Blogs e Colunistas

Arquivo de 25 de março de 2012

‘Being Human’ ganha 5ª temporada

O canal britânico BBC3 utilizou o Twitter para anunciar a renovação da série Being Human para sua quinta temporada, a qual terá seis episódios, com estreia prevista para 2013.

[Spoilers] Em seu retorno a série será estrelada por Michael Socha (Tom McNair), que entrou para a história em sua terceira temporada, e Hal Yorke (Damien Molony), que foi introduzido na quarta temporada. Ainda sem confirmação do canal, a atriz Kate Bracken (Alex), também introduzida na história na quarta temporada, deverá compor o trio principal.

As mudanças de elenco tiveram início ao final da terceira temporada, com a saída de Aiden Turner (Mitchell). Em seu retorno, a série também perderá Russell Tovey (George), que já tinha anunciado que a quarta seria sua última na série, Lenora Crichlow (Annie) e Sinead Keenan (Nina), que decidiram deixar a série para dar continuidade às suas carreiras. [Fim dos Spoilers]

Being Human gira em torno da amizade entre um vampiro, um lobisomem e uma fantasma que tentam viver suas vidas como pessoas normais. Produzida pela Touchpaper Television, divisão da RDF Media Group, a série estreou em 2009 com a exibição do episódio piloto apresentado pelo canal como possível projeto para ser transformado em série. Seu sucesso gerou uma versão americana, produzida pelo canal SyFy.

Cliquem na foto para ampliar.

Canal Plus prepara série sobre mortos-vivos

Cartaz do filme de 2004

O Canal + anunciou a produção da série Les Revenants, versão para a TV do filme de Robin Campillo, lançado em 2004. Com a encomenda de oito episódios para sua primeira temporada, que terá episódios com 50 a 55 minutos de duração, a série tem previsão de estreia para 2013.

A produção não será uma continuação do filme e sim uma adaptação da situação com outros personagens. A história lembra Incidente em Antares, livro de Érico Veríssimo de 1971,  adaptado pela Rede Globo em 1994, como uma minissérie de Nelson Nadotti e Charles Peixoto.

No filme, e na série, em um único dia os mortos voltaram em massa. Em uma pequena cidade da França, milhares de pessoas mortas, de diferentes classes sociais, gêneros ou idades, deixaram o cemitério e ocuparam a cidade. Repentinamente, o fenômeno para, como se as portas do mundo dos mortos fossem fechadas novamente. Agora, a fase mais difícil: a reintegração dos mortos junto às suas famílias, após anos da separação.

O projeto vem sendo desenvolvido pelo canal desde 2007, mas somente agora ganhou forma, com a adaptação assinada por Fabrice Gobert.

Por curiosidade, no mesmo ano de 2007 a CBS americana chegou a encomendar a produção de um piloto para avaliação do projeto Babylon Fields, criado por Michael Atkinson e Gerald Cuesta, que trazia quase a mesma história. Com narrativa procedimental, a história apresentava os trabalhos de um detetive da polícia em uma pequena cidade do interior, que convive com o retorno de diversos mortos, os quais tentam se reintegrar à sociedade. O projeto não passou do piloto, o qual foi estrelado por Ray Stevenson (Roma), Kathy Baker (Picket Fences) e Amber Tamblyn (House), entre outros. O episódio completo está disponível no YouTube.

Orçada em 15 milhões de dólares, a série é produzida pela Haut et Court. No elenco de Les Revenants estão Anne Consigny, Clotilde Hesme, Grégory Gadebois, Guillaume Gouix, Céline Sallette, Ana Girardot, Frédéric Pierrot, Samir Guesmi e Jenna Thiam.

As filmagens terão início na próxima semana, com previsão de encerrar no mês de agosto, na cidade de Annecy. Apesar de visar o mercado internacional, Les Revenants é uma produção falada no idioma francês, diferentemente de outras séries do Canal + que buscam a venda internacional, como Borgia ou Pharaoh.

Trailer do filme no vídeo abaixo:

25/03/2012

às 12:04 \ Séries Anos 2000-2009

EUA: ‘Mad Men’ retorna para sua quinta temporada

Postagem atualizada em 30 de março de 2012

Esta noite, nos EUA, Mad Men estreia sua quinta temporada após dezoito meses fora do ar graças à disputa contratual entre o produtor Matthew Weiner e o canal AMC. Em entrevistas, ele revelou que chegou a desistir da série, pois preferia se demitir a aceitar as imposições do canal. Weiner apenas não informou ao AMC sobre sua decisão. Mas, no fim, tudo deu certo.

Geralmente, algumas informações são divulgadas para estimular o público a conferir um episódio ou retorno de temporada de uma série, garantindo assim uma audiência significativa. Averso a spoilers, Weiner fez um pacto com os jornalistas americanos que receberam o primeiro episódio da quinta temporada (o qual tem duas horas de duração) para apreciação. Por esse acordo eles se comprometem a não revelar absolutamente nada sobre o episódio.

Famosa por sua narrativa lenta, a qual leva algumas pessoas a acreditar que ‘nada acontece’ na trama, Mad Men mantém uma audiência baixa em relação a outros sucessos de público da TV a cabo. Desta forma, a ausência prolongada da série na vida dos telespectadores aliada à falta de ‘estimulantes’, como os spoilers, levam o canal a temer pela audiência de retorno.

Para tentar contornar este problema, foi realizada uma campanha publicitária que anuncia a quinta temporada como se fosse a estreia da série. Fotos, vinhetas (todas com imagens de temporadas anteriores), entrevistas, capas de revistas, outdoors, banners na internet, etc, foram utilizados como recurso de anúncio.

Embora tenha sido responsável por colocar o AMC no mapa televisivo e no circuito de premiações (sem ela não existiriam as demais produções do canal), Mad Men não tem grande receptividade de público.

Até o momento, a quarta temporada foi a que registrou sua melhor audiência, ao vivo, sendo sua estreia a maior na história da série, com 2.92 milhões de telespectadores, com 1.2 milhões entre o público alvo (sem contabilizar as reprises e o DVR), sendo que a quarta temporada manteve a média de 2.4 milhões (contabilizando o DVR).

Mesmo assim, Mad Men é a terceira série de maior audiência do AMC, perdendo para The Walking Dead e Hell on Wheels, que exploram mais os elementos de apelo popular.

O sucesso de crítica e de preamiações de Mad Men desde sua estreia em 2007 levaram outros canais a produzir mais séries de época, as quais tentam conquistar a mesma respeitabilidade que a produção de Weiner gerou.

Mas a maioria não tem um produtor obsessivo por trás, que cuida de seu programa como se fosse filho único. Os cuidados com os detalhes levaram Weiner a trocar uma música que era executada no episódio de estreia da quinta temporada. Críticos que receberam o episódio avisaram que a música somente tinha sido lançada seis meses após o período retratado na história.

A música era The Look of Love, gravada por Dusty Springfield e lançada em janeiro de 1967. Ela foi composta por Burt Bacharach para o filme Casino Royale, estrelado por David Niven, que interpretava o agente secreto James Bond. Com isso, o público ficou sabendo o ano em que a história está situada em seu retorno: 1966, quando Don Draper completa 40 anos. Este também é o período em que muitas das mudanças sociais propostas no início da década começam a se estabelecer.

A data em que a história é situada é uma das informações que Weiner costuma pedir aos jornalistas para não divulgar quando a série estreia uma nova temporada. Mad Men, que estreou com a história situada em 1960, passa por saltos no tempo a cada temporada. A segunda é situada no ano de  1962, a terceira em 1963 e a quarta em 1964. Mas por terem auxiliado no que seria um erro histórico, Weiner agradeceu aos jornalistas.

No Brasil, a série é exibida pela HBO, que ainda não definiu a data de estreia da nova temporada de Mad Men. O canal, que costuma estrear novas séries e temporadas em um curto espaço de tempo em relação a exibição nos EUA, acaba levando mais tempo para disponibilizar episódios de séries produzidas por outros canais. Este é o caso de Mad Men (AMC) e de The Big C (Showtime), por exemplo, que chegam ao Brasil com uma diferença significativa. Elas dependem da autorização dos canais de origem, que estipulam uma janela maior (termo utilizado para definir o período de tempo entre a estreia de uma série/temporada nos EUA e em outros países) para suas produções.

A quinta temporada de Mad Men tem treze epsiódios produzidos, sendo que os títulos dos sete primeiros são: A Little Kiss, Tea Leaves, Mystery Date, Signal 30, Far Away PlacesAt the Codfish Ball.

ADENDO (26/03/2012): segundo a imprensa americana, a quinta temporada de Mad Men registrou a maior audiência da série até o momento. O episódio estreou com 3.5 milhões de telespectadores ao vivo, com 1.6 milhões entre o público alvo (18-49 anos). Somando com a reprise na mesma noite, a estreia conquistou a média de 4.4 milhões.

Cliquem na foto para ampliar.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados