Blogs e Colunistas

Arquivo de 14 de março de 2012

14/03/2012

às 20:27 \ Séries Anos 2010-2019, Séries Canceladas

‘Luck’ é cancelada

Em nota oficial divulgada esta noite pela HBO dos EUA, o canal anunciou o cancelamento da série Luck. A decisão foi tomada em conjunto com David Milch e Michael Mann, produtores da série, um dia após ser divulgada mais uma morte de um cavalo durante as filmagens. Segundo a nota, embora o canal tome as medidas necessárias, a HBO não tem como garantir que outros acidentes não ocorram.

Em fevereiro, o público tomou conhecimento das duas primeiras mortes ocorridas durante a produção da primeira temporada da série. Com o terceiro acidente, que custou a vida de mais um cavalo, o PETA registrou queixa contra a produção na polícia de Arcadia, onde o acidente ocorreu, bem como junto a sociedade protetora dos animais de Pasadena, que fica próxima do local.

Em resposta à notícia do cancelamento, o PETA divulgou a seguinte declaração: ‘sabendo que cavalos velhos, incapazes e drogados eram forçados a correr para esta série, o PETA está contente que a HBO tenha decidido finalmente cancelar a produção. Agradecemos às pessoas que se recusaram a deixar as mortes desses cavalos passarem despercebidas. Se Milch, Mann e a HBO decidirem retomar a série, o PETA voltará a solicitar, como vem fazendo desde o início, que os produtores utilizem imagens de arquivos de corridas ao invés de colocar em perigo as vidas de cavalos para fins de entretenimento’.

Além dos problemas de produção, a série também vinha mantendo uma baixa audiência desde sua estreia. Estrelada por Dustin Hoffman e Nick NolteLuck teve pré-estreia em dezembro de 2011, quando conquistou a média de 1.1 milhões de telespectadores. A estreia oficial ocorreu no dia 29 de janeiro, com mais 1.1 milhões, ao vivo. Somando as reprises e a pré-estreia, o episódio piloto de Luck conquistou cerca de 3.3 milhões de telespectadores ao vivo.

No entanto, ao longo da exibição dos demais episódios, Luck foi perdendo audiência. Com apenas sete, dos nove episódios produzidos para sua primeira temporada, exibidos até o momento, a série mantém a média de 625 mil telespectadores ao vivo.

Renovada em janeiro para sua segunda temporada, a série estava em fase de filmagens dos novos episódios. Ainda não há informações de quantos episódios da nova temporada chegaram a ser produzidos e se eles serão exibidos.

Adendo (02/05/2012): o cancelamento da série representou a perda de 35 milhões de dólares para a HBO, valor que o canal investiu para produzir e divulgar a primeira temporada.

CBS renova onze séries

O mês de maio costuma ser o período no qual é realizado o Upfront, evento no qual os canais de rede aberta dos EUA divulgam sua nova programação para a temporada que tem início no mês de setembro. Com isso, são reveladas quais produções foram canceladas e quais novos projetos foram transformados em séries. No entanto, por vezes os canais antecipam alguns anúncios, especialmente aqueles relacionadas à renovação de séries, as quais já teriam sua continuidade prevista. Foi o que fez o canal CBS esta tarde.

Em nota oficial o canal anunciou a renovação das seguintes séries:  2 Broke Girls, Mike & MollyPerson of InterestHawaii Five-0, Blue BloodsThe Good Wife, NCIS, NCIS: LA, Criminal Minds, CSI The Mentalist. Lembrando que já estavam renovadas as séries How I Met Your Mother (até 2013) e The Big Bang Theory (até 2014).

Ainda falta decidir o futuro das séries Unforgettable, RobA Gifted ManCSI: Miami, CSI: NY e Rules Of Engagement, bem como a continuidade de Two And A Half Men, a qual ainda está em fase de negociações entre o canal e o estúdio, bem como com o ator Ashton Kutcher, que substituiu Charlie Sheen.

Em termos de números, as séries que foram renovadas apresentam a seguinte audiência para a atual temporada:

Blue Bloods: 10.4 milhões com 1.6% entre o público alvo (18-49 anos)
NCIS: 17.7 milhões de telespectadores com 3.4% entre o público alvo;
NCIS: LA: 14.8 milhões com 3.0% entre o público alvo;
Person of Interest: 12 milhões com 2.6% entre o público alvo;
The Mentalist: 12 milhões com 2.4% entre o público alvo (quando exibida na sexta-feira, a série baixou para 11.8 milhões com 2%).
Criminal Minds: 11.6 milhões com 3.1% entre o público alvo
The Good Wife: 10 milhões com 2% entre o público alvo.
Hawaii Five-0: 9.8 milhões com 2.7% entre o público alvo (a série já foi vendida para ser exibida em reprises pelo canal TNT americano que passará a apresentá-la a partir de 2014)
CSI: 10.6 milhões com 2.5% entre o público alvo.
2 Broke Girls: 10.8 milhões com 4% entre o público alvo.
Mike & Molly: 10.9 milhões com 3.5% entre o público alvo.

Novos personagens

Todd Lasance

Spartacus – A série, que já foi renovada para sua terceira temporada, introduzirá dois novos personagens: Júlio César e o General Marco Crasso. O primeiro será interpretado pelo australiano Todd Lasance (Crownies) e o segundo pelo britânico Simon Merrells.

House of Cards – A série produzida para o site Netflix tem previsão de estreia para o final deste ano. Adaptada da obra de Michael Dobbs, a história apresenta um congressista americano, vivido por Kevin Spacey, que faz de tudo para derrubar o presidente. No elenco já estavam confirmadas as presenças de Corey Stoll, Kate Mara, Kristen Connolly e Robin Wright. Agora é anunciada a inclusão de Michael Kelly (Criminal Minds: Suspect Behavior). Seu personagem não foi divulgado. As filmagens da primeira temporada, composta de 26 episódios, terão início no mês de abril.

Carsten Norgaard

Luck – O ator dinamarquês Carsten Norgaard terá participações recorrentes durante a segunda temporada da série, que já está em fase de filmagem. Ele interpretará Oleg, um empresário russo que realiza um importante negócio com Ace. A série também contará com a participação de Margarita Levieva (Revenge), também de forma semirregular. Ela será Sarah Israel, irmã de Nathan (Patrick J. Adams). A presença da atriz na série da HBO não a afastará do elenco da produção da ABC. Já o ator Michael Gambon, que interpreta Mike, ex-sócio de Ace, passa a fazer parte do elenco regular da série.

Anger Management – A atriz Katlin Mastandrea, a Ashley de The Middle, entrou para o elenco da nova série de Charlie Sheen, interpretando Olivia, uma amiga nerd de Emma (Daniela Bobadilla), filha do personagem de Charlie. Sua participação será semirregular, tal qual sua presença em The Middle. A série estreia nos EUA no dia 28 de junho. Informações sobre a produção aqui.

Filme de ’24 Horas’ pode ter sido adiado novamente

Originalmente anunciada em 2006, a produção de uma versão cinematográfica de 24 Horas parece fadada a não sair do papel. Em janeiro Kiefer Sutherland se mostrou confiante ao divulgar à imprensa que as filmagens teriam início entre março e abril, tão logo ele encerrasse a produção da primeira temporada de Touch, sua nova série para o canal Fox. Mas, com a data se aproximando, o estúdio teria novamente adiado a produção do filme, sem previsão de quando retomará o projeto.

Sem um diretor contratado e com roteiro de Billy RayMark Bomback, o filme teria sido suspenso por uma questão de orçamento e por uma preocupação da Fox de que a produção não conseguiria encerrar as filmagens no prazo necessário para liberar Sutherland para a segunda temporada de Touch, a qual ainda não foi encomendada pelo canal. Segundo o site Deadline, que divulgou a informação, não há previsão de que a produção tenha início ainda este ano.

‘Louco Por Elas’: mesma proposta, outros personagens

A Rede Globo estreou na noite de terça-feira, dia 13 de março, a nova série de João Falcão, autor de Clandestinos, o Sonho Começou. Inspirada em suas próprias experiências, Louco Por Elas explora uma antiga fórmula: a história de homens presos ao universo feminino.

Nesta série acompanhamos a vida de Leonardo (Eduardo Moscovis), um homem que vive cercado por mulheres, seja em casa ou no trabalho. Ainda mantendo contato com sua ex-mulher, Giovana (Deborah Secco), Leonardo mora com sua avó Violeta (Glória Menezes), que começa a apresentar os primeiros sintomas de demência. Na casa também está a filha de Leonardo, Theodora (Laura Barreto), uma menina que se comporta como adulto, e sua enteada Bárbara (Luisa Arraes), a adolescente rebelde.

Esta é uma proposta que a TV brasileira já explorou em outras ocasiões. Em 1994, por exemplo, a Cultura exibiu Confissões de Adolescentes, que contava com a presença de Deborah Secco no elenco. Também inspirada na vida da autora, esta produção apresentava a história de quatro adolescentes que viviam com o pai. Duas delas eram frutos do primeiro casamento de Paulo (Luis Gustavo), a outra do segundo e uma terceira era sua enteada, filha de uma ex-namorada que morreu.

Tal como Louco Por Elas, a série Confissões de Adolescente também utilizava o recurso do narrador, no qual os personagens se dirigiam ao público para desenvolver ideias, explicar sentimentos e opiniões. A diferença é que a série criada por Maria Mariana era focada na vida de mulheres que passavam pela adolescência, e não no personagem do pai.

Desta forma, a série de João Falcão se aproxima mais da linha de O Grande Pai, produzida pelo SBT em 1991. Nesta sitcom temos Arthur (Flávio Galvão), um viúvo responsável pela criação de suas três filhas, sendo a caçula uma menina com menos de dez anos, que gosta de analisar os problemas como se fosse adulta. Na casa também vivia a empregada doméstica, uma mulher de pouca cultura, porém esperta, a quem era necessário explicar algumas coisas aparentemente simples. No trabalho, Arthur mantinha contato com Priscilla, que representava seu potencial romântico. Em meio a tudo isso, ele buscava encontrar uma nova companheira, se relacionando com outras mulheres.

A ideia do homem preso ao universo feminino também é uma velha conhecida da TV americana, que atualmente exibe séries como Last Man Standing, estrelada por Tim Allen. Com um estilo de humor que resgata a década de 1990 e a aproxima do formato de sitcom americana, Louco Por Elas é uma comédia para toda a família, mas programada pelo canal para ir ao ar muito tarde da noite.

Em seu primeiro episódio, a série mostra que o elenco ainda não está afinado, em especial Deborah Secco, que apela várias vezes para uma abordagem caricata de Giovana, sem necessidade. Quem segura bem o personagem é Moscovis que, sem cair no estereótipo, consegue transmitir para o público a confusão mental em que seu personagem se encontra quando se envolve nas situações criadas pelas filhas, a ex-mulher e a avó.

A série é promissora, traz bons personagens e uma proposta bem definida, com diálogos ágeis e focados na situação apresentada. Mas poderia suavizar o tom didático que resulta em diálogos expositivos, por vezes declamados, pouco naturais. E visto que a série já traz cenas nas quais Leonardo conversa com o público explicando suas opiniões e sentimentos, não há necessidade de sobrecarregar os diálogos com a mesma função.

Originalmente foram planejados oito episódios para a primeira temporada de Loucos Por Ela mas, segundo divulgado pelo O Globo, a emissora teria decidido estender a duração da série encomendando mais treze episódios, o que totalizaria uma temporada com 21 episódios.

Cliquem na imagem para ampliar.

 
Fernanda Furquim: @Fer_Furquim

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados