Fernanda Furquim Nova Temporada

Nova Temporada

Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

sobre

Formada em Comunicação pela ULBRA, é jornalista e pesquisadora de séries de TV. Dentro deste tema, publicou o fanzine TV Land entre 1995 e 1997; a revista TV Séries entre 1997 e 2001 (que gerou um blog entre 2006 e 2010), e os livros Sitcom: Definição e História (2001) e As Maravilhosas Mulheres das Séries de TV (2008). Ministrou oficinas livres sobre a história da TV e das séries americanas.

O Inspetor Morse Chega ao Teatro

Por: André Fuentes

Ver comentários (0)

Dez anos após o encerramento da série inglesa baseada nos romances de Colin Dexter, o mal-humorado investigador chega ao teatro com a peça House of Ghosts, estrelada por Colin Baker (Dr. Who) e escrita por Alma Cullen, responsável por quatro roteiros da série. A peça estreia dia 27 de agosto no Gordon Craig Theatre, em Stevenage, antes de embarcar em uma turnê por 14 teatros na Inglaterra, até 4 de dezembro.

A trama pretende manter-se fiel aos livros e à série com esse novo mistério, que começa quando um velho conhecido do inescrutável Investigador Chefe Endeaveour Morse torna-se o principal suspeito no assassinato de uma atriz.

Sobre seu papel, Colin Baker declarou: “Mais Morse! Só isso já é o máximo, mas a aportunidade de substituir John Thaw e levar ao palco este personagem carrancudo, intuitivo e intelectual é ao mesmo tempo assustador e excitante.”

Inspector Morse foi produzida de 1987 a 2000, com John Thaw no papel título e Kevin Whately como seu pacato assistente, Lewis. Em 2007, seu assistente ganhou sua própria série, com a spinoff Lewis. John Thaw faleceu em 2002.

(por: Marta Machado, a convite de Fernanda Furquim)

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*