Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trabuco, da ‘astúcia’ ao chumbo grosso

English_flintlock_blunderbussA pólvora estava molhada e o tiro não saiu (ou saiu pela culatra), mas a recusa do presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, ao convite oficial de Dilma Rousseff para assumir o ministério da Fazenda provocou fumaça suficiente para garantir o posto de Palavra da Semana a esse antigo substantivo comum.

O castelhano trabuco atuou como intermediário, mas o antepassado mais remoto do português “trabuco”, um termo datado do século XV, é o catalão trabuc. Derivado do verbo trabucar (“pôr abaixo, derrubar, tropeçar”), a palavra não se referia, a princípio, a uma arma de fogo.

Curiosamente, trabuc nasceu com o sentido de “astúcia, ardil” – o que parece estranho, mas só até imaginarmos a associação de “derrubar” com a ideia de, maliciosamente, “passar a perna” em alguém, como se diz.

Tal significado acabou caindo em desuso antes de chegar ao português, superado pela acepção de “máquina de guerra com que se atiram grandes pedras contra edificações inimigas” – ou seja, uma espécie de catapulta, o primeiro sentido exportado para nosso idioma e o primeiro que o Houaiss registra.

Em nova expansão semântica, “trabuco” ganhou mais tarde a acepção de “espingarda de um só cano, curto e de boca larga”, uma escopeta primitiva (foto acima), que até hoje conserva como dominante. A palavra também pode se referir, de modo figurado, a diversos tipos de arma de fogo de grosso calibre.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Lauro

    Na origem dessa acepção de “máquina de guerra com que se atiram grandes pedras contra edificações inimigas” talvez esteja a palavra francesa “trébuchet”, ainda existente, também no inglês (“trebuchet”). Não se trata exatamente, porém, de uma catapulta, pois o mecanismo de arremesso é difente.
    Sim, Lauro, existe parentesco claro entre o francês ‘trébuchet’ e o catalão ‘trabuc’. Os dois, e também o português ‘trabuco’, se referiam a uma espécie daquilo que se pode chamar genericamente de catapulta.

    Curtir