Blogs e Colunistas

26/10/2011

às 18:00 \ Vasto Mundo

Veja, em 2 vídeos, o monstro de guerra que os EUA enviaram para assustar a Coreia do Norte: o porta-aviões nuclear “USS George Washington”

O porta-aviões nuclear "USS George Washington" (na foto, sem sua poderosa escolta naval): recado de Obama ao governo desvairado da Coreia do Norte

(Publicado originalmente em 25 de novembro de 2010)

Já a caminho do litoral da Coreia do Sul desde o porto de Yokosuka, no Japão, e escoltado por dois cruzadores, duas fragatas, um navio antissubmarino e possivelmente — é segredo — um submarino nuclear dotado de mísseis, o gigantesco porta-aviões nuclear americano USS George Washigton oficialmente vai participar de “manobras navais conjuntas” com forças do aliado sul-coreano.

Na verdade, com seus 332 metros de comprimento, 78 de largura, 100 mil toneladas de peso, de 85 a 90 aviões de guerra a bordo e três tipos diferentes de lança-mísseis ele mesmo, o USS George Washington está dando um recado do presidente Barack Obama ao desvairado governo comunista da Coreia do Norte para que se acalme, depois do bombardeio de anteontem contra uma pequena ilha da Coreia do Sul, que causaram quatro mortos.

O primeiro vídeo mostra o grande navio se deslocando praticamente vazio, sem seus aviões.

No segundo vìdeo você pode ver a movimentação de pousos e decolagens de caças e helicópteros no deck do vaso de guerra.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

36 Comentários

  1. jorge

    -

    30/03/2014 às 1:45

    Parabéns Estados Unidos, isso que a verdadeira democracia em defesa de seu povo.
    O Brasil poderia seguir este exemplo de soberania, modernidade e aproveitamento os impostos pagos.

  2. claudio

    -

    21/09/2013 às 22:03

    Deixe-me acrescentar um conmentario: O Brasil é um pais muito rico, e se ouvesse um insidente desse genero certamente todos os paises do mundo seriam afetados economicamente. portanto o proprio USA teroa muitos problemas com isso. No mais li o seguinte: no futuro as guerras serão economicas.

  3. claudio

    -

    21/09/2013 às 21:44

    Policia do mundo. kkk…

  4. Fábio

    -

    25/07/2013 às 20:23

    Se a força fosse tão eficiente,golias não teria tombado diante de davi.
    «o ocidente sentiu a humildade do vietnã»
    A melhor vitória está em um bom diálogo.

  5. Almir Ribeiro

    -

    28/03/2013 às 15:10

    Boa dia para todos, parabéns pelos comentários, gosto dos Americanos fazem por merecer hoje em dia tem 10 porta aviões espalhados pelo mundo, 71 submarinhos espalhado pelo mundo, 15 mil aeronaves espalhadas nos portas aviões e outro armamentos mais poderosos que tudo isto que falei, só que os USA não são a maior força bélica do mundo e a China ta cada vez mais forte, agora a pergunta o poder sobe a cabeça o que vamos ver no futuro em ?

  6. Almir Ribeiro

    -

    28/03/2013 às 15:09

    Boa dia para todos, parabéns pelos comentários, gosto dos Americanos fazem por merecer hoje em dia tem 10 porta aviões espalhados pelo mundo, 71 submarinhos espalhado pelo mundo, 15 aeronaves espalhadas nos portas aviões e outro armamentos mais poderosos que tudo isto que falei, só que os USA não são a maior força bélica do mundo e a China ta cada vez mais forte, agora a pergunta o poder sobe a cabeça o que vamos ver no futuro em ?

  7. altamiro cortes

    -

    05/12/2011 às 18:19

    eu torco para que os estados onidos se arebentem com a coreia do norte e com o ira pois so vivem se metendo onde nao sao chamado eu quero que se lasquem todinho.

  8. tico tico

    -

    27/10/2011 às 22:14

    Torço por um Estados Unidos cada vez mais poderoso em todos os aspectos, e limpo…

  9. Francy Granjeiro

    -

    27/10/2011 às 11:01

  10. celsoJ

    -

    26/10/2011 às 21:45

    Acho que esta semana (ou na próxima) tem visitação pública às embarcações da Marinha do Brasil num dos portos aqui de Santa Catarina. Dois rebocadores (da época da II Guerra) e um outro navio igualmente insignificante, que nem sei oque é. Este é o nosso poder bélico. A Coréia do Norte, em que pese o bafo no cangote, está pouco se lixando para os isteits: tem a bomba e a solidariedade da comunidade internacional, que garante o feijão para a população em geral.O resto é festa!

  11. Natale

    -

    20/02/2011 às 2:29

    Sr. Setti!

    Concordas então, que temos que o nosso submarino “brazuka”?

    Assusta quem? A Coréia do Norte, sim! Mas e a China, como fica na “estória”? Vide Vietnam, Cambodja e outros…

  12. henrique

    -

    12/01/2011 às 20:19

    GRANDE SETTI , JA ENTENDI !!!SE VOCE SE POSICIONAR ,PERDE O EMPREGO !!!DESCULPA TE PREJUDICAR COM PERGUNTAS TAO DESCONFORTAVEIS A VEJA , REINALDO AZEVEDO E AUGUSTO NUNES
    ABRÇAO

    De onde você tirou essa ideia maluca e de que assunto está falando?

  13. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    12/01/2011 às 12:46

    Muito mais seguro,muito mais barato mandar um Corpo Diplomatico realmente disposto a ouvir colocar posições e finalmente fazer acordos.
    O porta aviões para fazer guerra?já fizeram tantas e nenhuma com exito após a segunda guerra.
    Quanta besteiras nossos irmãos grandes cometem.

  14. Humberto

    -

    12/01/2011 às 11:20

    Graças a Deus pelos Estados Unidos da América!

  15. Captain Leo, San Diego, CA, USA

    -

    12/01/2011 às 4:24

    Alo,
    O nome correto da cidade no Japao aonde os Yankees mantem uma base naval e’ “Yokosuka” (pronuncia-se “Iokuska).
    Abracos,
    Captain Leo, San Diego, CA

    Obrigado por sua atenção e gentileza, amigo. A correção já vai ser feita. Volte sempre.

  16. patriota roxo

    -

    11/01/2011 às 23:23

    Muito bonita essa foto. Ainda bem que quem possui tem juizo. Se não fosse eles esse mundão já tinha acabado.

  17. henrique

    -

    11/01/2011 às 19:01

    GRANDE SETTI , PERGUNTAR NAO OFENDE !!PORQUE A VEJA NAO INVESTIGA O CASO CUNHADO DO ALCKIMIN ???OU ATÉ MESMO O PAULO PRETO ? A VEJA NAO É PALADINA DOS JUSTOS ???ABRAÇAO

    O colunista modestamente responde apenas por este espaço. Sobre VEJA, dirija-se por favor ao diretor de Redação, pelo email veja@abril.com.br

  18. sandoval sader

    -

    08/12/2010 às 8:41

    Caro Jornalista,
    Sou fanatico por porta-avioes e só hoje achei este post aqui. Bacana. Obrigado pelos minutos de prazer.Abracao.

    Que bom que você gostou, caro Sandoval. Teremos mais, aguarde.

    Abração

  19. Paulo Henrique

    -

    30/11/2010 às 15:24

    Que bom que gostou. Só mais este aqui, Setti. É um dos melhores vídeos que assisti. Um abração, e parabéns pelo Blog.

    http://www.youtube.com/watch?v=-1ywUmBpVGY&feature=fvst

    Obrigado de novo. E obrigado pelos parabéns.

    Abração

  20. tibartz

    -

    30/11/2010 às 1:50

    Quando teremos a PAX brasileira?
    .
    (Ok, foi só uma brincadeira)

  21. Paulo Henrique

    -

    30/11/2010 às 1:00

    Olha que bacana estes dois vídeos no USS George Washington:

    Vídeo 1

    http://www.youtube.com/watch?v=9YMFTBp-DjY&feature=mfu_in_order&list=UL

    Vídeo 2

    http://www.youtube.com/watch?v=iWfgVy1LfxU&feature=mfu_in_order&list=UL

    Bem bacanas, mesmo, caro Paulo Henrique. Obrigado e um abração.

  22. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    30/11/2010 às 0:45

    Gilmar:
    A única diferença pequena é verdade com o mundo nos anos 39,não havia Bomba Atomica.
    Ataca o Iran!!só peço que deixe antes chegar um disco voador e nos levar antes … depois mete broca!

  23. Gilmar

    -

    29/11/2010 às 17:19

    Quando Hitler começou a exibir seus músculos França e Inglaterra fizeram o dever de casa. Primeiro a diplomacia. Anexando aqui e ali o alemão chegou aos sudetos. Os Thecos queriam briga, seus aliados não. Arrancaram mais um tratado de paz. Um país inteiro acabou sendo engolido. Quando chegou a vez da Polônia
    já era tarde. Deu no que deu. Com loucos não há
    diplomacia que resolva. Para eles é puro sinal de fraqueza.
    Embora Obama esteja jogando para a platéia, uma nutrida frota na porta de casa pode ser um bom tratamento de choque no desvairado governo comunista da Coreia do Norte.

  24. massa

    -

    26/11/2010 às 14:04

    É a PAX AMERICANA !

  25. carllos nascimento

    -

    26/11/2010 às 12:00

    A história da Humanidade relata a existência de diversos Impérios e as constantes lutas pelo dominio, para não alongar, cito apenas o Império Romano, sua glória e declinio, detinham o controle da balança, os tempos atuais estão nos reservando grandes acontecimentos,quem adora HISTÓRIA – como eu – o momento expõe situações ricas em análises, existe uma grande diferença, o PERIGO que se corre em razão do alto grau de destruição que as armas hoje em dia expõem à todos nós, é premente concedermos aos Americanos esse status de guardião, é um mal necessário, pois não se enganem, os loucos estão só esperando uma oportunidade para viverem os seus segundos de glória.
    Todo mundo senta o porrete em BUSH, esquecem que o episódio de “11 de setembro” foi uma tragédia anunciada, ali parte da diplomacia foi jogada no esgoto, ali começou a virar o fio da ONU, os terroristas pagaram para ver, a Sociedade Americana e o Mundo Civilizado ficaram em xeque, a reação do Império Americano, talvez não tenha sido apropriada – Sadam Hussein – acabou pagando o preço da tragédia, certo ou errado, penso que a reação mostrou aos loucos que querem confronto que o custo pode ser a própria morte.
    A situação mundial – economica,politica e financeira – está caminhando para CONFRONTAÇÕES, ainda bem que o Império Chinês acordou, pois dessa forma a balança pode se manter ajustada, veremos, como dizia o grande Mestre – CONFÚCIO – “o tempo é o Senhor das Soluções”.
    Se o Império Americano fosse imoral, os “Castros” já teriam sido varridos da ilha de Cuba, mesmo assim, os fanáticos continuam defendendo aquele Regime asqueroso.

  26. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    25/11/2010 às 23:49

    Carlos Nascimento:
    Em 1964 logo após o golpe,o Alm Rademaker desembarcou do aeroporto do Galeão recem chegado dos EUA – Texas e vinha com um chapéu tipo cowboy.Entrevistado disse- “O Brasil deveria mandar uma divisão para lutar pela democracia junto aos americanos no Vietnan.”
    O grande Stanlislau Ponte Preta com seu personagem – Bonifacio,o patriota – escreveu sobre a entrevista -”Bonifácio,o patriota empolgado com as palavras do Alm Rademaker,correu até ao mastro da maior Bandeira do Brasil,subiu e lá no alto berrou a plenos pulmões – DEIXA ELE IR! DEIXA ELE IR!”- FEBEAPA 1.
    O maluco de lá apenas deseja que o maluco de cá faça a maluquice – pedir diplomacia é uma sáida de bom senso de maluquice não tivemos o Bush demais?

  27. joselito

    -

    25/11/2010 às 23:42

    Esse show é mais para política interna do que externa.

  28. Lilian

    -

    25/11/2010 às 23:36

    Setti,
    A Engenharia aeronáutica me fascina não pelo seu objetivo de destruição mas pela demonstração de inteligência do ser humano. Eu tenho a convicção que nenhum argumento justifique a luta armada. Já dizia Monteiro Lobato que toda nação deveria ter uma bomba atômica, assim uma nação não atacaria outra. Veja essas aeronaves:
    F35b http://www.youtube.com/watch?v=qsMmvcz-wnk
    B-2 Spirit http://www.youtube.com/watch?v=6RuJ9_30j88
    Blunt, filho de militar (u.k.) e também militar que serviu na Guerra do Kosovo deixou tudo e hoje é cantor e uma de suas músicas é,
    James Blunt – Carry You Home http://www.youtube.com/watch?v=2IFF9yu5i3k
    Abraços!

  29. carlos nascimento

    -

    25/11/2010 às 22:55

    Me corrijam se eu estiver errado.
    A persuasão é feita de várias formas, no caso da Coréia do Norte as vias diplomáticas já se esgotaram, resta a única forma de “loucos” entenderam à lógica, ou seja, mostrar os dentes, alertando em tom firme, se avançar o sinal delimitado, receba as flores de condolência, não existe, nunca existiu e nunca existirá, PODER sem demonstração de FORÇA.
    Estamos em pleno século XXI, era da cibernética, ainda leio comentáris de pessoas inteligentes questionando o poderio das forças americanas, sempre existirá para o equilibrio do planeta, as forças que fazem a balança manter-se equilibrado, sem os Impérios de controle o mundo iria se transformar em um DESCONTROLE TOTAL, portanto, parem com essa baboseira de criticar os USA pela liderança mundial, ela é necessária e sem ela o mundo iria virar uma babilônia.

  30. Pedro Luiz Moreira Lima

    -

    25/11/2010 às 22:19

    Ricardo Setti:
    Na segunda-feira,o Globo publicou um artigo de um jornalista americano do New York Times,pedindo desculpas as Republicas de Bananas – “peço desculpas as Reúblicas em comparar com os EUA,não os EUA se encontram em posição muito pior que as antigas Republicas de Bananas”,explicando que hoje 1% da população americana detém hoje 90% da riqueza americana,e cita a Argentina que 1% da população detém hoje 15% da riqueza,e elogia o Brasil.Faz um balanço bastante pessimista do atual e futuro do seu país – como é jornalista do New York Times eles que se entendam,pior na pagina ao lado outro jornalista americano(Fridman?) faz outra análise pessimista do seu país.
    A Coreia do Norte já reconhecida que tem a bomba atomica e meios(foguetes de longo alcance)para lança-la,sendo assim pergunto:
    Um porta-aviões,cheio de aviões e tantos outros para proteje-lo,ou seja uma esquadra e tanto.Nada mais nada mesmo impedira(Deus nos livre!)do líder de lá disparar um missel em direção a ?,o míssel disparado atingirá o alvo e suas tragicas conaequencias.O porta-aviões adiantou?não apenas um tamanhão de dolares gasto,aumentando imbecilmente o monstruoso deficit publico americano.Agora a pergunta principal – Não fica muito mais barato mandar um corpo diplomatico composto de diplomatas não falcões?
    A cada envio de marines,fuzileiros,porta-aviões…americanos – só posso dizer:que caras BURROS não aprendem?

  31. jefferson

    -

    25/11/2010 às 20:46

    Porque ainda existe a Coreia do Norte? Uma excrescencia no mapa politico mundial.

  32. Mariazinha

    -

    25/11/2010 às 19:50

    Estou me lembrando que o babaca do Chavez fica vociferando contra os Estados Unidos sempre que tem oportunidade, garanto que ficaria sem fala se um naviozinho desses passasse perto da Venezuela.

  33. carlos nascimento

    -

    25/11/2010 às 19:08

    É desproporcional o comparativo de forças, Obama manda recado, jamais será usado, pois se compararmos o efeito, diria que : “é como se fosse um elefante caminhando em direção à uma formiga, o choque irá fazer a formiga desintegrar”.
    Acredito que o regime “norte coreano” na realidade quer chamar atenção para sua dramática situação sócio economica, quer NEGOCIAR uma solução menos humilhante, dai essa tentativa de bravata.
    Pena que a ONU esteja falida em todos os aspectos e não consiga antever e apresentar soluções para essas situações, onde um ataque de loucura pode causar várias perdas humanas.
    Estou torcendo que o bom senso prevaleça, e a formiga não tope encarar o elefante.

  34. Paulo Bento Bandarra

    -

    25/11/2010 às 18:24

    Tomara que fique só num passeio!

  35. tatiana

    -

    25/11/2010 às 18:24

    Será que em breve teremos um desses lá pelos lados do Rio de Janeiro? Os tanques de guerra já chegaram!!! Onde vamos parar?

  36. Marcos Aarão Reis

    -

    25/11/2010 às 18:02

    Sempre que eu vejo um porta-aviões lembro-me daquela piada… A história envolve um navio da Marinha dos Estados Unidos e as autoridades costeiras do Canadá, no litoral de Newfoundland. Os americanos começaram na maciota: ‘Favor alterar o seu curso 15º norte, a fim evitar colisão’. Os canadenses responderam de pronto: ‘Recomendamos mudar o SEU curso 15º sul’. O americano ofendeu-se: ‘Aqui é um capitão da Marinha norte-americana. Repito: mude o SEU curso’. Mas o canadense insistiu: ‘Não, mude o SEU curso’. O negócio começou a feder. O capitão berrou no microfone: ‘ESTE É O PORTA-AVISÕES USS LINCOLN, SEGUNDO MAIOR NAVIO DA FROTA DO ATLÂNTICO, LÍDER DE UMA ESCOLTA DE DOIS CRUZADORES, DUAS FRAGATAS, U NAVIO ANTI-SUBMARINO E UM SUBMARINO ATÔMICO. TEMOS A BORDO QUASE 100 AVIÕES DE COMBATE, E MÍSSEIS EM PENCA!… EXIJO QUE VOCÊS MUDEM SEU CURSO 15º NA DIREÇÃO NORTE. UM CINCO GRAUS NORTE!… OU TOMAREMOS CONTRAMEDIDAS VISANDO GARANTIR A SEGURANÇA DA FROTA!’ O canadense respondeu: ‘Aqui é um farol. Câmbio’. Tomara que não haja nenhum farol na costa da Coreia…

    Ahahahahaha, caro Marcos, sensacional história.

    Obrigado. Um abração

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados