Blogs e Colunistas

direitos da mulher

07/12/2013

às 14:00 \ Tema Livre

FOTOS FABULOSAS: Registros dramáticos, comovedores ou assombrosos de fatos e pessoas que marcaram o século XX

Dono de hotel despejando ácido na piscina porque negros brincavam na água, na Califórnia, EUA, em 1964

Dono de hotel despejando ácido na piscina porque negros brincavam na água, na Califórnia, EUA, em 1964

De muitas das atrocidades cometidas em guerras, ou em momentos-chave da história, a maioria de nós, meros mortais, só tomou conhecimento em livros e documentários ou de ouvir falar — mais comumente acabamos por assistir reconstituições descafeinadas nos filmes de ficção.

De muitos dos atos de bravura fatos cruciais, que marcaram um determinados acontecimentos, também.

Eis aqui registros expressivos de vários desses acontecimentos, imagens fortes, enternecedoras ou revoltantes, que nos mostram que, sim, por mais que duvidemos dos livros de história, realmente tivemos guerras cruéis; mulheres tiveram que lutar para serem donas de seus narizes; negros sofreram não apenas preconceitos, crueldades indizíveis; crise e fome levaram pessoas ao seu limite; e Charlie Chapin, aos 27 anos, já tinha um sorriso sincero e bonito.

Anúncio de Atabrine, remédio de combate à malária, em Papua Nova Guiné, durante a II Guerra Mundial

Anúncio de Atabrine, remédio de combate à malária, em Papua Nova Guiné, durante a II Guerra Mundial

Annie Edison Taylor, tornou-se heroína ao sobreviver à queda das Cataratas do Niágara a bordo de um barril de madeira, em 1901. Annie realizou tal façanha pois estava precisano de dinheiro

Annie Edison Taylor, a mulher que, por precisar de dinheiro, tornou-se heroína ao sobreviver à queda das Cataratas do Niágara a bordo de um barril de madeira, em 1901

Cataratas do Niágara congelada, em 1911

As Cataratas do Niágara congeladas, em 1911

Cabeça da estátua da Liberdade -- presente da França aos EUA -- sendo desembrulhada, em 1885

Cabeça da estátua da Liberdade — presente da França aos EUA — sendo desembrulhada, em 1885

Corpo de bombeiros da cidade norte-americana de Nova York, em 1912

Equipe e veículo do Corpo de Bombeiros de Nova York, em 1912

Menina brinca com boneca em meio aos escombros de um bombardeio na cidade de Londres, na Inglaterra, em 1940

II Guerra Mundial (1939-1945): menina brinca com boneca em meio aos escombros resultantes dos bombardeios da aviação da Alemanha nazista a Londres, em 1940

Astronautas do Apollo 11, em treinamento para a aterrissagem da cápsula em 1966

Astronautas do Apollo 11, que desceria na Lua em 1969, em treinamento para a proeza histórica ainda em 1966, na Flórida, EUA

Crianças dividindo a ceia de natal durante a Grande Depressão, na crise de 1929, nos EUA

, Crianças dividindo a ceia de Natal durante a Grande Depressão, após a quebra da Bolsa de Nova York e a sucessão de falências que se sucedeu, 1929, nos EUA

Ceia de Natal de oficiais e cadetes de Hitler, em 1941

Ceia de Natal de oficiais e cadetes de do Exército da Alemanha nazista, em 1941

Construção do Muro de Berlim, barreira física erguida pela República Democrática Alemã (Alemanha Oriental), durante a Guerra Fria, e que separou a Alemanha em dois, incluindo a cidade de Berlim, em 1961. O muro só foi derrubado em 9 de novembro de 1989, tendo durado 28 anos

Construção do Muro de Berlim, erguido pela então Alemanha Oriental comunista, durante a Guerra Fria, em 1961, para impedir a fuga de cidadãos para o Ocidente. O muro só foi derrubado após enormes manifestações populares em 9 de novembro de 1989

Construção da ponte de Manhattan, nos EUA, em 1908

Construção da ponte de Manhattan, em Nova York, ligando a ilha de Manhattan ao bairro do Brooklyn sobre o East River, em 1908

Derrame de alcool ilegal, em Detroit, cidade do estado norte-americano do Michigan, em 1929 durante a proibição, na Lei Seca

Derrame de bebidas alcoólicas em Detroit, no Estado norte-americano do Michigan, em 1929, durante a desastrosa Lei Seca (1920-1933), que aumentou extraordinariamente a criminalidade nos Estados Unidos

Annette Kellerman, corajosa, usou um traje de banho incrivelmente provocativo em público, no longínquo 1907, mostrando todo o perfil de seu corpo

Annette Kellerman teve a coragem enorme, para a época — 1907 — de usar em público um traje de banho que, a despeito de cobrir todo o seu corpo, mostrava suas formas. Foi um escândalo

 

Desfile de moda de roupas de praia, nos EUA, em 1928

Desfile de moda de roupas de praia, nos EUA, em 1928. Os loucos anos 20, com sua ousadia, estavam no apogeu

Inspeção de trajes de banho, nos EUA, em 1920. Se o modelito fosse muito curto, a mocinha tinha que pagar multa

Inspeção de trajes de banho, nos EUA, em 1919. Se o modelito fosse muito curto, a mocinha tinha que pagar multa

 

Derrame de alcool ilegal, em Detroit, cidade do estado norte-americano do Michigan, em 1929 durante a proibição, na Lei Seca

Derrame de alcool ilegal, em Detroit, cidade do estado norte-americano do Michigan, em 1929 durante a proibição, na Lei Seca

Bonecos derretidos e mutilados após incêndio no museu de Cera Madame Tussauds, em Londres, 1930

Bonecos derretidos e mutilados após incêndio no museu de Cera Madame Tussauds, em Londres, 1930

Martin Luther King Jr., com seu filho, removendo uma cruz de madeira queimada em seu jardim, em 1960

Martin Luther King Jr., com um de seus filho, removendo uma cruz de madeira queimada em seu jardim — símbolo da organização racista Ku Klux Klan –, em 1960

Máquina de vender óleo bronzeador, em 1949

Máquina de vender óleo bronzeador, em 1949

Menino polonês sendo examinado por oficial alemão quanto às suas características "arianas" -- se as tivesse em bom número, teria a vida poupada, durante a campanha ariana de Hitler, na II Guerra Mundial

Menino polonês sendo examinado por oficial alemão quanto às suas características “arianas” — se as tivesse em bom número, teria a vida poupada, durante a campanha ariana de Hitler, na II Guerra Mundial

Presidente norte-americano Richard Nixon, tentando usar hashi, talher de madeira próprio das culturas orientais, em visita à China, em 1972

O presidente norte-americano Richard Nixon, tentando usar hashi, talher de madeira típico, durante sua histórica visita à China, em 1972. A seu lado, parcialmente encoberto, o primeiro-ministro Chu En-lai

Voo da Operação Babylift, que resgatou mais de 3 mil órfãos da guerra do Vietnã, em abril de 1975, que encontraram novas famílias e foram adotados nos Estados Unidos

Voo da Operação Babylift, que resgatou mais de 3 mil órfãos da guerra do Vietnã, que encontraram novas famílias e foram adotados nos Estados Unidos, em abril de 1975

Papai Noel em Nova York, em 1900

Papai Noel em Nova York, em 1900

Mãe e filho observando a nuvem em forma de cogumelo, ocasionada por testes atômicos a 120 quilômetros de Las Vegas, em 1953

Mãe e filho observando a nuvem em forma de cogumelo, ocasionada por testes com bomba atômica a 120 quilômetros de Las Vegas, em 1953

Resgate de corpos do naufrágio do Titanic, em abril de 1912, em Nova York, nos EUAResgate de corpos do naufrágio do Titanic, em abril de 1912, em Nova York, nos EUA

Resgate de corpos do naufrágio do “Titanic”, em abril de 1912, em Nova York

Ronald McDonald's original, em 1963

Ronald McDonald’s original, em 1963

Soldado desconhecido na guerra do Vietnã, em 1965. Em seu capacete está escrito: "guerra é o inferno"

Soldado desconhecido na guerra do Vietnã, em 1965. Em seu capacete está escrito: “guerra é o inferno”

Mudança de orientação do trânsito na Suécia, em 1967

Mudança de orientação do trânsito na Suécia, em 1967

Teste em colete à prova de balas, em 1923

Teste em colete à prova de balas, em 1923

Últimos prisioneiros deixando a mais famosa prisão de segurança máxima norte-americana, Alcatraz, em 1963

Últimos prisioneiros deixando a mais famosa prisão de segurança máxima norte-americana, Alcatraz, em 1963

Mãe oculta o rosto ao ser fotografada vendendo seus filhos em Chicago, em 1948

Mãe oculta o rosto ao ser fotografada vendendo seus filhos em Chicago, em 1948

06/03/2012

às 19:16 \ Política & Cia

Suposto projeto protetor da mulher trabalhadora é demagógico e burro

O plenário do Senado (foto) ainda pode barrar o projeto que multa empresas que pagarem menos para mulheres que exercem a mesma função que homens, independentemente da experiência e do know-how destes (Foto: exame.abril.com.br)

O deputado Marçal Filho (PMDB-MS) nunca deve ter entrado em uma única empresa produtiva na vida.

Já o senador Paulo Paim (PT-RS) com certeza, sim — sobretudo para fazer greve, quando era sindicalista.

Os dois são os principais responsáveis pelo projeto burro e demagógico aprovado hoje no Senado — iniciativa do deputado, na Câmara, relatório favorável no Senado, do senador.

O projeto parece ótimo: pune, e com multas severíssimas, o empregador que pagar para a empregada mulher salário menor para o empregado homem que exercer a mesma função.

Beleza. Parece que o projeto é inteligente e benéfico, porque se destina a fazer valer os direitos da mulher, certo?

Não é bem isso.

É óbvio que toda pessoa de bem e minimamente preocupada com os direitos civis é favorável à igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Ocorre que o projeto, da mesma forma que o senador Paim — que fez toda uma carreira política lutando por aumentos reais do salário mínimo, das aposentadorias e dos salários, mesmo quando a produtividade das empresas e do país e as contas públicas não permitiam –, ignoraram um fato da vida, para quem já pisou em uma empresa: os chamados valores agregados pela experiência e pelos conhecimentos adquiridos com a prática do empregado no exercício da função.

Teoricamente, se Albert Einstein tivesse um emprego de físico em uma empresa de tecnologia, uma garota recém-formada em Física pela universidade teria que receber o mesmo salário, desde que seu cargo fosse equivalente.

Ainda há esperanças de que o projeto não entre em vigor: como foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Direitos Humanos, sem passar pelo plenário — hipótese prevista na Constituição –, se pelo menos oito senadores, ou 10% dos membros da Casa, solicitarem à mesa, todos os 81 senadores deverão votá-lo (é o que diz o artigo 58, inciso I da Constituição).

Espera-se que isso ocorra, para o bem da lógica e do prestígio do Congresso.

Se o projeto seguir dessa forma para a sanção da presidente Dilma, duvido que ela venha a vetá-lo.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados