Blogs e Colunistas

21/05/2014

às 16:30 \ Política & Cia

MARCO FELICIANO: “VEJA” entrevistou o controvertido deputado-pastor. Leiam e cheguem às suas próprias conclusões sobre ele

Pastor Marco Feliciano: "A raça humana para crescer precisa de um homem e uma mulher" (Foto: Cristiano Mariz)

Deputado Marco Feliciano: “Eu não disse que todos os africanos são amaldiçoados. Até porque o continente africano é grande demais” (Foto: Cristiano Mariz)

Campeões-de-audiência

 

 

 

 

Publicado originalmente em 26 de março de 2013 às 15h35

Amigas e amigos do blog, não poucos leitores deste blog, na maioria evangélicos, criticaram meu post — crítico — à escolha do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Vários me acusaram, injustamente, de preconceito contra os evangélicos — quando em meu post original nem mencionei religião alguma — e de não apresentar no blog um “outro lado” da questão.

Em resposta e em respeito a esses leitores, apresento, agora, o “outro lado” propriamente dito: a longa entrevista às Páginas Amarelas de VEJA concedida há dias pelo próprio deputado. Leiam, conheçam suas opiniões e cheguem às suas próprias conclusões.

Entrevista concedida a Juliana Linhares, publicada em edição impressa de VEJA

Marco Feliciano

“EU ACREDITO NO DIÁLOGO”

O novo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara diz o que o incomoda nos gays e por que “nem todos os negros são amaldiçoados”

O deputado federal Marco Feliciano é metrossexual. Calma. A palavra define homens muito preocupados com a aparência, e ele preenche os requisitos básicos: alisa os cabelos, desenha as sobrancelhas, gosta de perfume, usa anel.

Pastor pela Assembleia de Deus, ele foi indicado pelo Partido Social Cristão para presidir a Comissão dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e abriu as portas do inferno.

Um órgão que nunca foi exatamente popular caiu na boca do mundo por causa da bagagem que Feliciano carrega, como comentários sobre a “maldição” bíblica contra os “africanos” e suas opiniões a respeito de práticas homossexuais.

Paulista de Orlândia, onde mora com a mulher, pastora, e três filhas, ele fala com grande franqueza sobre os assuntos em questão e certos atos exóticos praticados em Brasília.

O senhor está sendo acusado de racismo por ter dito que o povo africano era amaldiçoado. Poderia esclarecer a questão?

No Gênesis, a Bíblia conta que Noé, quando saiu da Arca, embebedou-se e ficou nu. O filho mais novo dele, Cam, riu do pai e contou o que havia visto aos dois irmãos. Quando Noé soube da história, em vez de puxar a orelha dele, lançou uma maldição sobre o filho de Cam, Canaã. Disse que Canaã seria escravo.

Naquela época, eu tinha feito um estudo de geografia e vi que os três filhos de Noé é que haviam povoado os continentes da Terra. E de Canaã vieram aqueles que povoaram parte da Etiópia.

O senhor está ciente de que passagens como essa foram usadas para justificar a escravidão em diferentes períodos da história e que igrejas cristãs, católicas e protestantes, já fizeram um mea-culpa disso?

Sim. As igrejas pecaram.

Fizeram vista grossa e usaram teses assim para justificar e proteger a escravidão. Mas eu acredito, e disse isso naquela mesma ocasião, que toda maldição é quebrada em Cristo, pelo derramamento de seu sangue na cruz.

Eu não disse que os africanos são todos amaldiçoados. Até porque o continente africano é grande demais. Não tem só negros. A África do Sul tem brancos.

Minha mãe é negra. Se eu fosse estudar, teria direito a cotas. Olha o meu cabelo como é. É todo crespo. E olha que eu dei uma esticadinha. Faço escova progressiva todo mês. Eu gosto dele liso. Minha mãe também faz no dela.

O que o incomoda nos homossexuais?

Eu sou cristão. A Bíblia é o meu livro de cabeceira. Comecei a pregar com 13 anos. Rodei setenta países ensinando a Bíblia. Devo ter 8 milhões de DVDs de mensagens.

A minha formação cristã me ensina que o ato homossexual é errado, que é pecado. Eu não aceito o ato, mas aceito o homossexual.

De que forma?

O homossexual é uma pessoa. Como pessoa eu o respeito, eu tenho carinho por ele. Não pratico violência contra ele. Todavia, o ato eu não sou obrigado a aceitar. Isso não faz de mim alguém que o odeia. Os militantes gays tentam me destruir pelo simples fato de eu pensar diferente deles. Num estado democrático de direito, todo mundo tem direito à liberdade de expressão.

Não existe lei que faça alguém gostar de pessoas com práticas sexuais diferentes, mas a discriminação com base nisso é ilegal. O senhor acata isso?

Só o fato de eu declarar que sou contrário não significa que estou discriminando. Eu simplesmente não apoio o ato homossexual. A raça humana para crescer precisa de um homem e uma mulher. O que está havendo é uma discriminação por parte do outro lado. Os meus direitos estão sendo tolhidos: não me deixam trabalhar, não me deixam cultuar. Uma parte da sociedade que tem poder de grito não pode impor sua condição a uma sociedade inteira.

A seu juízo, qual deve ser a punição para alguém que não contrata um homossexual em virtude dessa condição?

É discriminação. Todavia, em se tratando de certas profissões, o sentimento do coração de um pai precisa ser ouvido. Eu sou pai, tenho filhas e preciso de uma babá. Uma se candidata e declara que tem orientação sexual diferente…

O senhor contrata essa babá?

Depende do posicionamento dela. Vou dar um exemplo prático. Quem fez a decoração da minha casa e organiza o aniversário das minhas filhas é um homossexual. Ele almoça comigo e com a minha esposa. Por quê? Porque é homossexual mas não faz o ato. Porque é ordeiro, porque não quer doutrinar as minhas filhas. Os gays não são problema. O meu patrão, que é Deus, não impede as pessoas de viver. O problema são os ativistas. Eles ganham para isso. Eles passam o dia todo perseguindo pessoas.

O senhor já pensou na possibilidade de alguma das suas filhas se tornar homossexual?

Claro que sim. Mas a criança é doutrinada desde cedo. As minhas filhas veem um pai e uma mãe que se amam. Elas frequentam um ambiente sadio. Orientação pode ser aprendida. Eu ensino as minhas filhas e espero o melhor delas. Duvido que algum pai, quando seu filho nasce, espere que ele seja homossexual. Eu ficaria triste, mas amaria minha filha da melhor forma.

Durante um congresso evangélico, o senhor disse que a aids é um câncer gay.

Eu não me lembro de ter dito isso. Disse que a aids era uma espécie de câncer e que, no princípio, ela matou inúmeros gays. Mas, veja, eu estava sob muita pressão. Eu sofro ameaças de morte. Os ativistas pressionam muito, até você perder o controle. Se eu disse isso, foi uma colocação um pouco infeliz.

O que o senhor diria sobre crianças que nascem com aids?

Criancinhas não têm culpa de nada. A culpa é dos pais delas.

O senhor se incomoda em ver dois homens se beijando?

É algo que me provoca repulsa. Você vai a um restaurante para jantar. Existe motel para fazer outras coisas, há lugares escondidos. O Clodovil dizia isso. Quando ele queria ter intimidade com seu parceiro, ficava entre quatro paredes. O nosso povo não está preparado para isso.

O que o senhor acha da teoria segundo a qual impulsos homossexuais podem desencadear comportamentos agressivos em relação a gays?

Isso foi um subterfúgio de Freud para explicar porque que ele também tinha seu lado promíscuo. Ele se baseou só nele e queria que todo mundo fosse como ele. Eu reprimo porque sou um professor da Bíblia. Eu sou um sacerdote. Eu sou alguém que instrui. Eu sou o quê, um homossexual enrustido? Isso é um absurdo. Eu conheço pessoas que vieram do homossexualismo, alguns chegaram a ser transformistas e hoje são casados, têm filhos. E foi porque eles ouviram a palavra e voltaram.

A sua igreja converte homossexuais em heterossexuais?

Existe o caminho do retrocesso. Ou melhor, da conversão. Retrocesso é horrível. Quero dizer, o caminho da conversão, de voltar atrás.

No meio de tantos protestos, o senhor teve apoio de outros partidos?

Do senador Magno Malta e do deputado Eduardo Cunha, do PMDB, que me deu todo o apoio. A (deputada) Benedita da Silva é minha amiga [a ex-senadora e ex-governadora do Rio de Janeiro, negra, é evangélica e pertence ao PT]. Ela me disse: “Marco, mostra que você é aquilo que eu conheço”. A Benedita sabe que eu sou moderado. Eu acredito no diálogo. É por isso que estou nessa Casa.

Agora, você acha que os 513 deputados concordam em tudo? Você acha que todo mundo votou tranquilo na PEC das trabalhadoras domésticas? Dentro dos banheiros, eu via deputado esmurrando a parede. Mas, na hora de votar, foi a favor, porque era um projeto de apelo popular. Eu votei a favor das empregadas domésticas porque minha mãe foi uma a vida toda.

Existe muito teatro aqui dentro. Veja o que aconteceu com o Domingos Dutra (o ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e deputado federal pelo PT-MA), por exemplo.

O que aconteceu?

Eu conversei com ele um dia antes da votação que me elegeu. Tudo na paz. Ele disse: “Fica tranquilo”. Era um acordo partidário. E acordo partidário não se quebra nessa Casa. Estava tudo certo. No dia seguinte, ele chegou à Câmara e deu um espetáculo. Renunciou à presidência da Comissão, ameaçou chorar, disse que o que ele estava vendo lá era totalitarismo, uma ditadura. Foi uma encenação piegas. Um teatro grotesco.

O senhor se sente traído?

Sim. Mas eles que me esperem em 2014. Eu fiz a campanha pela presidente Dilma em São Paulo, sozinho, pelo meu partido. O partido estava com José Serra. Eu descobri como eles traem com facilidade. Hoje eu sofro caladinho, mas represento uma comunidade muito grande. Quando eles estavam desesperados, vieram correndo, implorando até mim. Em 2014, a conversa vai ser muito diferente.

Organismos de defesa dos direitos humanos, em geral, existem para proteger as camadas mais desprotegidas. Quais são elas, na sua opinião?

Os gays não se encaixam em minorias. Eles têm os melhores empregos, estão em toda a parte cultural do país, têm financiamento de fundações estrangeiras. Eles têm vez. Eles têm voz. Tudo o que eles fazem a mídia divulga. Eu citaria como camadas desprotegidas os matutos que moram nos sertões e são escravizados por senhores feudais, as meninas que são violentadas no Norte e Nordeste, os moradores de rua, que não têm prato de comida. Nós damos comida aos presos! Por que os órgãos governamentais não se movem para resolver esses problemas?

O que o senhor, como deputado, propôs para a situação de matutos, meninas violentadas e moradores de rua?

A minha área era outra. Eu nunca havia parado para pensar nessas questões. Eu me debrucei sobre a pasta agora e comecei a enxergar esses problemas. Cada deputado aqui é eleito por um grupo. E os parlamentares visam aos projetos para os seus grupos. Aqui não dá para ser clínico-geral.

Eu fui enviado aqui pelo movimento evangélico. Minha função primordial é não deixar que se aprove o PL 122, o projeto de lei que criminaliza a homofobia. Não queremos que ele seja aprovado tal como foi previsto. Ele precisa de alterações. O texto diz que quem discriminar será preso; mas não esclarece o que é discriminação. Se eu, como pastor, não quiser casar um casal homossexual, posso ser preso.

Qual é a proposta do seu grupo?

Que haja limites para o que é discriminação. Para mim, discriminação é xingar a pessoa, não deixá-la trabalhar, praticar violência contra ela e pronto. Já estaria de bom tamanho. Da forma que está, não vai passar.

Como tem sido chegar em casa e conversar com suas filhas sobre o que está acontecendo?

Falar de filho arrebenta a gente. Esses dias eu fui pregar em uma cidade do interior e levei minhas filhas. Na frente da igreja havia uns trinta ativistas. Eles chutaram meu carro, fizeram gestos obscenos. Como explicar para as crianças por que estão fazendo isso com você?

O senhor sabe que existem homossexuais que sofrem violências similares?

Sim. Eu lido com eles. Eu já disse: Deus é minha testemunha. Eu jamais levantaria minha mão ou minha voz para desmerecer qualquer tipo de pessoa. Eu aprendi com Jesus que nós temos de amar aqueles que ninguém ama. Mas você quer falar de crimes contra os homossexuais? No ano passado, houve 270 crimes contra homossexuais. Eu fui atrás. Destes, 70% tinham sido praticados por seus parceiros. Eram crimes passionais. Eu sinto muito por eles. Mas a verdade é que, entre esses crimes, nenhum foi praticado por cristão, digo cristão que pratica o cristianismo.

Usar postos em órgãos do governo para fazer acordos políticos é pecado?

Quando fere o povo, é.

Além de fazer progressiva, o senhor tira as sobrancelhas?

Sim. Eu tenho excesso de hormônios. Minhas sobrancelhas se encontravam no meio. Eu era um monstrinho.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

354 Comentários

  • Caroline

    -

    19/11/2014 às 18:06

    É isso ai Pr. Marco fica firme, não desista a obra é grande faltam trabalhadores.
    Outro ponto que é importante destacar é o papel da imprensa brasileira que esta longe de ser imparcial.
    O país esta assistindo a novela e parece que acreditam que aquilo é verdade o modelo perfeito da vida, francamente o povo sofre por que lhe falta conhecimento

  • Paulo Bernardeli

    -

    19/9/2014 às 9:17

    Quem realmente sofre discriminacaçao neste pais? Onde se você disser que é um candidato evangélico te rotulam como ladrão ou ignorante,onde quando você declara ter orgulho de ser heterossexual te rotulam de preconceituoso e homofóbico
    Afinal como alguns grupos querem ser respeitados sem respeitarem o espaço de culto a familia e a opção sexual.Preconceito gera preconceito.

  • sara

    -

    15/9/2014 às 12:42

    qual sua religiao?

  • FERNANDES

    -

    8/9/2014 às 14:11

    As regras para publicação de comentários no blog, conforme relembrei aos amigos leitores incontáveis vezes, não aceitam textos escritos somente em maiúsculas, em respeito à boa educação, aos leitores e seguindo uma norma internacionalmente praticada na web.
    Como presumo que você saiba, palavras em maiúsculas significam palavras gritadas, não é mesmo?
    Confira as regras no link http://goo.gl/u3JHm
    Obrigado

  • José

    -

    16/8/2014 às 22:16

    CONCORDO COM MARCOS FELICIANO, VOTO NELE.

  • naedija

    -

    16/8/2014 às 11:14

    é isso mesmo marco feliciano nunca desista, porque si DEUS é por nós quem será contra nós..

  • Jean Alves Cabral Macedo

    -

    2/7/2014 às 10:42

    Sinceramente, o que é que tem de errado nas considerações deste Deputado que não seja absolutamente idêntico ao pensamento de 95% de toda a família brasileira tradicional? Onde está a anormalidade dele? Quem o critica por esta exposição aqui é sem preparo para fazer a leitura exata das palavras dele. Ele atacou o gays onde? Ele atacou os negros onde? (Sou negro!) O cara tem estas opiniões – eu posso discordar dele em algumas delas, mas 95% da família tradicional brasileira vai dizer o quê? Fazer teatro? Qual o homem que quer um filho gay? Se vier a ser não se mata um filho, mas dizer que está feliz de saber que o filho vai viver fora da naturalidade fisiológica? Ou alguém pode provar que o lugar de um pênis e no mesmo lugar onde sai fezes? Feliciano, no geral não parece ser, em nada, um psicopata, um maluco, ou um inimigo da vida e da liberdade – apenas é alguém que tem o mesmo direito de expressar seus pensamentos como qualquer um que discorde dele! E, pelo que vejo claramente nas pesquisas que tenho feito: vão ter que engolir um mínimo de 400 mil votos que vão dizer assim: “Feliciano me representa!” Aí vem Feliciano 2015-2018! Quem viver verá!

  • Roberto

    -

    5/6/2014 às 17:07

    Tem mãe que é cega. A de Feliciano vai morrer enganada.

  • Pedro Claver Melo Freire

    -

    3/6/2014 às 9:41

    O mais absurdo é que continuam apoiando o GOVERNO do PT que é tem sido o maior desafeto a INSTITUIÇÃO FAMÍLIA é por essas e outras que cada dia mais não se pode apostar em princípios éticos de determinados seguimentos, exemplo, EVANGÉLICOS que falam muito mas na hora H dizem amem aos que lutam, provocam, fazem injurias contra os ensinamentos da palavra de DEUS. Hoje já é de conhecimento que os partidos políticos da base Evangélica apoiam DILMA tenho razão ou não?

  • Luís André Soares Bispo

    -

    2/6/2014 às 10:15

    Entrevista tranquila, se fosse eu teria falado a mesma coisa, foi sincero, assim que o verdadeiro Cristão deve se comportar, sobre seu comportamento na igreja tenho algumas objeções,pois falha em algumas partes, exemlo pedem dinheiro de forma excessiva,tudo bem que pode ser que ele tem muitos gastos pois financia pessoas e missionários como ele mesmo disse, porém o povo não tem culpa, que ele diminua esses gastos, ou encontrem outras para arrecadar, desta forma não atrapalhando o culto de quem vai para realmente adorar a DEUS, uma grande parte do culto hoje em dia nas igrejas são perdidas com essa finalidade, compreendo que os gatos das igrejas são enormes, pois grande parte sustenta missionários no exterior, mas vou votar nele na última eleição não votei em ninguém, para deputado federal, mas dessa vez vou votar nele ou em outra pessoa Crista evangélica, para nos representar, pois se deixar por conta do PT e de deputados como aque Jean Wyllys, estamos pedidos, vai virar esse Brasil de cabeça para baixo, e não é só por conta dele não, muitos outros deputados, imorais e contra a família.

  • ROBERTO

    -

    1/6/2014 às 12:32

    OS ATIVISTAS GAY QUEREM DIREITOS, MAS NÃO RESPEITAM NADA, NEM A SÍ PRÓPRIO. IMPEDIR QUE O PASTOR MARCOS FELICIANO VÁ LUGAR DE CULTO É DEMAIS,ESSAS PESSOAS NÃO TEM SENSO MORAL. ALIÁS HOMOSSEXUALISMO SEMPRE FOI IMORALIDADE, HOJE É OPÇÃO SEXUAL. PODE ATÉ SER, MAS QUERER IMPOR A POPULAÇÃO BRASILEIRA A ESSA PRATICA IMORAL É UMA INJUSTIÇA.

  • Roberto Lima

    -

    30/5/2014 às 13:48

    Não publico comentários contendo acusações sem provas.

  • geroldo zanon

    -

    30/5/2014 às 8:43

    O FELICIANO é contra a DILMA

  • Santana*100

    -

    29/5/2014 às 21:07

    Basta lutar contra esta onda de ************ que assola o Brasil para ser chamado de preconceituoso e os cambaus!
    - Povinho medíocre!

  • max

    -

    29/5/2014 às 15:29

    Interessante ele falar que chutaram seu carro. Aposto que se fosse ao contrario (evangélicos chutando o carro de um gay) amanham estariam fechando igrejas no brasil. mas é claro que isso não se espera de um evangélico. pois sou amigo de muitos e nunca me levantaram a mão, nem mesmo para os que levantaram para eles, eles são um povo pacifico como budistas. concordo plenamente com suas ideias, e se concordar é estar errado, lamento mas não quero estar certo. pois o ********** do dr rey entrou no psc, e já está falando ***** desse cara sem saber de seus problemas.

  • giliard teles ventura

    -

    27/5/2014 às 15:22

    Eu concegui compreender perfeitamente suas ideia e acho que so nao entende quem nao quer ou esta a procura de confuzao estamos em um pais democratico mas que democracia e essa em que nao ce pode espreçar o q ue pensa eu sou obrigado a aceitai o ato homossexual entao nao é democracia.

  • João Sodre

    -

    27/5/2014 às 11:53

    Quando é que algum nome fora da influência dominante de hoje será lançado à Presidência? Feliciano, Bolsonaro, outro… ninguém? Parece estar tudo dominado mesmo.

  • J.B.CRUZ

    -

    25/5/2014 às 12:36

    “”Não julgueis para não ser
    julgado””” JESUS…

    “”Nas AÇÕES e ATITUDES do PRÓXIMO, capitalizar as BOAS e ignorar as MÁS”” J.K….

    E viverás alegre e Feliz !!!!

  • geroldo zanon

    -

    23/5/2014 às 14:35

    O BARSIL do PT esta crescendo mesmo em cada esquina tem uma igreja

  • Jaime Gois (Colônia 13)

    -

    23/5/2014 às 0:02

    Numa coisa ele tem toda a razão: Os gays não têm nada de minoria! São paparicados pela mídia o tempo todo e tratados como coitadinhos, carentes da mão do Estado…

  • pingosnosiiis

    -

    22/5/2014 às 10:47

    Cartão sem senha, não vale…aí o milagre não acontece. E cita a Bíblia?…e…”os vendilhões do templo”? Moral(alheia), pecado, estelionato…política, defesa dos valores…constituição… O Estado não é laico? Mas ok…cada um escolhe as arapucas em que quer cair, ou melhor, alguns escolhem…a maioria é empurrada.

  • Berlatto

    -

    22/5/2014 às 9:02

    Setti, absurdo mesmo é levar a Bíblia ao pé da letra. Aí está o grande erro desses pseudos pastores. Interpretam-na de maneira que lhes convém. Eis o fato.
    É incrível, mas tem gente que crê na Gênese bíblica. O mundo foi criado em sete dias e que nascemos de Adão e Eva. Não entendem que a Bíblia é cheia de alegorias, mitos, figuras de linguagem.
    A realidade é essa: o livro sagrado é justificado pra qualquer coisa. Enquanto isso os espertinhos, usam e abusam da boa fé dos crentes. Arrancar o dízimo e usar o inferno como instrumento de medo são exemplos concretos disso.
    Por favor senhores pastores, se atenham aos ensinamentos do Mestre Maior, Jesus, que veio à Terra para ensinar a lei do amor, sem derrogar as suas leis. O resto é baixa teologia.

  • gilberto

    -

    22/5/2014 às 9:02

    Setti, na minha opinião religião se discute e política tb se discute. Esse cidadão através da sua “igreja” e de seu mandato de deputado, perde tempo mexendo com gay,lésbicas e afins, e ainda mais com um tema perigoso, racismo. Ele tem todo direito de falar o que quiser, mas deve se preparar para ouvir o que não quer, tudo isso faz parte do debate. Não vejo nele diferença de outros pastores ou deputados e, sim se aproveitando de temas polêmicos para se manter nos holofotes da mídia. O mundo tem que aprender a conviver com as diferenças, o mundo precisa de mais amor, o mundo necessita de pessoas que busquem soluções para com seu semelhante, precisamos e devemos viver em harmonia. Não e tarefa fácil lidar com tudo isso. Racismo, obesidade, vaidade, homossexualismo, lesbianismo, religião, política, educação de qualidade,governo e por ai vai, será sempre polêmico, por mais que se busque solução ainda sim e poucos os que tentam fazer, desde os primórdios atem hoje em dia, não chegamos a lugar nenhum, apenas uns apontando o dedo contra o outro. Quem sabe um dia poderemos achar uma solução, se e que ela exista.

    Ps. Setti, em alguma passagem da bíblia diz que Jesus tenha usado alguma moeda? Precisamos praticar mais o amor que Jesus nos deixou. E o mais importante: Quem não tem pecado, atire a primeira pedra.Abraço

  • Fernando

    -

    22/5/2014 às 0:35

    O blog não publica comentários contendo acusações sem provas.

  • danilo

    -

    21/5/2014 às 22:24

    Em muitas redações e televisões os gays são
    maiorias não minorias.

  • Charles A.

    -

    21/5/2014 às 22:22

    Gostei da entrevista. Minha visão sobre o deputado melhorou. Só acho que ele ,às vezes, se atrapalha na hora de responder. Houve duas insinuações,por parte do entrevistador, de homossexualismo reprimido ou seja, tentando fazer com que o deputado se saísse mal nas respostas e se confessasse um gay não assumido. Na 1ª vez ele se saiu bem – “O que o senhor acha da teoria segundo a qual impulsos homossexuais podem desencadear comportamentos agressivos em relação a gays?” Na última, tentou mostrar-se simpático e acabou caindo sutilmente na armadilha.Sendo a última pergunta ele não teria as próximas para se defender ou mudar de postura. Por que perguntar para alguém se faz as sobrancelhas além de fazer progressiva? O entrevistador perguntaria isso a Lulla ou a Jean Willis(ou coisa que o valha?).

  • Eliomar de souza barros

    -

    21/5/2014 às 19:29

    Eliomar comenta: Ele se atrapalhou em relação a maldição de Cam, quem foi amaldiçoado foi canaã filho de Cam, que gerou os cananeus, que foram exterminados, por que se desviaram absurdamente em práticas sexuais ilícitas (pai com filha, sogro com nora, homem com homem, homem com animal, etc, etc,etc.) Tudo bem modernin, do jeito que certas pessoas no mundo querem. O juízo de DEUS desabou sobre os Cananeus, os “modernins” de hoje também não escaparão, DEUS não se deixa escarnecer, o criador e dono de tudo não permitirá que se passe sobre a sua palavra.Sou um homem de meia idade, um cinquentão, nasci numa cidade pequena,conheci bem a geração e os amigos de meu pai, vi praticamente todos eles se mudarem para o cemitério, acredito piamente na imortalidade do Homem, e tenho plena consciência da transitoriedade da vida neste mundo, receberemos nossa posição definitiva na eternidade, de acordo com as nossas ações aqui. O CRIADOR, está formando seus príncipes, reis, autoridades e generais, seus poderosos “filhos” na supercivilização universal e eterna, que está preparando.Segundo a Bíblia essa supercivilização que tem como REI supremo o próprio DEUS, tem um mundo inferior e sombrio reservado para aqueles que odeiam seu SENHOR, lá a presença de DEUS é mínima e consequentemente deserto de todas as coisas maravilhosas que ele nos dá aqui e muito mais no céu.

  • Jandira gomes

    -

    21/5/2014 às 18:45

    Barrabás!

  • Malu

    -

    21/5/2014 às 17:51

    Gostei das respostas do deputado!

  • André Martins de Andrade Jr.

    -

    21/5/2014 às 17:38

    Li os comentários do pastor e os achei muito apropriados e centrados.Os que botam água fora da banheira é que querem ser mais do que são.Eles que vivam discretamente suas vidas e sejam felizes,mas não tentem impingir suas diferenças aos outros.

  • elton

    -

    10/5/2014 às 10:59

    oi pessoal da banda íra é porque eu fiz uma letra de música pra vocês. deve estar bom risos. nome da letra. o sol. eu vou viver tomando um branquinho. e vou seguir o sol no meu barquinho. e adivinho o que você quer comigo. e estou mansinho. querendo seu corpinho. pra mindar prazer quando eu estiver sozinho. pra gente se amar no barquinho. porque eu sou seu namoradinho. e toda vez te peço um selinho. e adoro quando você pergunta: estar bom meu bombomzinho. e eu estou apaixonadinho. e gosto quando você me chama de fofinho. mas por dentro eu me sinto vazio. e quando você chega é como já estivesse saído. e adoro beijar seu beicinho. e quando me enche de carinho. mas você me diz que tem que ser devagarinho. e gosto quando você me fala isso. e também quando me chama de amorzinho. e ficamos no nosso ninho. e acho isso legal benzinho. e quando você me chama de inho eu fico arrepiadinho. e você se amarra quando eu peço mas um pouquinho. e adoro quando você me chama de amiguinho. e quando diz espera aí é rapidinho. porque do chão você é meu pedacinho. e fico em felicidade quando meus filhos me chamam de paisinho. e quando ficam com ciumezinho. porque eu e você ficamos agarradinho. e não quero nunca ficar sozinho. pessoal da banda íra. é o seguinte é porque eu fiz essa letra de música pra vocês. mas esse site estar no seu site. e se por acaso essa mensagem cair em outra caixa de mensagem. que essa pessoa ou pessoas deem o jeito de enviar pra vocês. se for possível. e se acharem legal a letra de música e quiserem gravar. eu ficarei muito feliz. risos.

  • Magda da Saúde

    -

    23/4/2014 às 19:46

    Eu concordo com o deputado Marco Feliciano, os evangélicos não são preconceituosos e sim amam o seu semelhante e prega a palavra de Deus para que o pecador largue o pecado e se aproxime mais de Deus.

  • Nilma Ferreira Leal

    -

    16/4/2014 às 11:06

    Vai fundo deputado Marco Feliciano, estou contigo e não abro.

  • Sandro Ferreira

    -

    10/3/2014 às 22:42

    José Serafim, só uma pergunta, você trabalha? porque estudar não creio que vc o faz, não entende o que lê. Os ativistas agridem e não são tolerantes em nada. Então Marco Feliciano me REPRESENTA.

  • Murilo

    -

    7/3/2014 às 21:34

    Ia escrever uma crítica ao deputado, mas basta reproduzir uma frase dele: “Eu não disse que os africanos são todos amaldiçoados. Até porque o continente africano é grande demais. Não tem só negros. A África do Sul tem brancos.”

  • George Espinola

    -

    17/10/2013 às 13:02

    Não publico seu comentário porque ele parte de uma premissa tão absurda que nem merece registro: você NÃO LEU o post! Você atribui a mim, e neste sentido comenta, uma entrevista que eu apenas republiquei, mas que foi feita por outro jornalista para a edição impressa de VEJA, algo que deixei claríssimo logo no começo do texto.
    Então, você não pode ser levado a sério.

  • Jose Serafim Barbosa Reis

    -

    28/9/2013 às 3:20

    Padres, pastores e políticos corruptos devem ir todos para o céu, pois na terra não há espaço para escravizadores.
    I Samuel 8:17 Tomará o dízimo servireis de escravos.
    II Pedro 2 :19 prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção;

  • Jose Serafim Barbosa Reis

    -

    28/9/2013 às 3:13

    Jesus veio ao mundo para salvar os malfeitores os pecadores os rebeldes os enganadores as corjas.
    (Mateus 9:13, Lucas 19:10) Pastor Marcos Feliciano e Cia suas horas estão chegando,também os padres serão salvos,pois são filósofos e historiadores mas ocultaram a verdade para manter tolos na fé.

  • Jose Serafim Barbosa Reis

    -

    28/9/2013 às 2:59

    O povo esta sendo escravizado:
    Gênesis 15:13 disse o Senhor a Abrão: Sabe com certeza tua descendência será reduzida à escravidão,
    Gálatas 3 : 29 E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa .
    I Samuel 8:17 Tomará o dízimo servireis de escravos.
    Amós 4:4 e de três em três dias os vossos dízimos.
    I Corintios 7:23 façais escravos de homens.
    II Pedro 2 :19 prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção;
    I Corintios 15:15 E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não são ressuscitados.

  • Jose Serafim Barbosa Reis

    -

    28/9/2013 às 2:55

    Gálatas 3 : 7 Sabei, pois, que os que são da fé, esses são filhos de Abraão.
    Gálatas 3 :16 Ora, a Abraão e a seu descendente foram feitas as promessas; E a teu descendente, que é Cristo.
    Gálatas 3 : 29 E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa .
    Gênesis 15:13 disse o Senhor a Abrão: Sabe com certeza tua descendência será reduzida à escravidão,
    I Samuel 8:17 Tomará o dízimo servireis de escravos.
    Amós 4:4 e de três em três dias os vossos dízimos.
    I Corintios 7:23 façais escravos de homens.
    II Pedro 2 :19 prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção;
    I Corintios 15:18 os que dormiram em Cristo estão perdidos.

  • M

    -

    19/9/2013 às 11:51

    OIN TI BUNITINHO… Nem precisou ensaiar muito pra falar o que alguns queriam ouvir né!! Mas em fim, ñ se pode criticar, pq qualquer coisa q se va contra o q ele pensa já se vai preso ñ é mesmo (liberdade de expressão = 0)!
    Ñ votei nele, ñ m representa e pela GRAÇA DO SR um dia a mascara cai!

  • Suzane

    -

    2/9/2013 às 18:20

    Marcos Feliciano vc me representa!

  • wal

    -

    29/8/2013 às 13:10

    Não gostava do Feliciano, mas depois q vi o q realmente e sta acontecendo neste País por causa dos ATIVISTAS FUNDAMENTALISTAS gays, mudei de lado, hoje faço as pessoas entenderem q vivemos em uma ditadura GAY, qualquer dia, se um gay dizer q o sol é azul e vc discordar sera preso…quem viver verá.

  • GRAÇA SANTOS BARROS

    -

    6/7/2013 às 23:31

    Cara Graça, as normas para publicação de comentários no blog não admitem textos inteiramente escritos em maiúsculas, como venho explicando incansavelmente aos leitores. As regras têm chamada na home page para você consultá-las.
    Conto com sua cooperação da próxima vez.
    Obrigado.

  • Jose Serafim Barbosa Reis

    -

    26/6/2013 às 15:04

    Para acabar com a corrupção, melhorar saúde e educação só existe uma saída que é colocar “deus” em xeque.
    A bíblia é uma obra da ditadura romana usada pelos reis para escravizar negros e as demais raças em servidão, logo padres e pastores são traidores do povo e estão a serviços dos reinos europeus.
    Atos 19:36 Ora, visto que estas coisas não podem ser contestadas, convém que vos aquieteis e nada façais precipitadamente.

  • devanir

    -

    23/6/2013 às 20:55

    enriquecer nas custas de pobres fiéis é pecado…
    qual a obra social que tem em seu nome….ou da sua igreja…aqui em orlândia tem até que paga pra fazer cursinho biblicos pelo menos qdo minha filha ia pagava

  • vado nardelli

    -

    8/6/2013 às 0:37

    pra mim essa comissão dos direitos humanos nunca existiu, o marco Feliciano tem todo o meu apoio em ver essa comissão com outros olhos, nunca vi antes ninguém ir defender os mendigos de ruas que são queimados vivos, os índios que perderam suas terras e a cultura de seu povo, os presidiários que já cumpriram suas penas e estão ainda lá etc, etc etc
    agora vem um bando de ativista querer mandar nessa comissão? democracia existe para isso ele foi eleito e não colocado a força então que cumpra o seu mandato e pronto.

  • Raquel

    -

    6/6/2013 às 11:41

    Não gosto dessa discursão entre a qual sexualidade deve ser seguia. Também acredito nas palavras a bíblia o que o MARCO disse acredito que e aquilo que a maioria quer falar . Tratar a pessoa homossexual com diferença a verdade e uma forma grotesca de preconceituosa. Eu tenho parente e amigos que são homossexuais e cabe a eles correr atrás do que e melhor para eles, defendo a liberdade, mas também defendo a minha liberdade eu tenho estudo bíblico que existe um HOMEM E UMA MULHER. Deus pai, Jesus seu filho e Maria Mãe. E um egoísmo tremendo terminar com uma teoria que se insinua na pratica. Se essa e uma forma preconceituosa como vou ensinar para os meus FUTUROS filhos o que é na verdade FAMILIA. O que e Certo e o que e errado. Expor esse assunto da forma que esta fica cada dia mas difícil e assustador se ter um filho. Em praça publica EU respeito quem esta em minha volta. Isso não está acontecendo na maioria desses casos de homossexual. Não precisa de esconder demonstração de carinho, e lindo de se ver, mas formas abusivas não. Minha opinião.

  • Maria Dias

    -

    24/5/2013 às 15:45

    Existem famílias modernas: mães solterias, pais separados ¨família monoparental¨, casais que optaram por não ter filhos, filhos de inseminação ou in vitro, um gay não vai deixar de ser homem, terá sêmen, uma mulhes lésbica não vai deixar de ovular! podem procriar! adotam! Não há pesquisas que dizem que crianças destes relacionamentos não terão amor, não serão educadas corretamente! As crianças hoje em dia são mais espertas que antigamente! mundo não irá acabar! Sobra mais pêra para que não gosta! Pessoas seguras com sua opção sexual não se importa com que duas pessoas, maiores, capazes de direito, com vontade mútua fazem entre quatro paredes!As leis devem ser feitas para a sociedade e não a sociedade para as leis! Falta amor ao próximo! Deus é amor! Ser gay não pega, o que pega é o ódio, a intolerância, a violência! Respeite! Não concorda, não case com um gay!Na Constuição diz sim, casamento homem e mulher, porque senão as pessoas iriam casar com o bicho, com o poste! Cidadão que paga seus impostos, constitui bens com seu parceiro, nada mais justo que ter os mesmos direitos civis! Se depende-se o evangelho, ainda teríamos a escravidão. Atire a primeira pedra quem nunca pecou! Se é pecado a prática homossexual! Então, existe o livre arbítrio, se eles pecam! Eles pecam! As pessoas tem que buscar o Deus por contra própria! Existem tantas religiões! E acredito que as pessoas deveriam ter fé! Também não faz lógica associar gau com pedofilia e outros crimes..aponte as pesquisas que possui alguma relação! E em relação a AIDS, quem disse que gay é o fator de risto? hoje em dia, ¨pais de família¨, idosos! pesquisem! Todos podemos se proteger, há várias formas de se proteger! As pessoas estão muito rancorosas, sem paciência e sensíveis! hoje em dia tudo é bulling! Paz gente!

  • Edcrizzz

    -

    24/5/2013 às 13:57

    Acho que Uma só vez não é o suficiente!!! Assistam este vídeo DUAS VEZES http://youtu.be/YarCKpbI46c Se depós que você assistir DUAS VEZES este vídeo e ainda for a favor deste “pastor”. Eu dúvido

1 Trackback

  • Theodomiro
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados