Blogs e Colunistas

28/07/2011

às 19:57 \ Política & Cia

ENQUETE: você é favoravel à união estável entre pessoas do mesmo sexo?

No dia 5 de maio deste ano, o Superior Tribunal Federal (STF) aprovou, por unanimidade, o reconhecimento da união estável para casais do mesmo sexo e, antes mesmo que esse avanço nas liberdades individuais completasse três meses, uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência revela que mais da metade dos brasileiros (55%) são contrários à decisão.

O estudo mostra que a rejeição é maior entre homens, pessoas de credo evangélico e pessoas com baixa escolaridade. O Norte, o Centro-Oeste e o Nordeste se destacam como as regiões do País com mais resistência às questões que envolvem o assunto. Já as mulheres, os mais jovens, os mais escolarizados e as classes de renda mais elevada são mais receptivos à medida.

Diante disso, queremos saber: você, amigo do blog, é a favor da união estável entre pessoas do mesmo sexo?

Vote no local apropriado, à direita desta coluna.

Se quiser, comente aqui.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

72 Comentários

  1. Flavio Santos Nunes

    -

    11/04/2013 às 16:29

    O preconceito eh maior mal do Brasil,junto com a inguinorancia do nosso povo.Todos deveria ter seus direia ter direitos iguais e oportunidades,,por exemplo:vc ver como eh visto a Educaçao em nosso pai,e o que fazemos para mudar essa situaçao?estes caso homossesuais,que eh uma causa de menoria vejo longe de ser visto como as lutas das mulheres por direitos iguais.J

  2. Jair

    -

    12/10/2012 às 18:57

    Resumindo… A intolerância e o preconceito em relação à homofobia e às adversidades estão ligados única e exclusivamente a ignorância e ao fanatismo religioso. Esse é um assunto que só diz respeito a quem o vivencia, buscando ser feliz com a sua natureza. Os demais que tentem fazer o mesmo discernindo de suas tendencias e limitações trabalhando o seu dia a dia para se tornar uma pessoa melhor ao invés de ficar se preocupando com os problemas alheios que não lhe diz respeito.

  3. CARLA

    -

    23/04/2012 às 14:07

    NÃO CONCORDO IMAGINA UM MUNDO COM 2 PESSOAS DO MESMO SEXO O MUNDO NÃO EXISTIRIA SIMPLISMENTE ,ENTÃO PRA QUE DEUS FEZ UM HOMEM E UMA MULHER????

  4. MARCELO BUMBEL

    -

    19/08/2011 às 9:43

    Dos lados de cima do país, crente e de baixa escolaridade. Preciso dizer mais?

  5. MARCELO BUMBEL

    -

    19/08/2011 às 9:36

    Sobre o comentário do Ailton:
    “Se fosse para ter gay, Deus faria ADÃO e IVO”
    Não é um Deus quem faz homossexuais, mas a Natureza o faz, não só entre os seres humanos, mas entre os animais também. Então se a Natureza o faz, é natural. E deve ser respeitado, já que, além disso, não é alguma coisa que a pessoa escolhe, mas que nasce com.

  6. Diocleciano

    -

    31/07/2011 às 17:43

    Eu sou totalmente favorável à união civil entre pessoas do mesmo sexo. Se elas querem, quem tem o direito de lhes impedir???
    Quanto ao casamento no religioso aí vai da religião de cada um. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Não se pode confundir casamento religioso com união civil através da justiça.
    Dois indivíduos adultos têm, em qualquer país civilizado do mundo, direito de firmarem contrato perante a justiça de união estável em que há compartilhamento de seus bens.

  7. Ailton

    -

    30/07/2011 às 21:34

    Se fosse para ter gay, Deus faria ADÃO e IVO”

    (Frase em um parachoque de caminhão).

  8. Junior

    -

    29/07/2011 às 21:24

    Sou contra!
    Mas respeito a liberdade do outro de ser o que bem quiser, mas nem por isso sou obrigado a gostar.Faço ainda uma observação que acredito ser importante: com a saída de vários homoafetivos do armário e varias leis que nos tentam impor, também estar fazendo com que vários ditos homofobicos também saiam do armário.E isso é bom???

  9. Ailton

    -

    29/07/2011 às 20:43

    Sou contra,
    A palavra casal denomina, a formaçãoo de um macho e uma femea, macho com macho e femea com femea, formam duplas.
    Longo, vão começar a prender juizes, padre e pastores por não aceitar atropelar as suas convicções pessoais e morais.

  10. Vassoler M

    -

    29/07/2011 às 18:51

    Saudações, Ricardo. Estudante do ENSINO MÉDIO de uma escola particular da cidade de São Paulo que sou, procuro, de forma bem imparcial, ler e ouvir opiniões de diversas pessoas e instituições antes de “bater o martelo”. Tenho horror a limitações. Pessoas limitadas, na verdade. HORROR! Acredito na flexibilidade – não permissividade. Mas isso não vem ao caso. Outro dia, na busca incessante pelo saber – na internet – cheguei a conclusão – não sei se ignorante ou radical – de que não há necessidade para tanto alarde. Ou há? Quero dizer, por que? Tento absorver todo tipo de informação para não estagnar, emburrecer, mas eu não consigo entender por que tanto ‘drama’? O Estado não é laico? As pessoas não tem direito de liberdade de expressão? Não vejo problemas, ainda que procure outros pontos de vistas. Não vejo motivo para tanta contrariedade! Sério! Se um ser humano quer manter relações homoafetivas com outro ser humano, por que ele não pode fazer isso sem que as pessoas o julgue ou agrida? Cada um faz o que quer da vida, meus caros. Sejamos mais humanos! Menos racionais! Menos preconceituosos! Parece-me, as vezes, que a sociedade tem medo! Isso é preocupante! Lamentável!

    Obrigada pela oportunidade de me manifestar. Congratulações pela coluna e forte abraço, Ricardo

    VASSOLER, M.

  11. Cidadao X

    -

    29/07/2011 às 16:41

    Esse assunto está enchendo o saco. Parece que no Brasil não existem problemas mais serios. Quem quer dar a *** que dê sem pra isso bater lata na praça.

  12. Eduardo Figueiredo

    -

    29/07/2011 às 15:04

    Algumas pessoas confundem as coisas:
    Poligamia é a união estável com mais de uma pessoa e com o aval de todas as envolvidas.
    Engloba todas as responsabilidades de um casamento monogâmico,tais como sustento e bem estar entre os cônjuges.

    Irrelevante ser monogâmico ou poligâmico,ter relacionamento fora é considerado adultério e isto é crime por ferir a confiança e o respeito de uma ou mais pessoas.

    Dentro desta ótica em que poligamia é uma coisa e adultério é outra completamente diferente,sim poligamia deveria ser liberada também.
    Pelo os mesmos motivos que um casamento hétero e monogâmico é liberado.

    Eles pagam os mesmos impostos e devem cumprir as mesmas leis que todo mundo.

    Quanto à pena de morte,uma grande parte da população quer a pena de morte,como um desabafo aos problemas de violência que temos.
    Como uma solução rápida.
    Mas todos sabem que em um país com a quantidade de casos de corrupção e favorecimento ocorrem aqui.
    Acho que por não termo um país preparado para este tipo de pena é que não foi aprovado uma lei assim.

  13. Eduardo Figueiredo

    -

    29/07/2011 às 14:47

    Boa tarde a todos.
    antes de mais nada há de se observar que a questão levantada é:
    Deve se colocar na constituição o direito de pessoas do mesmo sexo se casarem perante a lei?
    Em nenhum momento é levantada a questão da religião.
    O que Deus quer ou não,não vem ao caso.

    Então vamos a uma observação e direitos e deveres do cidadão:
    Se um casal hétero paga impostos e deve cumprir as leis,garantindo seu direito de ter uma relação estável com aval da lei,por que não um casal homossexual?

    Se o dinheiro de um homossexual é tão bom quanto o de um hétero para pagar impostos.
    Se ele é tão obrigado quanto um hétero para cumprir as leis,ele tem tanto direito de se casar no civil quanto todo mundo.

    E é sobre isto a pergunta da enquete.

    Após observado isto,digo sim ao casamento homossexual no civil,mas sou contrário aos homossexuais que acham que tem o direito de casar na igreja.

    O casamento na igreja (irrelevante a religião) de duas pessoas do mesmo sexo é condenado em algumas religiões e se não gostou desta lei,procure uma religião que aceite a sua sexualidade.

  14. chagas

    -

    29/07/2011 às 14:21

    A intolerância é com a PL.l22, acredita-se que ao tentar enfiar guela abaixo essa lei, fez surgir pessoas que de certa forma estava aceitando e conviviam bem, ao criar privilégio a reação foi imediata.

  15. Ismael

    -

    29/07/2011 às 13:40

    A condução moral de umpaís não pode se pautar por enquetes. Caso fossemos admitir sempre a opinião da maioria como regra, aí teríamos de legalizar a pena de morte, por exemplo. Agora algo que me encafifa é por que o STF não manda reconhecer as uniões poligâmicas. Todos sabemos que há muita gente com duas, ou mais, mulheres. O finado vice presidente morreu sem reconhecer um filho. Já FHC, como muita dignidade, reconheceu um filho fora do casamento. Não é algo comum? tão comum, ou mais comum, como filosofaria Wood Allen, do que a união do mesmo sexo?

  16. Fernando

    -

    29/07/2011 às 12:17

    O povo tá achando o quê..que se liberar o casamento civil as pessoas serão gays’ Existirão mais do quê existe hj? É isso?

    Pq as pessoas que são contra dizem ser, pq homem com homem não podem procriar, e mulher com mulher idem.

    Se sou gay, vou deixar de ser, pq o casamento gay não foi liberado? Vou terminar com meu namorado por isso? Assim sendo, o casamento gay hj não é aprovado no Brasil ainda, e mesmo assim o que mais temos por aí é gente se assumindo mais e mais.

    O fato da casamenti cívil ser aprovado serve para um único motivo: direitos iguais. Eu passo minha vida inteira ao lado de uma pessoa, onde moramos, vivemos, construímos uma vida..e quando morro ele não tem direito a nada? Terá, talvez, um dia, caso entre na justiça batalhe por anos e encontre um juiz não homofóbico pela frente, e até então meu rico dinheiro ficará para minha família que me colocou para fora de casa, me bateu e não me aceitou qndo eu era gay, mas que aceitaria e até BRIGARIA pela grana do falecido.

    O fato de gays existirem em nada afeta a continuação da espécie, até pq héteros continuaram existir. Héteros esses que tem filhos cada vez mais cedo, sem cuidado e jogam por aí nas lixeiras e rios desse Brasil.

  17. amanda

    -

    29/07/2011 às 12:17

    por que poligamia é crime? se casmento gay pode, então deve ser tudo liberado, o homem pode também ter várias esposas e vice-versa.

  18. Rodrigo Moura

    -

    29/07/2011 às 12:13

    Como é engraçada essa situação de ter que se discutir o direito de um cidadão com que sexo ele deve se relacionar e se a sociedade apóia ou nao. Isso tem que ser direito de cada um para decidir sua vida. Enquanto o ser humano nao se der conta que temos que lutar em coletivo contra a desigualdade, o roubo, o assalto, os altos impostos.. Nao vamos chegar a lugar nenhum.
    Sou totalmente a favor, todo adulto tem o direito de fazer o que ele bem quiser. Onde esta o direito ao livre arbítrio??
    Isso nao é doença para ser tratada, isso nao é problema para ser resolvido. É simplesmente uma questão pessoal que deve ser respeitada.

  19. Sidmar Guimaraes

    -

    29/07/2011 às 11:57

    Em verdade tal pergunta nem deveria ser feita, como
    pagadores de impostos como qualquer pessoa os homoafetivos têm que ter os mesmos direitos assegurados aos heteros; pensar o contrário não
    passa de pura discriminação, afinal, a não ser pelo
    preconceito, o que vai afetar em minha vida a união
    de duas pessoas do mesmo sexo?
    O duro é ler aqui argumentos contrários baseados
    unicamente em baboseiras religiosas primitivas, contraditórias e segregacionistas contidas naquele
    manual de maus costumes chamado bíblia.
    Não é àtoa que países com alto idh que já adotam essa lei, são laicos cujo povo tem pouco apreço à religião.
    Bom mesmo é aqui, lugar de gente ignorante manipulável, alienada, preconceituosa, que se preocupa imensamente com a vida alheia e simplesmente não dá a mínima se um político descaradamente lhe rouba o dinheiro à luz do dia.
    Não é de se espantar que elegeram um indivíduo
    semianalfabeto espertalhão e desonesto para conduzir o país, hoje vemos o resultado.

  20. Ednaldo

    -

    29/07/2011 às 11:03

    Eu sou extremamente contra,mas porem respeito as diferenças ,e tambem sou contra a violencia aos homossesuais .Porem os homossesuais e o STF querem que a sociedade ingula essa ideia ,e isso eu acho uma hipocrisia da parte dos Ministros .Sera que gilmar mendes ira aceitar se seu filho chegasse em casa com um namorado ????? .

  21. Tuco

    -

    29/07/2011 às 10:55

    .

    Se eu responder SIM, estarei descumprindo
    a Constituição. Dessa forma, deixo aos
    ínclitos ministros do STF a aberração de
    sapatear sobre a Lei Maior.
    Altere-se a Lei, se necessário, e poderemos
    continuar a conviver na legalidade.

    .

  22. Lorena

    -

    29/07/2011 às 10:43

    Primeiro de tudo não cabe a ninguem julga o q se passa entre duas pessoas do mesmo sexo ou não. Sou a favor, afinal de contas, são cidadãos certo? então tem direitos como qlqr pessoa, é inaceitavel numa sociedade como a nossa acontecer o q andamos vendo, ate pai e filho apanhanado pela rua pq pessoas com pensamentos retrogrados acharam e eram gays, quer dizer, q se eu for andar de mãos dadas com a minha mãe eu corro risco de apanhar ou coisa pior?
    Completando, pelos outros comentários q li aqui, percebi q alguns q são contra se sentiram emcomodados com os fatores religião, escolaridade e região onde moram, uma pena isso.
    Espero uma mudança na conscientização brasileira, estamos bem atrasados e não só com relação ao assunto abordado. E concordo msm com alguns qndo dizem q as atenções deveriam se direcionar a outros assuntos, mas isso nossos representantes eleitos e outros deveriam fazer, o q infelizmente não tem sido feito.

  23. Santos

    -

    29/07/2011 às 10:39

    Primeiro de tudo não cabe a ninguem julga o q se passa entre duas pessoas do mesmo sexo ou não. Sou a favor, afinal de contas, são cidadãos certo? então tem direitos como qlqr pessoa, é inaceitavel numa sociedade como a nossa acontecer o q andamos vendo, ate pai e filho apanhanado pela rua pq pessoas com pensamentos retrogrados acharam e eram gays, quer dizer, q se eu for andar de mãos dadas com a minha mãe eu corro risco de apanhar ou coisa pior?
    Completando, pelos outros comentários q li aqui, percebi q alguns q são contra se sentiram emcomodados com os fatores religião, escolaridade e região onde moram, uma pena isso.
    Espero uma mudança na conscientização brasileira, estamos bem atrasados e não só com relação ao assunto abordado. E concordo msm com alguns qndo dizem q as atenções deveriam se direcionar a outros assuntos, mas isso nossos representantes eleitos e outros deveriam fazer, o q infelizmente não tem sido feito.

  24. walmir nascimento

    -

    29/07/2011 às 10:38

    Caro Walmir, nosso blog é tolerante em relação a todo tipo de críticas, mas não dá, em hipótese alguma, para publicar um comentário com tantos palavrões. Isso contraria as normas do blog.
    Se você não as conhece, por favor veja o link
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/amigos-depois-de-mais-de-8-meses-de-blog-e-40-mil-comentarios-nao-havera-mais-asteriscos-comentarios-com-linguagem-inconveniente-serao-deletados-vejam-minhas-razoes-e-as-regras-para-comentarios/

  25. Bruno Carrara

    -

    29/07/2011 às 10:34

    Como não acredito no papai Noel, também não sou inocente de acreditar em Adão é Eva. Pois bem, Se em países ricos isso ja é possível, pq aqui não seria? So um país como o Brasil, alguns muitos ignorantes ainda discute isso. Deus ama todos, independente de cor, credo, religião e opção sexual. Tanto é que na própria natureza há animais gays. Portanto, não é opção e sim uma condição! Porque os héteros não vão cuidar das suas vidinhas hipócritas ao invés de querer impor o certo e errado aos homossexuais! Poxa, vão estudar, adquirir cultura, pois percebe-se onde há preconceito, há ignorantes.

  26. Carlos Alberto

    -

    29/07/2011 às 10:15

    Sou contra. Creio que temos outros assuntos mais importantes e que envolvam o bem comum, que deveriam ser discutidos nas ruas e nos cafezinhos. Como distribuição de renda, saúde, impostos, segurança …

  27. prwalterleal

    -

    29/07/2011 às 10:15

    - Não há como serm contrário. Se já vivem sob regime de união estável… o que fazer doravatne.
    - No que diz respeito às questões legais, sociais para igualdade de todos os cidadãos, sou a favor, todavia, por convicção religiosa, apto a instruir quanto ao pecado deliberado.

  28. Luís Tadeu

    -

    29/07/2011 às 10:09

    Olá Ricardo.Obrigado por abrir teu espaço para nossa opiniões.
    Sou cristão,sou contra as práticas homossexuais (que são pecaminosas.Conferir: Levitico 18.22 e 20.13,I Corintios 6.9,10) e contra reconhecimento de sua união estável.Quero deixar bem claro que respeito o ser humano e sou totalmente contra a qualquer tipo agressão ou discriminação ao mesmo,incluso homofobia.Mas não posso concordar com nada que fere os principios de DEUS,o que inclui os princípios morais,familiares e constitucionais.União conjugal,por natureza divina,universal e,consequentemente Constitucional,somente HOMEM E MULHER(Gênesis 1:27).Nossa Constituição reconhece essa verdade(não entendo a decisão do STF).Se algum homossexual quiser viver ou casar com outro,que faça até onde a Lei permite.Simples!
    O Estado JAMAIS deve dar amparo constitucional para aquilo que é errado por Lei.
    Homossexuais merecem todo o respeito,pois são seres humanos,cidadãos e pagam impostos,assim como qualquer hetero.Portanto,os mesmos não devem ser privilegiados acima dos demais cidadãos.Quem quiser viver desobedecendo a Lei Divina e a Lei do Estado,que viva.É tanto uma escolha como problema da pessoa.Mas não queira mudar a Lei ou deturpar principios e verdades absolutas para amparo de seus erros e pecados perante DEUS e a sociedade.

  29. Mari Labbate

    -

    29/07/2011 às 9:18

    Sou uma mulher de sessenta anos, educadora de nível universitário e pesquisadora de Metafísica. Sou contrária à união homossexual, pois eles não formam um casal, não podem procriar. Como a Evolução da Humanidade DEPENDE desse processo reprodutivo, esse tipo de união torna-se inoperante: não existe a formação de uma família. Mas os irmãos homossexuais devem ser respeitados e amados. Essa condição, na Natureza, tem como objetivo propiciar o desenvolvimento do Amor Fraternal, para depois conquistarem o Amor de Casal. O STF agiu autoritariamente, por não ter consultado a Sociedade em tema tão profundo.

  30. Paulo Bento Bandarra

    -

    29/07/2011 às 8:53

    Uma mentira repetida mil vezes acaba se tornando verdade. Ou água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. No entanto, amor e fidelidade não se compram com papéis. É um completo “nonsense”!

  31. José Geraldo Coelho

    -

    29/07/2011 às 1:29

    Sou ateu e sou contra o casamento gay como releção oficial, como família.
    Minha religião é a lei. A constituição.
    Se homosexuais querem viver juntos que vivam mas não como família.
    Se quizerem direitos que seja feito através de contratos de assossiação civil.
    Se quiserem casamento que o façam onde as leis permitem e vivam por lá.
    Condeno com veemencia a homofobia e a heterofobia.
    Rejeito sobretudo o gay debochado, irreverente e gaiato.
    Convivo, e bem, com homosexuais sóbrios e discretos, e que me respeitam como homem, chefe de família para qual também exijo respeito.
    Abomino agreções fisicas e morais à gays.

  32. Abigail Abravanel

    -

    29/07/2011 às 0:25

    Vou deixar aqui um comentário que li no Twitter e que resume minha opinião sobre essas enquetes e pesquisas. “Sabe quem tem que dizer sim ou não à união homoafetiva? Gays que forem pedidos em casamento. Ou heteros me consultam antes de casar?”

  33. Fernado

    -

    28/07/2011 às 23:48

    Pq os do contra são sempre baseados em princípios criados pela Igreja? Acreditar em Adão e Eva é o mesmo que acreditar em Papai Noel. Isso não existe, nunca existiu..é uma metáfora e as pessoas levam como algo marcado na história da criação do planeta.

    E quem disse que Deus é contra gays? Seu padre, bispo, o livro escrito por eles? Adão, Eva? Ou Deus em pessoa…ao pé do seu ouvido?

    Me poupem, o Estado é laico, nem tempo perdendo com isso deveríamos perder. O que hétero vai ganhar ou perder com o casamento civil do seu vizinho gay?

    Países com mais leitura, com mais educação, mais dinheiro, e mais respeito são a favor disso e a lei já existe ha muito tempo, mas o Brasil prefere sempre ficar no limbo, baseado nessa maioria ignorante, pobre, que vota errado, é hipócrita e julga os outros sem olhar para sua própria vida.

    País bacana onde os jovens querem é estudar até a quarta série para ser jogador de futebol, onde o o país inteiro pára para torcer e ver dezenas de analfabetos(com exceções)jogando e pouco querem saber dos brasucas que estão fora do país nos representado em competições de informática, de matemática etc etc.

    Não me surpreende que as pessoas que são a favor são mais letradas e com um poder aquisitivo maior.

  34. Reynaldo-BH

    -

    28/07/2011 às 23:44

    Setti, mais um OFF TOPIC!
    MAS SENSACIONAL! Acompanho o jornalista Geneton, que sempre me pareceu excelente como entrevistador e como ser humano! Sem o dito “perfil televisivo”, como ele mesmo reconhece, supre isto com uma inteligência aguda e o preparo de um verdadeiro JORNALISTA, mesmo que ele negue ser.
    Segue p link: Todo blog no BRASIL deveria reproduzir, sem querer pautar o amigo! Mas, é histórico! Abraços!
    http://g1.globo.com/platb/geneton/

  35. Elker

    -

    28/07/2011 às 23:38

    Se vc nao quer casa com alguem do mesmo sexo ou acredita que deus não quer, então NÃO CASE! Mas é muito absurdo proibir duas pessoas que não compartilham de suas crenças a segui-las não? Ninguém tá pedindo para casar na sua igreja ou seita, sei lá. O lei tem que ser LAICA! Deixe deus fora disso que segundo vocês todos vão prestar contas com ele depois mesmo! NÃO PEQUEM, PARE DE JULGAR OS OUTROS, HIPÓCRITAS!

  36. Rogério

    -

    28/07/2011 às 23:29

    Já esta liberado e o que a lei determina é o que devemos aceitar. Não se pode pensar com cabeça de 100 anos atrás. Fazer vistas grossas é pior do que lidar com a situação que é muito delicada e exigira muito tempo pra ser aceita ou ao menos respeitada por todos. Uns falam de Deus… Onde ele errou então ao permitir a homosexualidade, caso ele esteja insatisfeito também pode deixar seu post aqui..

  37. Francisco das Chagas Gonçalves Neto

    -

    28/07/2011 às 23:23

    SE ELES PREFEREM VIVER DESSA FAVOR NINGUÉM PODE SE OPOR. ESTÁ NA HORA DE NOS ADAPTARMOS A ESSA NOVA FASE DE LIBERDADE SEXUAL.

  38. Katia

    -

    28/07/2011 às 22:57

    A favor. Cada um decide o que é melhor pra sua vida e ninguem tem nada a ver com isso!

  39. Hélio

    -

    28/07/2011 às 22:28

    Sou a favor, acho q as pessoas tem o direito de serem felizes, independente de sua orientação sexual.

  40. José Geraldo Coelho

    -

    28/07/2011 às 22:21

    Claro que não.
    A Constituição Brasileira diz que o casamento (união estável) acontece entre homem e mulher.
    Como meu contrato de cidadania (registro civil) é com a República Federativa do Brasil, é a sua Contituição que devo respeitar.
    É preciso resaltar que a nossa Constituição foi redigida e aprovada por Constituintes eleitos por nós.
    Já o STF não foi eleito por nós e não é instrumento de revisão da nossa Constituição. Quem pode mudar nossa Constituição é o Congresso Nacional.
    Cumpri, cumpro e cumprirei todas as exigências constitucionais e espero que meu país cumpra o que a Constituição me promete em seu texto. Senão haverá uma quebra de contrato e eu não poderei mais confiar no meu país.

  41. LEOLEONELO

    -

    28/07/2011 às 22:08

    ´PELA EMQUETE AMIGO SETTI A PESQUIZA PUBLICADA HJ SOBRE ESTE TEMA…ESTA FURADA…OU ESTOU ENGANADO???

    Nem sempre a opinião dos leitores do blog coincidem com a opinião apurada em pesquisas nacionais, caro Leoleonelo.
    Um abraço

  42. val

    -

    28/07/2011 às 22:02

    claro que sou contra!! se fosse da vontade de “DEUS” homem engravidava homem e mulher faria filho em mulher!

  43. Ricardo Brandão

    -

    28/07/2011 às 21:56

    Contra – Dois homens e duas mulheres, não pedem procriar e vai de encontro a lei da natureza que é a procriação a formação de família, isto até os animais irracionais sabem disso. Em tudo existe o macho e a fêmea

  44. LUG

    -

    28/07/2011 às 21:48

    A favor da união estável, mas sem filhos, porque estes não teriam uma identificação estável ( homem, mulher, pai, mãe) em sua formação. Creio que isso poderia prejudicar o psiquismo infantil, que na minha opinião precisa de modelos masculino e feminino claramente definidos em seus papeis de homem ou mulher, para a segurança psicológica da criança.

  45. janderson veras

    -

    28/07/2011 às 21:46

    assunto*

  46. janderson veras

    -

    28/07/2011 às 21:42

    esta enquente vai favorecer em SIM por votação maior , mas a minha opnião cada um sabe o que é certo e errado. um dia vao pagar por isso, nao tenho direito de interferir nesse asuunto onde o próprio irá se prejudicar, entao se um homem ta afim de outro homem, eu acho é bom, pois sobra mais mulheres para mim ;)

  47. Roseana AbenAthar Kipman

    -

    28/07/2011 às 21:35

    Certamente que sou a favor da união entre pessoas do mesmo sexo. Qual é a outra hipótese? Deixá-los assim como estão? Sem proteção? Ou quem sabe matá-los?

    Quem serão os próximos na linha? Você? Eu?

    Para aqueles que tanto falam em D-s… não foi ELE quem tudo criou? Nãp é DELE pois o consentimento da existência? Quem O contesta?

    Lei é coisa de humanos. Desta vez acertamos. Por que a polêmica? Medo? Se não houvesse corajosos entre nós, ainda estaríamos nos galhos das árvores.

    Viva a liberdade de ser aquilo que queremos.

    Concordo absolutamente com você, Roseana.
    Abraços

  48. fernanda

    -

    28/07/2011 às 21:27

    Claro que sim, e também podiam aproveitar e legalizar o consumo de maconha, continuar criando leis que aumente salários de políticos e diminuem o do trabalhador, entre outras coisas. Enfim, como diz em uma música: o mundo está ao CONTRÁRIO e ninguém reparou.

  49. Alttmar

    -

    28/07/2011 às 21:20

    Claro que não, essa Uniao vai contra todo principio deDeus e Da Família.

  50. Thays Ricci

    -

    28/07/2011 às 21:18

    Sou a favor porque realmente acredito que essa medida só vai ajudar a evitar problemas judiciais que aconteciam, como uma pessoa que convive com outra há vários anos e não tem direito a nada mesmo tendo uma vida ao lado do outro, independente do sexo. Tem gente que acha que a lei vai contribuir para que aumente os casos de homossexualismo. Isso é um completo absurdo, tendo ou não lei, se uma pessoa gosta do mesmo sexo, além de não ser da conta de ninguém ela não vai precisar de lei alguma para assumir isso.

  51. Alttmar

    -

    28/07/2011 às 21:18

    claro q não. Vai contra tudo q Deus Criou.

  52. ANA LUCIA

    -

    28/07/2011 às 21:14

    CLARO QUE NÃO DEUS NÃO CRIOU HOMEM PRA FICAR COM HOMEM E NEM MULHER PARA FICAR COM MULHER E SIM CRIOU HOME PARA A MULHER E ESSA UNIÃO FOI ABENÇOADA POR ELE

  53. daniel

    -

    28/07/2011 às 21:09

    vamos parar com esta história de a favor ou contra?
    é um direito conquistado e pronto.
    é pra proteger as chamadas minorias,porque é bom relembrar que o nazismo era apoiado pela maioria e nem sempre o que é certo ou justo pra uma pessoa é bom pra outra.é um direito individual e ébom lembrar pros ofendidos que o casamento gay não é obrigatório. cada um que cuide da sua vida!

  54. Rebeca

    -

    28/07/2011 às 21:07

    Contra,
    Deus criou o homem para a mulher e a MULHER para o homem, simples assim.
    Quem discorda, vai ler a bíblia.

  55. José Miky

    -

    28/07/2011 às 21:03

    Absolutamente contra! Pq não se luta por melhores salários para professores? Perde-se tempo com uma aberração dessas.

  56. Marcel Wolkmer

    -

    28/07/2011 às 21:03

    Ainda sou da Old School. Errado ou não ainda prefiro pensar como os antigos. Infeliz ou felizmente…
    Não sou evangélico e nem de baixa escolaridade, sou do sul do Brasil. Não sou unanimidade, sei disso, mas convivo bem com as diferenças, sempre contra, mas respeitando o espaço de cada um.

  57. MARCIO JOSE DE ALMEIDA

    -

    28/07/2011 às 20:59

    E VAMOS NO OFICIALIZARMOS COM TODOS OS REQUINTES EM BREVE

  58. MARCIO JOSE DE ALMEIDA

    -

    28/07/2011 às 20:55

    Sou a favorrrrrrrrr sim fala do meu namorado me disse hj estamos completando 6 meses de namoro e disse que

    SER HUMANO NASCEU PARA SER FELIZ

  59. Carlos

    -

    28/07/2011 às 20:55

    Sou favorável tbm, e faço um esforço tremendo para tentar entender quem é contra. Sou heterossexual e não entendo o pq seria contra em algo que em absolutamente nada irá modificar minha vida. Ser contra o direito do outro por mera birra, antipatia, preconceito ou qq outro motivo é no mínimo digno de gente ignorante e do mal.

  60. Graci Serio

    -

    28/07/2011 às 20:54

    As pessoas deveriam parar de se preocupar com que as outras fazem. São pessoas que não dão conta nem de suas vidas e acham que podem determinar o que é melhor para o outro.Nós vivemos num mundo de liberdade,e não existe nada mais importante do que a liberdade. A História do Mundo está repleta de exemplos devastadores provocados por ideais racistas, religiosos, políticos e tantos outros, por que não aprendem com o passado? A religião é importante em qualquer sociedade, mas ela não pode ditar as regras de conivência da sociedade como um todo,o seu poder de ação restringe-se aos seus seguidores. Esses sim, são obrigados a viver de acordo com o que prega a fé que seguem. E isso enquanto o seguidor quiser, pois a qualquer tempo esse poderá se desvincular da sua religião se assim quiser. Isso se chama liberdade.

  61. wantuid

    -

    28/07/2011 às 20:52

    sou a favor da união estável, mas não tem cabimento um casal do mesmo sexo, criar um filho. adotar deve ser proibido de qq jeito. o senso comum influencia na educação, e na formação da criança. O NORMAL É ELA SER HETEROSSEXUAL. se após a maioridade quiser ser homo é um direito da pessoa.

  62. Gerlandia

    -

    28/07/2011 às 20:51

    Sou contra a união estável porque isso é inconstitucional. O STF poderia investir esforços para melhorar a educação e combater a corrupção desse país.

  63. Michael

    -

    28/07/2011 às 20:49

    Se eu não me engano: DEUS criou o Homem e a Mulher…

  64. Ivete

    -

    28/07/2011 às 20:46

    Não, terminantemente, não!!!

  65. Ângela

    -

    28/07/2011 às 20:46

    Creio que essa é uma questão que, definitivamente, não está à mercê da opinião pública. O pleno exercício dos direitos não deve nem pode depender da opção sexual, assim como da cor da pele, do gênero, da religião, do partido. Votei na enquete, mas, sinceramente, acho que nem se deveriam fazer perguntas como essa. É o mesmo que começarem a perguntar se as pessoas são a favor do divórcio, do exercício do direito ao voto pelas mulheres…, enfim, de todas as conquitas que as minorias foram conquistando ao longo do tempo. É uma pena que o Brasil seja um país ainda tão relutante quanto à conquista de direitos pelas minorias.

  66. Helen

    -

    28/07/2011 às 20:45

    Sinceramente, amigo: não; e não é questão de ter baixa escolaridade ou ser de classe de renda baixa.
    Senhores, a família é a base da sociedade, quando se fere a estrutura familiar dificilmente, e o digo por acreditar que não é impossível, se pode ter uma sociedade saudável.
    Pessoas como eu, que desaprovam tal comportamento, podem ser “rotuladas” como homofóbicas, contudo, em minha defesa, venho destacar o meu direito de opinar e expressar meus ideais, direitos esse que são constitucionais, assim como assumo o dever de respeitar tal decisão.
    Atenciosamente, Helen F.B.

  67. FABIO GOMES

    -

    28/07/2011 às 20:43

    Sou favorável a união estável sim, de duas pessoas do mesmo sexo, mas isso ja vem sendo tratado como uma coisa diferenciada, com uma certa discriminação, onde na verdade, uma verdadeira aceitação seria tratar o assunto como um outro qualquer. Mas boa parte dos homosexuais fazem questão de se exibirem e tentam mostrar e dar exemplo de uma vida diferente, isso é errado, vocês devem agir de maneira natural, como homens, como seres humanos, sejam discretos, como todos os outros são, negros, brancos, baixos, altos, gordos, magros e etc. Sejam naturais, não procurem se exibir como alguem diferente, para não serem tratados assim. Fábio Gomes, abraço a todos.

  68. Reinaldo

    -

    28/07/2011 às 20:41

    E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.
    E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
    Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.(Genesis 2.22-24).Deus criou Adão e Eva e não Adão e Ivo.

  69. Marcus Aurélius

    -

    28/07/2011 às 20:40

    Eu não entendo porque as pessoas são contrárias à união de pessoas do mesmo sexo. Afinal, em quê a minha conta bancária vai ser alterada se dois homens ou duas mulheres resolverem morar juntos(as)? Quanta hipocrisia!!!!

  70. Gabriel de Oliveira

    -

    28/07/2011 às 20:40

    Eu não sou contra, eu me preocupo com coisas que devem ser preocupantes como a FOME, a EDUCAÇÃO.
    Acho que isso é opção de cada um, porem em nosso país a tal da ORDEM E PROGUESSO nunca sera derrubadam, e para manter a ORDEM é necessario deixar boa parte da população sem EDUCAÇÃO de qualidade, afinal sem população pobre, aonde os burgues acharam MÃO DE OBRA barata?
    Enfim, todos estão com atenção voltada para homofobia enquanto SAÚDE,EDUCAÇÃO,EMPREGO virou tema cliche.
    Afinal falar de política para a maioria dos jovens é tão DEMODE.
    Minha opnião é essa.

  71. @selmamrcolinri

    -

    28/07/2011 às 20:38

    sou contra a união de pessoas do mesmo sexo.

  72. mathilde

    -

    28/07/2011 às 20:37

    Boa noite! acho que todos nós temos o livre arbítrio para nossas escolhas. O importante e ser feliz.

    Mathilde

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados