Blogs e Colunistas

APTN

23/11/2012

às 11:06 \ Pilotos de Séries, Remakes, Versão Televisiva

Novos projetos e pilotos – Novembro 2012 – Parte 5

ABC

Big Children – Projeto de sitcom tradicional criado por Scott Marder (It’s Always Sunny in Philadelphia), que poderá ser estrelado por Rory Scovel (The Life and Times of Tim). A história narra a vida de um homem de trinta anos que ainda sustenta um comportamento  infantil. Mas ele precisa se tornar o adulto da casa quando, de volta à casa dos pais agora aposentados, eles assumem um comportamento infantil. A produção é da ABC Studios.

Projeto de Larry Stuckey – Projeto inspirado na relação do roteirista Larry Stuckey e seu irmão. Na história, Gary Stuckey sente-se ameaçado quando seu carismático irmão mais novo abre um restaurante na cidade. Logo, o estilo de vida do irmão, considerado um rapaz de ouro, começa a afetar a vida de Gary e de sua família. A produção é da ABC Studios em parceria com a Television 360.

APTN

Skye & Chang - Projeto de Loretta Sarah Todd que ganhou a encomenda de um episódio piloto para avaliação do canal canadense APTN. Anunciado como um drama de ficção científica, o projeto gira em torno de Skye Daniels (Sera-Lys McArthur) e Emily Chang (Olivia Cheng), duas amigas que mantêm um estúdio de artes marciais e uma empresa de segurança. Atuando como guarda-costas, elas utilizam seu conhecimento de artes marciais para ajudar pessoas que estão com problemas. No elenco do piloto, já em fase de pós-produção, também estão James Tsai (Smallville) e Andrew Wheeler.

CW

Book Club – Criado por Nina Colman, Dan Lin e Jennifer Gwartz, o projeto é inspirado no documentário de Hope Hartman, o qual apresenta oito mulheres que há 70 anos se encontram para conversar sobre um livro que leram. O projeto gira em torno de Emma, uma jovem de 20 e poucos anos que, junto com a mãe, a avó excêntrica e três amigos, cria um clube de leitura em Nova Iorque. A história dos personagens é apresentada ao público através dos encontros e das discussões sobre os livros que leram durante a semana, cujo tema reflete o que está acontecendo na vida deles no momento. Lembra o filme O Clube de Leitura de Jane Austen. A produção é da Warner Brothers.

Fox

The Happy Tree – Projeto de Rob Weiss, Mark Wahlberg e Steve Levinson, os três de Entourage, How To Make It In AmericaIn Treatment e Boardwalk Empire, com roteiro de Weiss, Jay Legget e Blake Leibel. Na história, após sofrer uma crise nervosa, um brilhante advogado deixa o emprego em uma corporação para buscar uma vida mais tranquila em Venice Beach. Lá, ele se envolve com um grupo que tenta legalizar a maconha. Assim, ele se torna o porta-voz do grupo. O projeto é desenvolvido com base nos movimentos que estão ocorrendo nos EUA em prol da legalização da maconha. A produção é da 20th Century Fox TV.

Julia Roberts

HBO

Our Father – Projeto de Rhett Reese, Paul Wernick e Jay Roach, sobre um pastor que luta para recuperar a fé e se reconectar com a família.

Lifetime

Paranormal Housewives – Projeto de Julia Roberts e Elaine Goldsmith-Thomas com roteiro de Katie Ford (Caras e Caretas/Family Ties), inspirado nas atividades de um grupo de mulheres investigadoras que atua na Califórnia. A história narra a vida uma equipe de investigadoras formada por mulheres que têm o dom da paranormalidade. A produção é da Madhouse Entertainment em parceria com a ABC Studios, Red Om Films e 3 Arts.

MTV

Blackwood – Projeto de Peter Calloway (Brothers & Sisters) que adapta a obra de Gwenda Bond. A história gira em torno de Miranda Blackwood, uma jovem de 19 anos, e de seu namorado Phillips, um delinquente juvenil capaz de ouvir as vozes de pessoas que já morreram. Os dois se unem para tentar descobrir o paradeiro de 114 pessoas (incluindo o pai de Miranda) que desapareceram de Roanoke, cidade onde vivem. Logo eles descobrem que o desaparecimento pode estar ligado ao que ocorreu na cidade há centenas de anos. A produção é da Lionsgate Television em parceria com a Grammnet Productions, empresa de Kelsey Grammer (Frasier, Boss).

Hot Mess – Projeto de Lauren Iungerich (Awkward) que recebeu a encomenda de um episódio piloto para avaliação. A história acompanha a vida de Amanda Marshall (Annabelle Stephenson), jovem que costuma sabotar seus próprios relacionamentos. Agora, envolvida com um rapaz com quem tenta estabelecer um bom relacionamento, ela reencontra com um de seus ex (Johnny Pacar, de Make It Or Break It), o que a leva a perceber que ainda gosta dele. Adendo: no dia 21 de março de 2013, foi divulgado que o projeto foi descartado.

NBC

Projeto de Thompson, Tucker, Michaels e Singer – Desenvolvido por Kenan Thompson (Kenan & Kel), Bryan Tucker, Lorne Michaels e Andrew Singer (30 Rock), o projeto é uma sitcom que poderá ser estrelada por Thompson. A história acompanha a vida de um homem que mora com os sogros.

The Messed Uptons – Projeto de sitcom de Jessie Miller e Bennett Wolin que narra a vida de Jean Upton, mulher de trinta e poucos anos que, tendo atingido o fundo do poço, descobre ser a única capaz de manter sua família unida. A produção é da 20th Century Fox TV em parceria com a Imagine TV.

Sem Canal Definido

Mad Dogs – O produtor Shawn Ryan (The Shield) disse em entrevista ao webshow Kevin Pollack’s Chat Show (1:38:21) que está desenvolvendo um projeto o qual poderá dar a Mad Dogs uma versão americana. Criada por Cris Cole, Mad Dogs estreou na Inglaterra em fevereiro de 2011 como uma minissérie, mas em maio do mesmo ano foi transformada em série quando ganhou a encomenda de sua segunda temporada. Em entrevistas, o ator Philip Glenister disse que a série já foi renovada para a terceira temporada, mas até o momento o canal ainda não confirmou a informação. A história gira em torno de quatro amigos que passam férias em Maiorca, onde se envolvem com o tráfico de drogas. Segundo Ryan, o projeto está sendo desenvolvido em parceria com Cole.

Elenco da série britânica 'Mad Dogs'

‘Blackstone’ ganha terceira temporada

O canal canadense APTN anunciou a renovação de Blackstone para sua terceira temporada, que estreia em seu país na Fall Season de 2013. O canal não informou quantos episódios foram encomendados.

Criada por Ron E. Scott, a série, narrada pelo ponto de vista dos aborígenes, expõe a política, a corrupção e os interesses comerciais e pessoais que cercam uma comunidade indígena canadense. Bem recebida pela crítica, Blackstone já conquistou diversos prêmios em seu país. A série surgiu de um filme piloto exibido em 2009 pelo Aboriginal People Television Network – APTN.

Na primeira temporada, composta de nove episódios e exibida em 2011, uma comunidade indígena sofre as consequências da má administração, da corrupção e do nepotismo. Quando um incêndio atinge a reserva de Blackstone, matando três de seus membros, Victor Merasty (Nathaniel Arcand, de Heartland), um cinegrafista amador que tem como objetivo registrar a cultura e a história de seu povo, começa a investigar. A falta de uma definição de como o incêndio teve início faz com que a reserva seja ocupada por membros do governo. Tentando livrar-se desta presença indesejada, o chefe Andy Fraser (Eric Schweig) apresenta um resultado oficial das investigações, que os exoneram de qualquer responsabilidade.

Mas, as notícias sobre o incêndio levam Leona (Carmen Moore, vista em Caprica e Andromeda) de volta à reserva. Ex-membro do conselho administrativo, Leona afastou-se de seu povo por não aprovar a corrupção que predominava no local. Convidada por um pequeno grupo a concorrer contra Andy nas novas eleições a chefe, Leona pede a Victor que assuma o cargo de seu conselheiro.

Em sua segunda temporada, composta de oito episódios e exibida em 2012, a série apresentou uma trama na qual a comunidade precisa lidar com as consequências da contaminação da reserva de água, que deixou seus membros doentes. Com isso, as atividades ilegais de Andy são expostas e questionadas. O fato o leva a uma crise nervosa e a ter conversas com o fantasma de seu pai.

A série é uma produção da Prairie Dog Film + Television.

Cliquem na foto para ampliar.

07/09/2011

às 10:39 \ Séries Anos 2000-2009, Séries Canadá

O Mundo dos Cassinos em Cashing In

Esta noite estreia no Canadá a terceira temporada da série “Cashing In“, uma produção da Kistikan Pictures em parceria com a Buffalo Gal Pictures e a Animiki See Digital Pictures, para os canal APTN, voltado para o povo indígena, que já exibe “Blackstone“.

A série criada por Peter Strutt explora os bastidores de um Cassino localizado em uma cidade à beira mar próximo a uma reserva aborígene.

A história gira em torno do magnata Matthew Tommy (Eric Schweig), que comprou o North Beach Casino para transformá-lo na maior atração de seu império.

Ao seu lado está seu filho Justin (Wesley French), um jovem que está sendo treinado para assumir a empresa. Mas ele só está interessado em diversão e na cantora do Cassino.

A auxiliar de Matthew é Liz McKendra (Karen Holness), que tem a missão de garantir a expansão do Cassino. Para tanto, ela precisa negociar a compra de terras do rancheiro John Eagles (Glen Gould, de “Da Vinci Inquest”), um antigo rival de Matthew nos negócios.

No elenco também está Sarah Podemski (The Border), Gregory Odjig, Tina Keeper (North of 60), Stephen Eric McIntyre, Nancy Sorel (Less Than Kind), John B. Lowe, Jennifer Pudavick, Kyle Nobess e Kate Todd, entre outros.

A dramédia estreou no Canadá em 2009 com seis episódios para a primeira temporada e sete para a segunda. A terceira é composta de sete episódios com meia-hora de duração cada.

24/01/2011

às 13:34 \ Séries Anos 2010-2019, Séries Canadá

Nova Série – Blackstone, a Vida em uma Comunidade Indígena

O canal Showcase do Canadá estreia amanhã, dia 25 de janeiro, uma série que pretende expor a política, a corrupção e os interesses comerciais e pessoais que cercam uma comunidade indígena.

O filme piloto foi exibido em 2009, pelo Aboriginal People Television Network – APTN, canal a cabo dedicado ao público indígena. Transformada em série em 2010, com a encomenda de mais oito episódios para a primeira temporada, “Blackstone” será exibida nos dois canais.

A história do filme piloto introduziu o público ao ambiente que seria abordado na série. Narrando a vida de uma comunidade indígena canadense, que sofre as consequências de má administração, corrupção e nepotismo, a trama tem início quando um incêndio atinge a reserva de Blackstone, matando três de seus membros. As circunstâncias levantam as suspeitas de Victor Merasty (Nathaniel Arcand, de “Heartland”), um cinegrafista amador que tem como objetivo registrar a cultura e a história de seu povo.

A falta de uma definição de como o incêndio teve início faz com que a administração da reserva seja ocupada por membros do governo. Tentando livrar-se desta presença indesejada, o chefe Andy Fraser (Eric Schweig) apresenta um resultado oficial de investigações conduzidas por membros da reserva, que os exoneram de qualquer responsabilidade.

As notícias sobre o incêndio levam Leona (Carmen Moore, vista em “Caprica” e “Andromeda”) de volta à reserva. Ex-membro do conselho administrativo, Leona afastou-se de seu povo por não aprovar a corrupção que predominava no local.

Visitando sua irmã e sobrinha, que continuam morando na reserva, Leona é convidada por um pequeno grupo que também se opõe à corrupção, a concorrer contra Andy Fraser nas próximas eleições a chefe. Ao conhecer Victor, Leona o convida a se unir a ela, no cargo de seu conselheiro. Em paralelo, Leona precisa lidar com a descoberta de que sua sobrinha vinha sendo molestada sexualmente por um dos parentes do chefe da tribo.

Agora, a série dará continuidade à história a partir do momento em que Leona assume seu novo cargo. Enquanto a comunidade enfrenta a ocupação da polícia que investiga os abusos infantis praticados no local, o ex-chefe da reserva, Andy Fraser, tenta desesperadamente eliminar provas que possam incriminá-lo por corrupção e outros crimes. Ao mesmo tempo, ele inicia um movimento que irá reunir opositores à administração de Leona, com o objetivo de destituí-la do cargo.

No elenco também estão Michelle Trusch, Gordon Tootoosis, Roseanne Supernault, Tommy J. Mueller, Warren Michael, Steven Cree Molison, Andrea Menard, Justin Rain e Trevor Duplessis, entre outros.

Utilizando equipe técnica e atores indígenas, em sua maioria desconhecidos do grande público, a série é filmada em Edmonton, no estado de Alberta. A ideia surgiu quando Ron E. Scott, que desde 1993 mantém sua própria produtora, a Prairie Dog Film + Television, foi abordado por Gil Cardinal, roteirista que tinha interesse em produzir um filme sobre a vida em uma comunidade indígena.

Scott desenvolveu uma história inspirada em notícias de jornais, que ganhou a encomenda de um episódio piloto pelo canal APTN. Tendo sido bem recebida pela crítica e ganho alguns prêmios locais, o piloto chamou a atenção do canal Showcase, que entrou como parceiro na produção da série.

12/12/2009

às 23:06 \ Pilotos de Séries, Séries Canadá

Wolf Canyon, a Nova Série de Kevin Sorbo

Fãs de Kevin Sorbo, que fez sucesso nos anos 90 interpretando Hércules na série de mesmo nome, estão torcendo pelo retorno do ator. Ele estrela a sitcom canadense “Wolf Canyon”, já mencionada aqui, que terá o episódio piloto exibido pelo canal APTN no dia 25 de dezembro para testar a audiência.

Criada por Michael Markus e Tim Stubinski, a história apresenta o dia-a-dia de uma louca equipe de produção de uma série de quinta categoria chamada “Wolf Canyon”. Isolados do contato urbano, eles passam a maior parte do tempo filmando em uma reserva nativa no interior do Canadá. Tendo apenas os trailers como residência, membros da equipe e de atores tentam evitar o estresse e a vontade de matar uns aos outros.

Produzida pela Really Real Films, responsável por séries como “The 4400″ e “Andromeda”, que foi estrelada por Sorbo, “Wolf Canyon” também traz no elenco os atores Lorne Cardinal, Nikki Payne, Barbara Tyson, Jessica Harmon, Ali Liebert, Matty Finochio, Casey Manderson, Evan Adams, Brendan Beiser e Jesse Wheeler, entre outros.

Criada em 2007, a série tem encontrado dificuldades para ser produzida e exibida. O problema é que os canais canadenses não acreditam que uma produção que fale sobre os bastidores de uma série de TV possa vingar, apesar de terem referências atuais como “Entourage”, “30 Rock” e “Extras” que abordam o mesmo tema.

Após dois anos tentando vender a série, Allan Harmon, diretor e um dos produtores, conseguiu convencer o canal APTN em investir na produção. Mas, ainda assim, a série não tem sinal verde.

Os roteiristas desenvolveram uma história para 22 episódios iniciais em um total de, pelo menos, 65 episódios; no entanto o canal só encomendou 6 roteiros, os quais somente serão produzidos e exibidos caso a audiência do episódio piloto seja boa.

Kevin Sorbo interpreta Rick Denham, um ator que já foi famoso e agora convive com o ostracismo. Apelou para a bebida e agora só consegue trabalhos em peças montadas no interior. Até que recebe um convite para estrelar uma série que está entrando em sua segunda temporada, substituindo o ator principal que trocou a produção por um filme independente.

Assim, ele parte para uma reserva indígena no interior do Canadá, onde a produtora tenta conseguir mais dinheiro para manter a série. Entre os novos colegas de Rick está o dublê Hoyt Talbot Jr. (Cardinal), que já caiu tantas vezes de cabeça, que agora tem dificuldades de compreender as situações, além de misturar suas falas e confundir suas cenas.

Na história da produção fictícia, Rick (Sorbo) interpreta o delegado de uma pequena cidade, que em noites de lua cheia se transforma em lobisomen.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados