Blogs e Colunistas

10/03/2012

às 9:00 \ Palavra da semana

Nada de tradução errada: Valcke falou em ‘chutar a bunda’

“É preciso ter mais empenho, chutar sua (própria) bunda e simplesmente entregar essa Copa do Mundo, e é isso que nós faremos.”

A frase diplomaticamente desastrosa do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, foi pronunciada na sexta-feira, dia 2, mas ecoou pela semana inteira, culminando com o cancelamento, ontem, da visita que o cartola francês faria ao Brasil nos próximos dias.

Da indignação patriótica com o desrespeito de Valcke à sensação de que o governo brasileiro fez por merecer o esculacho, pois os preparativos para a Copa do Mundo de 2014 patinam na incompetência generalizada, pode-se reagir ao episódio de várias formas.

O que parece indiscutível é que os exatos contornos linguísticos da polêmica declaração ficaram obscurecidos entre todas as versões e desconversas – inclusive a de que o homem da Fifa, como ele alegou em seu pedido de desculpas, teria sido vítima de um erro de tradução, pois em francês sua frase era muito mais suave.

O fato é que, de acordo com os repórteres presentes à sua entrevista coletiva, concedida na Inglaterra, Valcke se expressou em inglês e não em francês. Segundo a maioria dos relatos, suas palavras textuais foram as seguintes: “You have to push yourself, kick your arse and just deliver this World Cup, and that’s what we will do“. A tradução está ali em cima e não é mais suave nem mais grosseira do que o original.

Existe um fator atenuante, porém: a frase não se referiu a um pontapé vindo de fora, mas a um chute que, para se por em movimento, a organização da Copa deveria aplicar em si mesma – seja qual for a mecânica desse golpe.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

26 Comentários

  1. Rafael

    -

    12/03/2012 às 16:38

    Sérgio,
    Aos que estão criticando sua tradução, recomendo que consultem um English Dictionary (e não um simples dicionário inglês/português).
    No meu Oxford Advanced Learner’s Dictionary of Current English, leio no verbete “arse” a seguinte advertência: “not in polite use”.
    Mas, claro, nunca devemos destacar a hipótese de serem os lexicógrafos contratados pela Oxford University Press desprovidos de sensibilidade para compreender as nuanças de significado da língua inglesa. Afinal, não tiveram, coitadinhos, o privilégio de freqüentar o curso de tradução no Colégio Alumni.
    Nuanças à parte, subscrevo o Valcke: quem sabe um chute no traseiro bem dado cure a falta de vergonha na cara! Eu me refiro, obviamente, ao pontapé vindo de fora…

  2. Claudio Manoel

    -

    12/03/2012 às 7:42

    Na verdade Valcke está atrasado em seu comentário, pois já ocorre há muito esse chute… Só que é no traseiro dos brasileiros, desferido pelo Governo, Congresso e CBF!
    FORA COPA 2014
    FORA OLIMPÍADA 2016!

  3. José Arli Menezes Sobrinho

    -

    11/03/2012 às 23:14

    O secretário geral da fifa desculpou-se porque politicamente era o que deveria ter feito porem tanto êle como nós brasileiros honestos e esclarecidos sabemos que êle tem toda razão no que falou. Êle falou “chutar a própria bunda” no sentido de acordar mas esses dirigentes incompetentes e desonestos merecem mesmo é que os espulsemos com um chute na bunda.

  4. José Arli Menezes Sobrinho

    -

    11/03/2012 às 22:59

    De quem é finalmente a culpa de tudo isso? O nosso ex-presidente Lula com sua mania de grandeza achou que o Brasil teria competência para sediar uma copa do mundo. Ainda que tivesse, quantas coisas estão aí por fazer mais necessárias do que isso? Já é fastidioso repetir: saude, educação, saneamento básico, transporte de massa, acabar com a corrupção e as mordomias e roubalheiras dos congressistas etc.

  5. Gustavo

    -

    11/03/2012 às 22:36

    A tradução literal de uma expressão idiomática não ajuda a compreensão de quem não sabe falar inglês. Por que o significado da expressão não foi mencionado e apenas a tradução literal? Ok, a tradução literal está correta, mas o significado da expressão não foi sequer mencionado! Em português a mesma expressão é utilizada para se referir à dispensa de alguém. Em inglês o significado é completamente diferente!
    Sentido figurado pode não abolir o sentido literal, mas é o mais adequado para a compreensão da mensagem – e é disso que se trata quando nos comunicamos, certo?
    Abraço
    “É preciso ter mais empenho, chutar sua (própria) bunda e simplesmente entregar essa Copa do Mundo, e é isso que nós faremos.” Será preciso ser mais claro do que isso, Gustavo? Em inglês, a expressão não significa “motivar(-se)”, como andaram dizendo, mas algo que se depreende perfeitamente dos termos literais, que estão longe de ser alheios à nossa cultura: tomar medidas duras e até violentas para atingir determinado objetivo. Me diga quem, de boa-fé, acharia que a expressão foi usada no sentido de demitir. Um abraço.”

  6. EIKE PREGUISSA

    -

    11/03/2012 às 21:19

    Devia chutar bunda de todos os ministros incompetentes e da anta. Acho pouco.

  7. Aparecida Heinzer

    -

    11/03/2012 às 18:48

    Concordo com sr. Enrico Marini, discordo da resposta que lhe foi dada. Fiz um curso de traduçao portugues/ingles no colegio Alumni ( SP ) e ja na primeira aula foi-nos dito : ” nao se traduz palavras literalmente, mas sim ideias ” !! Mario Mascherpe & Laura Zamarin em seu livro OS FALSOS COGNATOS na traduçao do Ingles para o Portugues – Editora Bertrand Brasil S.A.- RJ- advertem em seu prefacio : ” A arte de traduzir é, como todos os professores de lingua sabem, uma tarefa dificil e delicada. Para traduzir com perfeiçao, o tradutor deveria dominar completamente as duas linguas objetos da traduçao – situaçao, infelizmente, um pouco rara. Mesmo dominando-as completamente, uma traduçao perfeita é,
    por vezes, extremamente dificil, se nao impossivel.” – Continuo : de qualquer forma, melindrar-se por tao pouco, qdo. nas estradas do Brasil, o sinal mais usado para agredir o outro é o gesto com o ” dedo do meio ” , revela, no minimo, uma infantilidade, imaturidade constrangedora.
    Prezada Aparecida: perfeição não é algo que se atinja jamais em tradução, mas minha consciência está tranquila neste caso (quanto a minhas credenciais nesse campo, recomendo-lhe pesquisar um pouco). Você e outros que defendem aqui uma tradução emasculada para a expressão de Valcke (“nada de chutar a própria bunda, e sim motivar-se!”) pregam, com a desculpa da “expressão idiomática”, uma desinformação e uma fraude, pois a linguagem diplomática vive justamente de nuances desse tipo. Leia a cobertura internacional e verá que nem na Inglaterra ocorreu aos críticos dizer que o Brasil se queimou porque não sabe traduzir idiomatismos. Mais ridículo ainda, de um maniqueísmo de desenho animado infantil, é dizer, como andaram fazendo, que apontar a impropriedade verbal do homem da Fifa é mascarar o fato de que as obras estão de fato atrasadas.

  8. Augusto gentile

    -

    11/03/2012 às 18:41

    Eu concordo com o Sr. Martini. Quem já morou fora sabe o que significa a expressão “kick your asses”, e como o papel da imprensa é de informar, acho que a revista deveria ter feito menção a isso. Senão, fica parecendo cortina de fumaça pra encobrir que tá tudo parado esperando atrasar pra poderem superfaturar e gastar mais com as obras. Realmente é necessário a Veja ficar dando tanta repercussão a isso, enquanto tem coisa muito mais séria a noticiar?

  9. jonas serafim de oliveira

    -

    11/03/2012 às 17:09

    Ser moderado,sóbrio e educado deveria ser virtudes para esse cidadão falastrão,descomedido com suas palavras,a bem que ele é escravo da sua própria língua.Quando um insensato fala,o Sábio se cala,responde-lo é estupidez!!!!!!

  10. Enrico Marini

    -

    11/03/2012 às 15:01

    Veja, antes de fazer uma repotagem sobre se a traducao foi ou nao foi feito errado, voces primeiro tem q ter um tradutor bom. Em france a frase é um ditado normal que faz reference para a pessoa comecar a se mexer e trabalhar. E esse sentido tmbm tem em ingles, quando alguem fala; he needs to kick his own ass isso nao quer disser que foi chutar sua bunda mais sim que ele tem q se dedicar mais e comecar a trabalhar. Portanto a fala do vice da fifa nas duas linguas nao quer disser nada mais nada menos q o Brasil tem q comecar a trabalhar na obras prometidas pq esta td muito atrasado. Entam por favor antes se fazer um reportagem critica, tenha alguem q sabe o sentido das frases e nao so o pe da letra.
    Sr. Enrico Marini, a tradução está perfeita. Sentido figurado não abole o literal em língua nenhuma. Um exemplo: um patriota mais exaltado que resolvesse chamar de baba-ovos os defensores de Valcke certamente não estaria insinuando práticas sexuais entre eles, mas isso não eliminaria sua grosseria. Um abraço.

  11. f tavares

    -

    11/03/2012 às 13:24

    - tem que mandar esse gringo comer dez quilos de alfafa brava… um cavalo, presunçoso, como todo europeu em relação ao brasil – com alguma razão – mas não se pode deixar barato: gelo no mal educado. e se um dia esse cretino voltar ao brasil, deve-se colocar uma faixa dizendo “valcke: vá chutar a bunda da PQP!” na porta do aeroporto… quem quiser traduza pra ele.

  12. Sebastiao

    -

    11/03/2012 às 12:29

    O Valcke é quem foi desrespeitoso? Ou seriam os políticos mesmo incompetentes? O que é errado, falar a verdade ou ser incompetente? Os brasileiros deveriam aproveitar esta oportunidade para exigir dos político Brasileiros e não ficar contra uma declaração verdadeira!!!!!
    E digo mais: Os políticos Brasileiros deveriam também “kick your arse” para a educação no Brasil que é uma droga! Uma das piores do mundo!!!
    “kick your arse” para a saúde”!!! “kick your arse” para a segurança no pais dos ladrões!!!! “kick your arse” para a corrupção!!!!! “kick your arse” para eliminar a pobreza!!! “kick your arse” para a cólera!!!!!

  13. Fabiano Melo Garcia

    -

    11/03/2012 às 11:43

    Se ha erros de comunicacao em uma conversa sobre “futebol”, imagine o que ocorre com Ira, EUA e outros paises nas areas de diplomacia ….

  14. Luiz Alberto Santos

    -

    11/03/2012 às 11:28

    É importante que esta situações aconteçam para que o Brasil tenha uma noção de quem o dirige. A incompetência nata de quem se diz representante e que na realidade só quer se fazer com disso. Vaidade, ganância, desonestidade crônica, politicagem…é só isso que vigora. Não será surpresa pra ninguém que vai ser tudo feito de última hora, na correria , no improviso, coisa de amadores. Literalmente “coisas pra Inglês ver…” e o orçamento para alegria dos políticos vai parar nas alturas. E no final, todo mundo vai ficar feliz!! Falta juízo, falta vergonha, inclusive pra nós na hora de escolher nossos governantes…

  15. Danielle

    -

    11/03/2012 às 10:23

    Concordo com todos, o BRASIL não deveria sequer pensar em Copa, Olimpíadas ou qq outro evento de grande porte.Quebrem uma perna e vcs veram a falta de medicamento dos hospitais, mas o povo estava em Copacabana pulando e festejando quando o Rio foi anunciado, LEMBRAM???!!!

  16. Ladenilson

    -

    11/03/2012 às 7:58

    Não importa de onde venha o chute ou em que parte seja dado. Ta nahora de chutar, politicos, dirigentes esportivos etc… etc…
    Sou fã do futebol! mais para o Brasil realizar um evento desses com competência levaria pelo menos mais uns cem anos. Tem coisa muito mais importante para resolver e o Brasil só vai realizar essa copa porque os países que se autoproclamavam os mais ricos do mundo estão ficando cada vez mais pobres.
    E agora nossos politicos com a ajuda dos meios de comunicação e de pesquisas manipuladas tentam mostrar que o Brasil está uma maravilha.
    Mais a máscara ta caindo e pouca coisa mudou!
    Continuamos com os mesmos problemas na saúde, educação, segurança publica e o que é pior a corrupção tem aumentado de uma forma que os escândalos do passado são simplesmente um “UM CONTO DE FADAS”.

  17. túlio pereira

    -

    11/03/2012 às 7:46

    Está em manchete de alguns jornais, o que senadores fazem para manterem seus caixas dois empregando funcionários fantasmas. Isso é só mais uma descoberta de como funcionam nossos políticos e alguns empresários. Nisso, brasileiro é um gênio. Pensa rápido. Faz com maestria. Roubar e enganar, brasileiro é um mestre. Quando se fala da incompetência no que deveriam fazer de concreto para a sociedade e agora com o que já deveria estar se fazendo para a realização da copa no Brasil, os responsáveis se acham ofendidos por levar puxões na orelha e “chutes no traseiro”. Para mim, não passam de aproveitadores e se for apurar, o que já deve ter sido roubado nas verbas para as obras desta copa, daria para contruir aeroportos, hotéis, estádios…Al Capone deixou um legado fantástico para o Brasil.

  18. Olivio Antonio dos Santos

    -

    11/03/2012 às 7:41

    A confusão toda se deu porque trocaram bunda por treseiro?
    Até parece que nossos representantes foram pegos de surpresa?

  19. túlio pereira

    -

    11/03/2012 às 7:20

    Vou repetir: o secretário da FIFA, NÃO FALOU NADA QUE PUDESSE ATINGIR, DENEGRIR o povo e o governo brasileiro, já acostumados com umlinguajar chulo e é uma verdade. Simplesmente falou o certo, deu um puxão de orelhas em toda a incompetência dos responsáveis para a realização desta copa no Brasil. Aeroportos, rodoviáris, vias de acesso para os estádios, hotéis enfim, tartaruga anda mais rápido do que está andando tais obras. A única verdade que anda com passos largos e de concreto no Brasil, são os aumentos salariais de políticos e isso, é numa rapidez absurda…”né ministro Aldo Rebelo?”. Na copa das confederações, será um teste do caos que se tornará este país em relação ao deslocamento e estadia dos turista que irão chegar e dos próprios habitantes nacionais. Querem apostar na bagunça que se tornará o país? Não apostem não porque será dinheiro jogado fora…

  20. tonio cunha

    -

    11/03/2012 às 5:12

    O brasileiro se ofendeu com as palavras do frances, mas nao com o que representa a copa do mundo, uma verdadeira maquina de gerar robalheira. Todo os empresarios e politicos estao simplesmente delapidando o pais. Depois da Copa e Olimpiadas vamos colher os resultados desta robalheira, vide a Africa do Sul e Grecia, este é verdadeiro caminho que vamos trilhar.

  21. M B arreto

    -

    11/03/2012 às 4:48

    além da falta de seridade e competência na condução dos projetos, nos restou ser defendiidos por Sarney, Renam Calheiros Filho e outros “ilustres” brasileiros.
    Que vergonha!

  22. luzia macedo

    -

    10/03/2012 às 23:47

    Ele disse alguma mentira
    Quantos de nós gostariamos não só de dizer isso mas também praticar o ato( chutar o traseiro) do governo incompetente que atua no Brasil a uma decada

  23. Gustavo

    -

    10/03/2012 às 16:59

    E o governo já foi logo se ofendendo… O PT prefere declarar guerra antes mesmo de saber o que está em jogo. E por que a imprensa não divulgou isso antes?

  24. jotabe

    -

    10/03/2012 às 14:18

    Valcke não deveria ter falado? Deveria ser mais polido? Foi infeliz. Só que fizeram do fato uma tempestade em copo d’água. A FIFA é uma organização esportiva e o governo não deveria ficar batendo boca e sim deixar que o presidente da CBF resolvesse o rolo. Não é caso de um presidente da república e seus ministros se digladiarem com Valcke. Mas que está tudo uma zorra, está. Atrasado, mesmo. Corremos o risco de esta ser a copa do fiasco.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados