antes do ator começar a criticar publicamente a produção da série. Além disso, Singer alega que Sheen foi demitido em um período em que o ator poderia ser considerado doente, o que seria uma violação da lei.

07/03/2011

às 19:55 \ Atores, Séries Anos 2000-2009

Warner Brothers Demite Charlie Sheen

O futuro da série “Two and a Half Men” ainda é incerto, mas o de Charlie Sheen já foi definido. Renovada para a nona temporada, a série está oficialmente sem protagonista. A Warner Brothers Television anunciou esta tarde que o ator foi demitido da produção.

Em carta aos advogados do ator, o estúdio justifica a demissão de Sheen com base em uma cláusula do contrato, a qual permite a Warner demitir qualquer pessoa que cometa delitos envolvendo conduta imoral. De acordo com o estúdio, o comportamento auto-destrutivo de Sheen não o qualificaria como apto para as funções exigidas em contrato.

Em resposta, dada através do site TMZ, os advogados do ator disseram que irão processar o estúdio e o produtor Chuck Lorre. Segundo eles, a Warner estava ciente do estilo de vida do ator e do consumo de drogas. Os advogados acreditam que Sheen está sendo dispensado por ter ofendido publicamente Chuck Lorre, algo que não serviria de base para uma demissão.

Em fevereiro, a Warner Brothers e a CBS anunciaram o encerramento da oitava temporada, que finalizou com 16 episódios produzidos ao invés de 24, como previamente anunciado. O motivo alegado foi o comportamento de Charlie Sheen na mídia. Atacando e ofendendo o produtor da série, ele conseguiu colocar a sitcom de maior audiência da CBS no limbo.

Desde seu afastamento vêm surgindo boatos de que Sheen poderia ser substituído. Um dos nomes mais comentados foi o de John Stamos (atualmente fazendo participações em “Glee”), que negou a possibilidade.

A decisão quanto ao futuro de “Two and a Half Men” deverá ser conhecida até o mês de maio, período no qual os canais começam a definir a nova programação.

24/02/2011

às 23:26 \ Atores, Séries Anos 2000-2009

Oitava Temporada de Two and a Half Men Não Terá Novos Episódios

Depois de muito ‘vai não vai’ a CBS anunciou que a atual temporada da série “Dois Homens e Meio” não terá novos episódios, encerrando com os 16 já produzidos e exibidos nos EUA.

A produção da oitava temporada estava prevista para retomar os trabalhos no dia 28 de fevereiro, com o objetivo de filmar mais quatro episódios. Desta forma, a temporada fecharia com 20 episódios e não 24 como originalmente previsto.

No entanto, uma entrevista concedida por Charlie Sheen ao programa de rádio de Alex Jones, levou a Warner Brothers e a CBS a tomar a decisão de não retomar os trabalhos.

Na entrevista, o ator ‘detonou’ Chuck Lorre, criador da série, referindo-se a ele com palavras chulas, além de utilizar termos considerados pela imprensa americana como antissemitas.

Para o site TMZ, o ator declarou odiar Lorre, a quem Sheen responsabilizou pelo fato da série ainda estar com a produção suspensa. Sheen declarou não se importar em ser substituído por outro ator. Considerando-se responsável por transformar “Two and a Half Men” em uma mina de ouro, o ator declarou que se for substituído ele irá ‘fazer cinema com grandes astros ao invés de ter que trabalhar com idiotas’.

A produção da oitava temporada de “Two and a Half Men” foi suspensa em janeiro quando o estilo de vida de Charlie Sheen novamente interferiu na rotina da série. O ator foi obrigado a se internar em uma clínica de reabilitação, da qual saiu poucos dias depois. Desde então, ele vem declarando estar pronto para retornar aos trabalhos. No entanto, a CBS e a Warner Brothers decidiram que a produção reiniciaria somente no final de fevereiro.

Até o momento os problemas criados por Charlie Sheen estavam relacionados apenas ao seu estilo de vida. Cada vez que a produção é interrompida em função disso, a série sofre uma perda financeira significativa. Mas, agora, a questão passa a ser outra.

O problema entre Sheen e o produtor/criador da série se tornou público, o que leva a imprensa americana a questionar que atitude a CBS poderá tomar. Sem descartar a possibilidade de Lorre processar Charlie Sheen, a imprensa acredita que a CBS possa substitui-lo por outro ator ou até mesmo cancelar a série.

Por enquanto, a atitude tomada é a de encerrar a produção da oitava temporada agora e só retomar (possivelmente) no final do ano, quando os trabalhos com a nona temporada poderão ter início. Nesse meio tempo, espera-se que uma decisão definitiva com relação a Charlie Sheen seja tomada.

15/02/2011

às 17:14 \ Produtores, Séries Anos 2000-2009

Criador de Two and a Half Men ‘Comenta’ o Caso Charlie Sheen

Chuck Lorre (no alto) e o elenco de Two and a Half Men

O autor de “Two and a Half Men”, e outros sucessos da CBS, costuma divulgar nos créditos finais de cada episódio produzido por sua empresa alguns pensamentos e comentários sobre questões que considera relevante.

Pois nos créditos do último episódio inédito de “Two and a Half Men”, exibido no dia 14 de fevereiro nos EUA, Chuck Lorre aproveitou para divulgar suas preocupações em relação a Charlie Sheen:

“Eu me exercito regularmente. Me alimento com comida saudável e moderadamente. Faço questão de descansar o tempo que for necessário. Vou ao meu médico uma vez por ano e ao meu dentista duas vezes ao ano. Eu passo fio dental todas as noites. Faço raio X do tórax, testes cardiovasculares, eletrocardiogramas e colonoscopia. Faço terapia e tenho uma variedade de hobbies para reduzir meu estresse. Eu não bebo. Eu não fumo. Eu não uso drogas. Eu não pratico sexo selvagem com estranhos. Se Charlie Sheen viver mais que eu, ficarei muito puto”.

Apesar da ironia, o fato de Lorre ter chegado ao ponto de divulgar esse comentário, demonstra sua insatisfação em relação a Charlie Sheen e seus problemas pessoais, os quais vem afetando a produção de “Two and a Half Men”.

Em entrevista, Charlie, que recentemente deixou a clínica de reabilitação, declarou estar pronto para voltar ao trabalho e que teria comparecido aos estúdios para gravar, mas que não teria encontrado ninguém.

Estima-se que com a suspensão dos trabalhos, a Warner Brothers tenha uma perda de cerca de 250 milhões de dólares. Segundo a imprensa americana, Charlie chegou a se oferecer para pagar um terço do salário da equipe técnica que trabalha em “Two and a Half Man”, mas o canal não chegou a se manifestar a esse respeito.

A despeito de todos os problemas que seu estilo de vida vem causando à produção da série, com a qual renovou seu contrato em 2010, o ator declarou em entrevista ao programa de Dan Patrick, da DirecTV/Fox Sports, que não pretende mudar, alegando que ficar sóbrio é entediante.

O canal ainda não se pronunciou a respeito, mas o site TMZ vem divulgando a informação de que a produção com a série será retomada no dia 28 de fevereiro, uma segunda-feira. A exibição do último episódio inédito de “Two and a Half Men” gerou cerca de 14.5 milhões de telespectadores.

Abaixo, entrevista de Charlie Sheen, por telefone, a Dan Patrick:

31/01/2011

às 12:26 \ Atores, Séries Anos 2000-2009

A Situação Atual de Two and a Half Men

Mais uma vez o estilo de vida de Charlie Sheen cria problemas para a produção da série “Dois Homens e Meio/Two and a Half Men”. No dia 27 de janeiro, após oferecer uma festa que teria durado cerca de 36 horas, o ator passou mal. Sentindo fortes dores abdominais, Sheen foi levado de ambulância ao hospital. No dia seguinte, Charlie internou-se em uma clínica de reabilitação. Como resultado, a produção da série está suspensa.

Por enquanto, é difícil dizer até quando a produção da série permitirá esse comportamento do ator. Em declarações à imprensa, Nina Tassler, presidente da CBS, disse que o canal está preocupado com Charlie em relação à sua vida pessoal, mas que enquanto ele comparecer ao trabalho pontualmente e fizer sua parte, eles não irão se envolver.

A audiência de “Two and a Half Men” justifica a postura do canal. Registrando cerca de 14 milhões de telespectadores por semana, a série é uma das campeãs junto à audiência com o público alvo, que compreende a faixa etária entre 18 e 49 anos (na última temporada conquistou cerca de 4.9). A produção mantém sua audiência elevada até nas reprises de episódios, que chegou a 11 milhões. Vendida ao canal FX, que exibe os primeiros episódios produzidos, “Two and a Half Men” registra cerca de um milhão de telespectadores. A série é uma mina de ouro também na venda de produtos agregados.

No passado, nem isso era motivo para que a produção de séries deixasse seus atores atraírem tanta publicidade negativa. Mas, visto que seu personagem é praticamente o reflexo da vida pessoal do ator, talvez seja uma boa publicidade.

Curiosamente, no dia 26 de janeiro, Jon Cryer, ator que interpreta o irmão de Charlie na série, disse a Conan O’Brien em seu talk show que costuma ler todas as manhãs o site TMZ para saber se deve ir ao trabalho ou não. O site costuma dar em primeira mão as últimas notícias sobre a vida pessoal de Charlie. Pois segundo o site esta manhã, a previsão é de que Charlie permaneça na clínica de reabilitação por três meses.

A atual temporada de “Two and a Half Men” tem um total de 16 episódios filmados até o momento. Destes, 14 já foram exibidos nos EUA. Faltam oito para serem filmados, completando a encomenda de 24 episódios. O canal ainda não divulgou que atitude irá tomar. Segundo o Variety, a CBS estuda a possibilidade de antecipar novamente a estreia de “Mad Love” para ocupar o lugar de “Two and a Half Men” durante o período que não tiverem novos episódios para exibir.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados