Blogs e Colunistas

Tailândia

24/05/2014

às 6:00 \ Disseram

Como justificar um golpe de estado

(A tomada do poder foi necessária) para que o país retornasse à normalidade rapidamente, e para que a sociedade amasse e ficasse em paz mais uma vez.”

General Prayuth Chan-ocha, líder do exército tailandês que atualmente serve como primeiro-ministro, sobre o golpe de estado com que os militares assumiram o poder no país na terça-feira (20)

28/11/2013

às 19:25 \ Tema Livre

VÍDEO DE VER PARA CRER: Dueto ao piano, com Peter, o Elefante

Um dueto para lá de especial: Pedro, o elefante, e o pianista Paul Barton

Um dueto para lá de especial: Pedro, o elefante, e o pianista Paul Barton

O inglês Paul Barton tem duas paixões: piano e elefantes, não necessariamente nesta ordem. E, para viabilizar, juntar, unir suas duas paixões, aos 50 anos de idade largou tudo o que tinha em Yorkshire, sua região natal, e mudou-se com seu instrumento para a Tailândia.

Logo que chegou, há 18 anos, seu primeiro projeto foi tocar para elefantes cegos, que vivem em um santuário nas montanhas de Kanchanaburi, a nordeste de Bangkok. Começou esse bonito relacionamento com a sonata Patética, de Beethoven, depois de arrastar seu piano – que ele gosta de deixar bem claro: não tem teclas de marfim, mas sim de plástico – montanha acima, apesar do esforço e das dores nas costas.

O mais novo projeto de Paul Barton é o documentário Música para Elefantes, dirigido e produzido por Amanda Feldon, de lançamento previsto para 2014, e além de falar sobre a importância da preservação das espécies de elefantes, do santuário, ele conta — e mostra — o dia-a-dia dos gigantes: suas preferências, seus humores, costumes e brincadeiras.

Foi lá que o pianista conheceu Pedro, o elefante curioso e brincalhão, que se deparou pela primeira vez com o piano de Barton em 2011, como mostra o registro abaixo:

E, como que para provar a máxima de que a prática leva à perfeição, e também de que Pedro é persistente, este ano tocou em dueto com Paul Barton, numa cena terna, onde é possível perceber o divertimento dos bichões:

Para maior conforto dos leitores do blog, achamos por bem esclarecer alguns pontos:

* O homem ao lado do elefante Pedro é Pat, seu mahout, seu companheiro, a pessoa dedicada e responsável pela integridade e bem-estar do elefante. É um trabalho perigoso, comum no santuário, que consiste, entre outras tarefas, em manter o elefante seguro contra ataques de outros elefantes machos e a ameaça representada por veículos, principalmente no caminho para o banho e para tomar água no rio. Cuidador e animal têm uma ligação especial.

* Neste vídeo, Pat, o mahout de Pedro não está lendo uma revista, mas sim está gravando a cena com um iPad. Ele não está cutucando o elefante, apenas está lembrando o animal para que não se empolgue demais e acabe por esmagar as teclas com sua tromba pesada, como realmente aconteceu em filmagens anteriores.

* A corrente em volta do pescoço de Pedro é frágil, e não machuca o animal; não está ali como instrumento para subjugá-lo, mas apenas como algo que Pat possa segurar para guiar Pedro.

* A informação lá em cima de que Pedro treina piano é apenas uma brincadeira: o elefante teve, nos dois vídeos, e em alguns outros que farão parte do documentário, uma reação espontânea ao instrumento musical.

* As teclas de piano já não são feitas de marfim. O piano neste vídeo possui teclas de plástico e polímeros sintéticos. O uso de marfim — que provinha, justamente, de presas de elefante — para teclas do piano diminuiu drasticamente após a II Guerra Mundial e cessou completamente em 1989 com a proibição mundial do comércio de marfim. O material, porém, é usado ilegalmente para muitos objetos de arte e artesanato, sobretudo por produtores chineses.

Beethoven para elefantes cegos

 

LEIAM TAMBÉM:

VÍDEO: você já viu o nascimento de um elefante?

VÍDEO PARA ALEGRAR: Bebê elefante rouba a cena em zoo no Texas — e faz rir até o apresentador da BBC

VÍDEO INTRIGANTE: a massagem feita por elefantes atrai turistas à Tailândia

FOTOS DE EMOCIONAR: Resgate de animais em tragédias como incêndios e tsunamis

27/09/2013

às 18:26 \ Tema Livre

VÍDEO: Com legendas, o anúncio da Tailândia que comoveu o mundo

Belo e comovente, não é por acaso que este vídeo sobre doação, solidariedade e gratidão conquistou corações planeta afora pelo YouTube.

É uma peça publicitária institucional do grupo de comunicações True, o maior provedor de TV a cabo e de internet da Tailândia, que também engloba a terceira maior empresa de telefonia do país.

20/04/2013

às 17:00 \ Tema Livre

VÍDEO INTRIGANTE: a massagem feita por elefantes atrai turistas à Tailândia

Relaxa, esse animal tem só 3 toneladas!

Relaxa, esse animal tem só 3 toneladas!

Apesar de suas 3 toneladas, os magníficos elefantes indianos conseguem ser delicados, como se pode ver no vídeo abaixo. A massagem paquidérmica é cada vez mais uma modalidade que atrai os turistas que visitam a Tailândia, mais especificamente a cidade de Chiang Mai. (Os elefantes indianos são diferentes dos africanos sobretudo no tamanho das orelhas, muito menores do que as de seus primos de países como a África do Sul, a Tanzânia ou o Quênia).

Em Chiang Mai, além dos mais de 300 templos budistas e os muito parques floridos, a massagem feita por elefantes — que juram ser relaxante — é um dos chamarizes para os 100 mil visitantes anuais.

Quem oferece esse exótico serviço é o Maesa Elephant Camp, um parque conhecido por dispor ainda de várias atividades envolvendo elefantes, como pintura, futebol e jogo de dardos.

A massagem — ufff… — é feita com a supervisão de um treinador.

Confiram no vídeo:

22/03/2012

às 14:30 \ Vasto Mundo

Haveria 1 milhão de prostitutas em seus 27 países, estima a União Europeia. ONGs acham que o número é maior

Haveria 1 milhão de prostitutas na União Europeia -- e os homens espanhois seriam os que mais as frequentam (Foto: Reuters)

Apesar da profunda crise econômica por que passa o país (ou, quem sabe, um pouco por causa dela), dois de cada cinco homens espanhóis — 40%, portanto — já tiveram alguma experiência com prostitutas, segundo estudos da área social e de saúde da União Europeia. É a cifra mais alta entre os 27 países da UE e supera índices de países com elevado percentual de frequência à prostituição, como a Tailândia — 33% dos homens.

Por comparação, na Suíça o percentual é de 19%.

Especialistas no estudo do tema atribuem o fato à liberalidade com que, na Espanha, atividades de alguma forma ligadas à prostituição anunciam seus serviços. Para ficar apenas num exemplo, só recentemente ônibus do sistema de transportes coletivos de Valência, a terceira maior cidade do país, deixaram de circular com anúncios de um prostíbulo — no caso, uma casa chamada “Hello Baby” –, por iniciativa de uma entidade local, a Associação para a Prevenção, Reinserção e Atenção à Mulher Prostituída (Apram).

A União Europeia estima que haja 1 milhão de prostitutas em atividade em seus países-membros. ONGs preocupadas com o problema acham o número pequeno demais diante da realidade.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados