Blogs e Colunistas

02/12/2011

às 16:55 \ Política & Cia

Carta à presidente Dilma

A presidente Dilma reunida com seu gigantesco ministério (Foto: Agência Brasil)

Prezada presidente Dilma:

Não sei se a senhora terá tempo ou oportunidade de ler esta pequena carta, mas me julguei no dever de lhe escrever.

Poderia tratar de várias dezenas de questões referentes a seu governo. Várias delas têm merecido a publicação de posts neste blog.

Queria apenas, e rapidamente, abordar algo de que, com certeza, a senhora tomou conhecimento. Refiro-me aos primeiros movimentos do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, em seu posto, e a seus esforços para restabelecer a respeitabilidade do governo italiano após longos anos de berlusconismo e, ao mesmo tempo, recuperar a credibilidade da Itália perante seus credores.

A senhora certamente não ignora as credenciais de Monti, nem o fato de que o chamavam “SuperMario”, por sua eficiência discreta, nos dez anos longos anos em que exerceu o importante cargo de comissário da União Europeia – ou seja, um dos 27 integrantes do órgão executivo da UE, espécie de superministro.

Ele aplicou multa de meio bilhão de dólares na Microsoft

Só para lembrar. Numa primeira fase, de 1995 a 1999, ele foi encarregado de assuntos como mercado interno, questões aduaneiras e taxação. Depois, de 1999 a 2004, exerceu o posto de comissário para a livre concorrência. Não brincava em serviço, como a senhora há de se recordar. Entre outras ações, a ele coube a iniciativa de aplicar pesada multa de meio bilhão de dólares na Microsoft por ferir os princípios de livre competição na área da União Europeia.

Sua competência como economista, professor universitário, ex-reitor da Universidade Bocconi, renomada instituição de Milão onde ele próprio se formou, com posterior doutorado em Yale, nos EUA, onde foi aluno do Prêmio Nobel James Tobin, tornaram-no capaz de circular no difícil terreno minado da complicadíssima política italiana. Tanto é que sua primeira nomeação para o posto de comissário que cabia à Itália foi proposta ao Parlamento pelo agora ex-primeiro-ministro conservador Silvio Berlusconi. E a renovação de seu mandato, pelo ex-primeiro-ministro de centro-esquerda Romano Prodi.

O primeiro-ministro Mario Monti (o 5º, da esquerda para a direita) com seu gabinete e tendo à sua direita o presidente Giorgio Napolitano. Um ministro não pôde estar na foto oficial (Foto: Agência Nova China)

Pois bem, presidente, a senhora viu qual foi a primeira medida saneadora, a primeira de todas, tomada por Monti, logo ao tomar posse?

Sim, isso mesmo: reduzir o número de ministérios da Itália de 24 para 17. De uma penada, cortou sete ministérios, economizando recursos e simplificando a gestão pública. E ele acumulou o cargo de premier com o de ministro da Economia. Um ministério a menos.

A senhora, sabemos todos, governa com um ministério de 39 pastas, prestes a tornar-se 40, com a provável criação de uma para micro e pequenas empresas.

Com já escrevi antes, presidente, na iniciativa privada, um CEO de empresa que tivesse 40 diretores se reportando a ele levaria o negócio à bancarrota ou ficaria doido, se a senhora me permite esta expressão.

Enxugar um pouco esse ministério-monstro

Será que o exemplo da Itália não poderá inspirá-la, na reforma ministerial que, ao que tudo indica, a senhora fará em janeiro próximo?

Sim, sei que Monti é um técnico, que governa graças a um acordo parlamentar que lhe conferiu um mandato, de prazo ignorado, para montar um governo sem considerações partidárias. E já a senhora, infelizmente, como ocorre com os presidentes no Brasil, precisa de um pacote de partidos para conseguir governar e passar leis no Congresso. E que esses partidos querem nacos do governo, principalmente ministérios.

Mas, quem sabe, com sua crescente popularidade – e não cabe aqui discutir se seu governo vai bem ou não –, sua maior experiência e segurança no cargo, a senhora não consegue dar um jeito nisso e enxugar um pouco, pelo menos, esse ministério-monstro?

Acho que o país só teria a ganhar com isso.

Pelo menos pense no assunto, presidente.

Atenciosamente,

R. S.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

86 Comentários

  1. wanderleia venoncio de oliveira

    -

    18/11/2013 às 11:05

    exlemtissima.presidenta dareplublica .d.dilma roussef veio pelaprimeira vez de pedir ajuda pra compra um casa pois noro de aluguel mão tenho comdisoes de compra sou cabeleireira os produto queu trabalho e caro eu mão tenho comdisoes de comprar eu ja procurei ajuda mais comsiguir eu resolvir escrever pra senhora

  2. maria pereira da silva

    -

    27/08/2013 às 15:48

    presidente ha 13 anos ganhei o direito de uma pensao na justiça porque nunca recebir espero que a senhora ver mas os pobre meu companheiro morreu em 1999 que pais e esse estar ha 2anos na mesa para assinar

  3. ju

    -

    19/07/2013 às 11:06

    Ola , senhorita , venho atrazes desta raclamação , para reclamar que a minha cidade , não esta valendo mais nada . o imposto é altissimo , e a saudade é fracassada , eu quero q vcs tom,em jeito , pq a coisa por aqui esta feia , quero q entrem em contato comigo ok .. atenciosamente: ju

  4. Aldo

    -

    13/07/2013 às 20:50

    Os 39 que não valem 1, Em cartaz semente no Brasil. Você vai morre de raiva.

  5. Jose Carlos Santos

    -

    26/06/2013 às 15:53

    Ola Senhora Presidenta, Dilma venho por meio desta suplicar um atendimento, pois tudo que a Senhora diz parece ser ótimo mas me perdoe a sinceridade não é na realidade o que acontece pois fui um grande e respeitado profissional e de ótima qualificação e sempre tentei ter minha casa própria para ter o orgulho de dizer é minha, mas sempre colocaram dificuldades dedos tempo de jovem como sempre comprei veículos esse ultimo fiz em 60 vezes de R$595,61 estou pagando a ultima em 07/07/2013 mas não consigo compra minha casa própria já tentei quando fala minha casa minha vida eu pulo de alegria fui em uma agencia da caixa econômica me mandaram ir em uma mobiliaria, achei errado mas fui meu salário é mais de R$ 2.000,00 fui em muita e me pedem de R$ 10.000,00 acima não tenho entrada e me informaram que sem entrada não compro eu acho isso um terrível aproveitamento de valor porque se minha casa minha vida ou outro plano que tenha como o PAR que já fui e não consegui, tem algo errado pois se é para baixa renda esses imóvel tem que ter mais facilidade é o que não encontro tenho 53 anos sou aposentado e sem um lar próprio depois de ter trabalhado só queria isso ter um imóvel para dizer que é meu.

  6. maria

    -

    28/05/2013 às 0:20

    queridos que trabalham na divulgação das necessidades da população, preciso dar um reportagem a respeito da falta de respeito da Dilma (presidenta) se assim posso chama-la, quero que voces divulgem em todos os noticiarios, TV, Radio, revistas Jornais a falta de respeito que a Caixa Economica tem com seus clientes, que é capaz de vender um imovel que foi protestado atraves de leilões, sem comunicar o dono da casa, sendo uma sr com 2 crianças

  7. maria

    -

    28/05/2013 às 0:15

    Srª Dilma não sei se devo chama-la de Srª por que esta uma falta de vergonha com os brasileiros. tive minha casa vendida pela CAIXA em um leilão e nem se quer fui avisada. que pouca vergonha até quando isto ira acontecer, Depois fala de programa habitacional, que programa mais sem vergonha é esse que não leva a sério quem esta cuidando do imovel. penso que a preferencia devia ser do morador e não pegar os imoveis que estaõ em atraso e sair vendendo sem se quer querer saber se o mutuario tem condições de comprar o imovel.
    Peço as reportere que tenham interesse nsta materia que divulgue alguma noticia a respeito na uol, que estarei entrando em contato para contar toda minha situação. pode ser da globo ou qualquer emissora de tv radio que tenha intersse em defender os direitos de cada um meu desejo e colocar isto a nivel nacional para que possam tomar uma medida para não prejudicar outros moradores de casas que foram a protesto

  8. leda

    -

    27/05/2013 às 14:32

    Excelentissima Srª. Presidente

    Desculpe-me pelo incomodo mas eu gostaria de saber se ixiste alguma formar da senhora mudar a lei ou se já existe uma lei que permite o uso do fundo de garantia para pagar dividas em atrasos. estou com meu nome no SPC Serasa, e com enprestimos no banco dos quais não consigo quitar.Gostaria muito que a senhora pudesse me orientar ou me informar se existe essa possibilidade pois há uma grande necessidade de minha parte em quer resgatar esses valores se possivél for.
    Que Deus ilumine sues caminhos para sempre!

    Leda Maria

  9. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:16

    Vocês dizem que não publicarão, ou que serão excluídos Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. No entanto publicaram comentários no dia 17/02/2013 que contém dados pessoais e endereço do leitor…que desrespeito

  10. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:14

    Mari Labbate *44 Milhões* – 03/12/2011 às 12:07
    O regime de governo ideal é o PARLAMENTARISMO UNICAMERAL E BIPARTIDÁRIO! Para não ficarmos mais LOUCOS! A ordem, portanto, é CORTAR os gastos públicos, simplificando a Máquina do Governo! Vamos copiar a inteligente e próspera ITÁLIA, que começou muito bem, na racionalização da crise. Quem será o SUPERMÁRIO do Brasil? VERDADE: Gênios existem… Belíssima Mensagem! Arrepiei-me! ABBRACCIO!

  11. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:13

    Jefff – 03/12/2011 às 22:41
    A sua carta vem mais de 9 dias depois que o portal ig já havia noticiado o desejo da presidenta em diminuir o numero de ministérios. Sou bem informado isso as vezes incomoda.

    Foi por isso que eu mencionei a oportunidade da reforma ministerial. Você ser bem informado não incomoda nada, nada.

  12. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:12

    RPaula da cruz – 06/02/2013 às 16:37
    Presidenta Dilma, venho por este e-mail lhe fazer uma reclamação quase um pedido. Minha mãe é formada em TÉCNICO DE ENFERMAGEM,já alguns anos mais nunca conseguiu um emprego na sua Área, por que não tem EXPERIENCIA.E daqui a pouco não consegui pela idade. Agora eu lhe pergunto como os técnico de enfermagem que acabaram de se formar vão ter uma experiencia se ninguém, os contratam. Por que não tentam contratar para fazer uma experiencia, sempre é claro com um supervisor monitorando para que eles não possam cometer nenhum tipo de erro, e que no futuro possam estar ajudando outros técnicos de enfermagem.
    OUTRA OBSERVAÇÃO OS TÉCNICO DE ENFERMAGEM SÓ ESTAM ENTRANDO POR INDICAÇÃO DE OUTRAS PESSOAS.
    EU SEI QUE ESSA MENSAGEM NUNCA VAI SER LIDA MAIS, ALGUÉM PRECISAVA DIZER.
    Meu nome é PAULA DA CRUZ MARTINS ( E NÃO SOU TÉCNICA DE ENFERMAGEM/ QUERO FAZER TÉCNICO DE ADMINISTRAÇÃO)

  13. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:09

    Regina Macedo – 07/03/2013 às 15:40
    continuidade,ela faz tratamento na AACD de Recife esta esperando cinco mil crianças fazer cirugia pra chega a vez dela,então resolvemos escrever para a vossa senhoria para pedir sua ajuda pra ela ser operada o mais rapido possivel,mim ajude somos pobres ela não tem plano de saude.outra coisa que quero pedir e o direito de ter um carro pro tratamento dela.Mim ajude estou desesperada,só quem tem uma criança especial sabe o quanto um veicolo é emportante.aquardo resposta morro em joao pessoa no bairro de mangabeira 7 meu telefone é 083 88069455,vou esperá pois sei o quanto a senhora é prestativa com os pobres.

  14. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:08

    Regina Macedo – 07/03/2013 às 15:27
    Excelentíssima Senhora
    Dilma Rousseff
    MD Presidenta da República Federativa do Brasil.
    venho por meiu desta falar de uma netinha portadora de paralesia-celebral que se chama Suenia Kelly tem 12 anos,é cadeirante e mora comigo desde que naceu,o seu maior sonho é andar,tem varias cirurgia pra fazer pra que o sonho dela venha á aconterce,ela faz tratamento na AACD de Recife.

