Blogs e Colunistas

02/12/2011

às 14:31 \ Vasto Mundo

Parece ironia, mas é verdade: a ONU escolhe maior poluidor da atmosfera per capita do mundo para sediar sua próxima reunião sobre mudança climática

Doha, capital do Catar: dinheiro do país também levou para lá a Copa de 2022

Este mundo é engraçado. Como muitos de vocês já devem saber, não é que a ONU resolveu fazer no emirado do Catar a próxima reunião de cúpula sobre mudanças climáticas?

O nome oficial do encontro é complicado – Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-18) –, mas mais complicado me parece que o endinheirado e petrodolarizado Catar, que já tinha vencido a corrida para disputar a Copa do Mundo de Futebol de 2022 contra colossos como o Reino Unido, tenha dessa vez superado um país de ponta no avanço tecnológico mundial, a Coreia do Sul.

Mais que tudo, porém, o pequeno Catar, devido a sua indústria de petróleo, é o país do MUNDO com mais emissões per capita de gás carbônico, principal fator do efeito-estufa.

Complexo petrolífero no Catar: maior emissor de gás carbônico per capita do mundo vai sediar em 2012 reunião da ONU sobre... mudanças climátias

O Catar, que tem reservas petrolíferas conhecidas de 15 bilhões de barris, joga na atmosfera da Terra mais de 50 toneladas anuais de gás carbônico por habitante, cifra muito maior do que a da Europa (cerca de 10 toneladas) e bem maior do que um enorme poluidos, como os Estados Unidos (20 toneladas por habitante por ano).

Como no caso anterior de triste ironia – o superpoluidor emirado de Abu Dhabi, também grande produtor de petróleo, bateu a Alemanha, um dos países mais preocupados e atuantes na questão climática e com pesquisas e implantação de fontes limpas de energia, como candidato a sede da Agência Internacional de Energias Renováveis –, parece ter sido levada em conta pela ONU a forte contribuição em dinheiro que o Catar proporcionará à organização do evento.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

3 Comentários

  1. jader pereira

    -

    19/12/2011 às 19:52

    Eu adoraria ser um inseto poliglota só pra poder passar despercebido e escutar os detalhes dos encontros secretos entre os plutocratas do Catar,dirigentes da FIFA e da ONU.

  2. José Figueredo

    -

    03/12/2011 às 10:28

    Pois é SETTI,é tudo uma grande “FACHADA”.Um circo de dimensões mundias,com despesas astronômicas e resultados insatisfatórios.”ME DIGA COM QUEM ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS”.

  3. alberto santo andre

    -

    02/12/2011 às 21:54

    realmente ,quanto mais se fala sobre qualquer problema ,seja ele poluicao ,ou saude ,ou ainda educacao ,escolhe-se sempre o rufiao para servir de exemplo ,parece-me estar sendo esta a tendencia mundial ,ou seja o pior e sempre o melhor.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados