Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Netflix exibirá a espanhola ‘El Ministerio del Tiempo’

Série está em sua terceira temporada.

Elenco de 'El Ministerio del Tiempo' (Foto: RTVE/Divulgação)

Elenco de ‘El Ministerio del Tiempo’ (Foto: RTVE/Divulgação)

Sucesso de público e de crítica na Espanha, a série El Ministério del Tiempo será exibida pelo serviço de streaming Netflix nos países em que opera (menos na Espanha), segundo divulgado pelo Variety. A data de estreia ainda não foi anunciada.

Criada pelos irmãos Pablo e Javier Olivares, ambos de Isabel – A Rainha de Castela e Victor Ros, a série acompanha as aventuras de um grupo de agentes que tem a responsabilidade de preservar a história da Espanha, tal como ela ocorreu.

No período em que a Rainha Isabel, a Católica, governava a Espanha, foi criada uma organização cujo objetivo é de evitar que empresas ou indivíduos alterem o passado para benefício próprio. A organização é formada por agentes representantes de diferentes períodos, que viajam a qualquer época onde a história foi alterada.

Entre os agentes estão, Julián (Rodolfo Sancho), um paramédico do nosso tempo que perdeu a esposa em um acidente de trânsito; Amelia (Aura Garrido), uma das primeiras mulheres a estudar na Universidade de Barcelona no Século XIX, sendo dotada de memória fotográfica, o que a leva a ter um vasto conhecimento sobre a história e domínio da literatura, bem como do latim; e Alonso (Nacho Fresneda), um soldado do Século XVI, exímio atirador e estrategista, e um patriota que valoriza a honra.

A organização está sob o comando de Salvador Martí (Jaime Blanch), que tem como braço direito a agente Irene (Cayetana Guillén Cuervo), mulher nascida na década de 1930. Pragmática e cética, Irene tem como assistente Ernesto (Juan Gea), um homem perfeccionista e solitário, que se preocupa com a segurança de seus agentes.

Na segunda temporada, a série introduziu o policial Pacino (Hugo Silva), filho e neto de policiais que, depois de atuar infiltrado no meio de gangues, acompanhando o tráfico de drogas, é designado a investigar um crime ocorrido em um apartamento de Madri no ano de 1981. Durante as investigações, ele viaja involuntariamente para o ano de 2016, onde é recrutado pelo Ministério.

No elenco também estão Francesca Piñon (Angustias) e Julián Villagrán (Velázquez).

Com a aquisição dos direitos de exibição da série pelo Netflix, a terceira temporada, que iniciou as filmagens este mês na Espanha, contará com um investimento maior. Isto significa que os novos episódios terão um maior número de locações e efeitos visuais, em relação às duas primeiras temporadas. Outra influência que a venda terá sobre a produção é a introdução de situações na trama que farão com que os personagens vivam aventuras que relacionem a Espanha com as Américas.

Segundo divulgado pelo canal RTVE, que exibe a produção na Espanha, nos novos episódios os personagens ‘encontrarão’ Simon Bolivar (presidente da Venezuela entre 1813 e 1814), presenciarão a invasão à Normandia durante a 2ª Guerra Mundial, e encontrarão Alfred Hitchcock em 1958 durante o festival de cinema de San Sebastian, quando ele ganhou um prêmio pela direção do filme americano Um Corpo que Cai.

A série já tem seus direitos de remakes adquiridos por canais de Portugal (que estreia sua versão em 2017 pelo RTP) e China, entre outros países.

Em 2015, a Sony entrou em contato com a produtora espanhola Onza Entertainment. Interessada em produzir uma versão americana, a Sony teria iniciado negociações para adquirir os direitos da série. No entanto, em meio a troca de emails, episódios e ideias com a Onza, a Sony começou a desenvolver Timeless, série que teve sua produção aprovada este ano. Por esta razão, as negociações teriam sido suspensas. A produção de Timeless levou a Onza a abrir um processo contra a Sony, NBC Universal e contra os criadores Shawn Ryan e Eric Kripke, por infringir os direitos autorais de El Ministerio del Tiempo.

Cliquem na foto para ampliar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s