Blogs e Colunistas

04/05/2011

às 19:00 \ Eventos, Séries Anos 2000-2009

Atores de The Big Bang Theory no Brasil

Esta manhã o canal Warner realizou uma coletiva de imprensa em São Paulo para divulgar a série no Brasil. O evento contou com a presença de três atores: Johnny Galecki (Leonard), Simon Helberg (Howie) e Kunal Nayyar (Raji).

“The Big Bang Theory” é uma das séries criadas por Chuck Lorre,  que também é responsável por “Two and a Half Men” e “Mike & Molly”. As três representam as maiores audiências da CBS, em termos de comédia, bem como da Warner no Brasil. Portanto, é compreensível que o estúdio invista na promoção da série sobre os nerds. O momento não poderia ser mais propício. Como todos sabem, a série estrelada por Charlie Sheen passa por problemas de produção, sendo que seu futuro ainda é uma incógnita. Assim, para intensificar o interesse do público em torno de “The Big Bang Theory”, a Warner traz para o Brasil três dos atores principais.

Em uma coletiva, os atores se colocam à disposição de jornalistas para responder perguntas, geralmente restritas ao trabalho que estão divulgando. Mas, neste caso, a restrição foi maior. Aparentemente preocupados com o rumo que a coletiva poderia tomar, a Warner limitou o tipo de pergunta que poderia ser feita a respeito da produção da série. Lembrando que esses eventos são cronometrados, é compreensível que exista um certo controle para que não haja a perda do foco do evento: divulgar a série. No entanto, ocorreu um excesso de zelo.

Uma jornalista fez uma pergunta muito interessante: qual a influência de Chuck Lorre em “The Big Bang Theory” e como os problemas dele com Charlie Sheen estariam afetando a produção desta série. Mas a pergunta ficou sem resposta, já que não foi permitido que os atores respondessem. Alegando que somente poderiam ser feitas perguntas relacionadas à produção da série (o que foi feito) passaram para a pergunta seguinte. Os atores ainda tentaram quebrar o clima que se formou no ambiente, perguntando aos jornalistas: “quem é Charlie Sheen?”. Assim sendo, a coletiva ficou restrita às curiosidades sobre personagens e à forma como os atores se enxergam dentro desse ambiente.

Entre os três, o mais ‘falante’ é Kunal, que parecia mais à vontade no contato com a mídia. Simon tem um humor mais irônico e Johnny é o mais introspectivo. Ele deixou os dois fazerem as brincadeiras de costume, respondendo a poucas perguntas.

Para o intérprete de Leonard, a série não é uma produção sobre ciência e cultura popular, mas sobre os excluídos de uma sociedade e a forma que eles encontram para fazer parte dela. Um tema que considera universal. Para Simon, “The Big Bang Theory” é uma série sobre pessoas muito inteligentes e seus respectivos relacionamentos.

Ao ser questionado sobre os motivos que levaram os produtores a mudar o rumo da série, explorando mais o romance entre casais, Johnny disse achar natural que a história seguisse esse caminho, já que está há quatro temporadas no ar. No entanto, ele não acredita que Leonard e Penny (Kaley Cuoco) estejam prontos para ficarem juntos. Talvez a série termine sem que eles estejam, de fato, preparados para uma vida juntos.

A produção da série conta com a consultoria científica de David Saltzberg, que costuma explicar para os atores o significado das piadas. Kunal comentou que os diálogos são difíceis para decorar, mas, nesse caso, é Jim Parsons (Sheldon) quem tem mais trabalho. Eles confessam que não entendem nem metade do que falam, mas compreendem o sentido e o objetivo dos diálogos. Justamente por isso, eles não costumam interferir no processo criativo da série, embora contribuam com suas respectivas personalidades.

O trio não se considera ícone nerd (talvez ícones, como brincou Simon). Para Johnny, nerds são pessoas bem sucedidas, como Bill Gates ou Barack Obama, que se dedicaram a uma paixão e se realizaram dentro dela.

Um dos jornalistas perguntou se algum dia veremos a mãe de Howie, o que fez Simon se surpreender: “vocês querem mesmo conhecer esta mulher?”, perguntou. “Acho que ela é mais divertida sendo mencionada e descrita do que seria se fosse vista”. O ator ainda brincou com os jornalistas dizendo que a mãe do Howie era, na verdade, Kaley Cuoco presa em um porão.

Ao descrever seus personagens, Johnny comentou que Leonard era a mistura de um gato com J.J. Abrams (de “Lost” e “Fringe”); para Simon, Howie é uma mistura de Mick Jagger com Don Knotts (comediante da década de 1950 e 1960, que fazia o tipo ingênuo atrapalhado); para Kunal, o Raji é o Omar Sharif (galã dos anos de 1950 e 1960).

O sucesso da série certamente lançou a carreira desses três atores, mas, como ocorre há décadas, eles estão sujeitos a ficar presos aos personagens que os tornaram famosos. A resposta de Simon para esta questão foi simples e direta: “é de responsabilidade do ator conseguir se desassociar do personagem”.

No fim da coletiva, pausa para as fotos. Confiram algumas imagens aqui.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

7 Comentários

  • Carlos

    -

    5/5/2011 às 9:52

    Simplismente a serie é uma das melhores do momeno

  • tom paixão

    -

    5/5/2011 às 10:46

    jornalista de celebridades é mais passivo que um bovino.

  • Fedor

    -

    5/5/2011 às 10:59

    Parecem ser gente fina… O Kunal é, depois do Jim, o melhor ator da série. Os dois, aliás, estão a anos-luz do restante do elenco.

  • devisson

    -

    5/5/2011 às 22:05

    esquisito esse do meio ,nao ?

  • Letícia

    -

    15/11/2011 às 21:14

    Eu me apaixonei por The Big Bang Theory,não precisa ser “nerd” pra gostar é um humor diferente mas acima de tudo é muito bom e isso é o q importa não é?! Viciante é a definição pra série!

  • jose mário ferreira paes

    -

    10/1/2013 às 9:46

    eu acho a série viciante,e eu tenho uma teoria…acho que o pai do sheldo é o mister BEN

  • rodrigo

    -

    28/1/2014 às 9:47

    parabéns por serem ótimos atores vc são a fonte de inspiração de muita gente e de ótimas risadas,vcSS serão eternizados!!!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados