Fernanda Furquim Nova Temporada

Nova Temporada

Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

sobre

Formada em Comunicação pela ULBRA, é jornalista e pesquisadora de séries de TV. Dentro deste tema, publicou o fanzine TV Land entre 1995 e 1997; a revista TV Séries entre 1997 e 2001 (que gerou um blog entre 2006 e 2010), e os livros Sitcom: Definição e História (2001) e As Maravilhosas Mulheres das Séries de TV (2008). Ministrou oficinas livres sobre a história da TV e das séries americanas.

‘Code 37′ estreia na Globosat HD

Por: Fernanda Furquim

Ver comentários (14)

(E-D) Charles, Bob, Hannah e Kevin em 'Code 37'

Code 37 é uma série belga falada em holandês que estreia esta noite, às 20h, pelo canal a cabo Globosat HD. Exibida em seu país entre 2009 e 2011, a série teve duas temporadas com treze episódios cada.

Criada por Hola Guapa e Dirk Nielant, Code 37 segue a linha de Prime Suspect e The Closer, por apresentar uma mulher assumindo um cargo importante na polícia de Gent, Bélgica, o que não agrada seus colegas homens.

Hannah Maes (Veerle Baetens) é uma jovem detetive com uma carreira promissora na polícia federal. Mas, para a surpresa de todos, ela pede transferência para o departamento que atua no combate ao tráfico, a prostituição, a pornografia e os jogos ilícitos, considerados crimes contra a ordem pública (o código 37). Seu objetivo é desvendar um crime que assombra seu passado.

Em sua nova função, ela assume o cargo de chefe de uma equipe composta essencialmente por homens: o veterano Charles (Marc Lauwrys), um homem amargurado com o fim de seu casamento e a distância dos filhos e dos netos; o machista e conquistador Bob (Michäel Pas) e o especialista em tecnologia da informação, Kevin (Gilles De Schryver), que ainda está definindo sua identidade sexual.

Sua chegada não é bem recebida pelos novos colegas. Pouco se importando com a opinião daqueles que a cercam, Hannah realiza seu trabalho. Em meio a erros e acertos, ela vai conquistando o respeito dos demais.

No elenco também estão Ben Segers, como o Comissário Mark Vermaelen; Leve Goossens, como Robert Maes, juiz e pai de Hannah; Geert Van Rampelberg, como Koen Verberk, fotógrafo e vizinho de Hannah; e Clara Cleymans, como a ambiciosa Vicky Renders, responsável pelos Assuntos Internos, que providenciou a transferência de Hannah.

A série gerou a produção de um filme com o mesmo título lançado em outubro de 2011, com direção de Jakob Verbruggen. A produção de Code 37 é da Menuet Producties, exibida em seu país pelo canal VTM.

Acompanhem as estreias de séries, minisséries e temporadas na Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos e Inglaterra pelo nosso Calendário.

Cliquem na foto par ampliar.

Abaixo, trailer do filme:

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Maria Cristina Pavão

    Excelente série de um enorme realismo. Gostei muito. Gostava de saber o nome da canção e quem a canta, que aparece por vezes no final e tem por refrão “come and lay down by my side…”

    Seria bom continuar a ter séries europeias deste nível.

    Cristina Pavão

  2. Edna Moraes

    Adorei esta série e perdi alguns episódios por conta do horário e muitas vezes a emissora atrasava a exibição.Verifiquei que existe no NOW (um canal da NET )onde ficam armazenados alguns filmes, documentários e até seriados.Esta séria podia ser reproduzida neste canal.Assim posso acompanhar a série desde o início, na hora que eu quiser.Fica a dica.

  3. Luthero Maynard

    Excelente série, a Globosat está de parabéns. Fernanda Furquim está certa ao lembrar que Código 37 lembra Prime Suspect e The Closer. As séries europeias são ótimas para o público tomar conhecimento de uma outra visão dos problemas policiais, mais embasada nas raízes sociais. O que, em absoluto, não desqualifica as séries americanas, excelentes de modo geral. Mas é pena que não tenhamos visto todas as temporadas de Prime Suspect – e não encontrei em vídeo com legendas em português.

  4. Gisele

    Assisti a primeira e a segunda temporada 2 vezes e agora to na terceira. Posso dizer que é uma das minhas séries favoritas e que dá banho em algumas séries americanas famosas.

    Uma pena que a maioria das pessoas não liga para séries feitas em outro país que não seja os Estados Unidos. Séries britânicas, dinamarquesas e suecas são maravilhosas e sou muita grata ao canal +gsat por transmitir séries de diferentes países.

  5. Myrna

    Esta série é ótima, mas a emissora não respeita o horário. Eu gravo para assistir no outro dia mais cedo, e às vezes fico sem ver o fim.

  6. Antonio

    eu tava assistindo a 1 temporada no capitulo 13 ai ja passou pra segunda no capitulo 10 agora vi uma propaganda que dia 15 comeca a 3 temporada como passa sempre no mesmo horario creio que vai comecar sem terminar a que ja esta passando. lamentavel

  7. maria dolores

    EU GOSTARIA IMENSAMENTE DE SABER SE ESTA EMISSORA FAZ A PROGRAMAÇÃO PARA SI MESMA OU PARA O PÚBLICO, PORQUE A FORMA QUE MUDA HORÁRIOS DE ALGUMAS SÉRIES SEM PRÉVIO AVISO É IMPRESSIONANTE, PRINCIPALMENTE CODE 37,E O INFORME NA PROGRAMAÇÃO CONTINUA A MESMA, DECEPCIONANTE ALÉM DA FALTA DE RESPEITO COM QUEM ACOMPANHA A SÉRIE

  8. Pedro

    Assisti a dois episódios desta série e nos dois episódios apresentam referências negativas ao Brasil!!!! No primeiro um garoto de programa brasileiro (que foi pra lá pra isso) assassina um colega de “profissão”. No outro episódio, uma atriz pornô Belga vem ao Brasil especificamente para “pegar” AIDs (já que devem pensar que todos os brasileiros são aidéticos), pois segundo a protagonista, no Brasil não exigem exame para fazer filmes pornográficos!!! Uma beleza de referências negativas ao nosso país!

  9. renata

    Alguma notícia se a exibição da série continuará?

  10. rodrigo

    ainda nao vi a serie mas parece ser bem original.Pena que sempre tenha machismo no enredo de series desse tipo,que esta cada vez mais comum.

  11. Rubens

    Excelente série ! Foge dos clichês de Hollywood. Mas a TV responsável (Globo) não dá nenunhuma importância ao assinante, ao exibir uma temporada e não dar a minima informação sobre exibições futuras. Alguém sabe se a segunda teporada será exibida ?

  12. Maria Julia

    A série vai continuar a ser apresentada no Brasil? É muito boa, vale a pena.

  13. Paulo Ribeiro

    Excelente série. Tema e atuação do elenco primorosa e cativante. Pena a Globosat não disponibilizar em mais hora´rios.

  14. Joana

    Estou amando essa série. Eu e meu marido estamos acompanhando os episódios e nos deliciando com os detalhes dos cenários, dos costumes, do idioma. E claro, do enredo, que é muito bacana, com os crimes investigados por Hanna e sua equipe e a investigação paralela que faz a protagonista que envolve seu meio irmão e seus pais.