  15. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:07

    Itamar Rister dos Reis – 10/12/2012 às 11:09
    Excelentissima Presidenta Dilma venho por meio deste Email lhe fazer uma reclamaçao ou seja um pedido.Tenho uma doença chamada de eritrodermia ectosiformi cogenita faso tratamento a vinte anos,mas estes vinte anos tenho tido muita dificuldade para conçeguir o medicamento.Tem que ir em Cuiaba para montar um proceso e renovar tambem moro a oitocentos kilometros de Cuiba pois nao aceita m os papeis do pam de minha cidade dizem que tem que ser de um hospital do estado.Quando concigo renovar o proceso falta o remedio e sempre esse sofrimento,tomo acitretina 25mg.gostaria de saber porque de tanta burocracia para pegar um medicamento para alguem que tem uma doença que não tem cura,so esse remedio para amenizar ate o fim da vida.e quando vou reclamar me pedem paciencia,gostaria de saber se doença espera.deixa para agravar so quando o remedio chega.Me desculpe pelo desabafo pois vivo sempre preocupada se vai dar serto ou não pois toda hora e uma lei nova não sei mais o que fazer.Deixo aqui meu desabafo minhas reclamaçoes,me desculpe pelos eros,espero encarecidamente pela resposta.Excelenticima Presidenta Dilma.

  16. Aninha

    -

    28/04/2013 às 22:07

    Não sei se a senhora terá tempo ou oportunidade de ler esta pequena carta, mas me julguei no dever de lhe escrever.

    Poderia tratar de várias dezenas de questões referentes a seu governo. Várias delas têm merecido a publicação de posts neste blog.

    Queria apenas, e rapidamente, abordar algo de que, com certeza, a senhora tomou conhecimento. Refiro-me aos primeiros movimentos do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, em seu posto, e a seus esforços para restabelecer a respeitabilidade do governo italiano após longos anos de berlusconismo e, ao mesmo tempo, recuperar a credibilidade da Itália perante seus credores.

    A senhora certamente não ignora as credenciais de Monti, nem o fato de que o chamavam “SuperMario”, por sua eficiência discreta, nos dez anos longos anos em que exerceu o importante cargo de comissário da União Europeia – ou seja, um dos 27 integrantes do órgão executivo da UE, espécie de superministro.

    Ele aplicou multa de meio bilhão de dólares na Microsoft

    Só para lembrar. Numa primeira fase, de 1995 a 1999, ele foi encarregado de assuntos como mercado interno, questões aduaneiras e taxação. Depois, de 1999 a 2004, exerceu o posto de comissário para a livre concorrência. Não brincava em serviço, como a senhora há de se recordar. Entre outras ações, a ele coube a iniciativa de aplicar pesada multa de meio bilhão de dólares na Microsoft por ferir os princípios de livre competição na área da União Europeia.

    Sua competência como economista, professor universitário, ex-reitor da Universidade Bocconi, renomada instituição de Milão onde ele próprio se formou, com posterior doutorado em Yale, nos EUA, onde foi aluno do Prêmio Nobel James Tobin, tornaram-no capaz de circular no difícil terreno minado da complicadíssima política italiana. Tanto é que sua primeira nomeação para o posto de comissário que cabia à Itália foi proposta ao Parlamento pelo agora ex-primeiro-ministro conservador Silvio Berlusconi. E a renovação de seu mandato, pelo ex-primeiro-ministro de centro-esquerda Romano Prodi.

    O primeiro-ministro Mario Monti (o 5º, da esquerda para a direita) com seu gabinete e tendo à sua direita o presidente Giorgio Napolitano. Um ministro não pôde estar na foto oficial (Foto: Agência Nova China)
    Pois bem, presidente, a senhora viu qual foi a primeira medida saneadora, a primeira de todas, tomada por Monti, logo ao tomar posse?

    Sim, isso mesmo: reduzir o número de ministérios da Itália de 24 para 17. De uma penada, cortou sete ministérios, economizando recursos e simplificando a gestão pública. E ele acumulou o cargo de premier com o de ministro da Economia. Um ministério a menos.

    A senhora, sabemos todos, governa com um ministério de 39 pastas, prestes a tornar-se 40, com a provável criação de uma para micro e pequenas empresas.

    Com já escrevi antes, presidente, na iniciativa privada, um CEO de empresa que tivesse 40 diretores se reportando a ele levaria o negócio à bancarrota ou ficaria doido, se a senhora me permite esta expressão.

    Enxugar um pouco esse ministério-monstro

    Será que o exemplo da Itália não poderá inspirá-la, na reforma ministerial que, ao que tudo indica, a senhora fará em janeiro próximo?

    Sim, sei que Monti é um técnico, que governa graças a um acordo parlamentar que lhe conferiu um mandato, de prazo ignorado, para montar um governo sem considerações partidárias. E já a senhora, infelizmente, como ocorre com os presidentes no Brasil, precisa de um pacote de partidos para conseguir governar e passar leis no Congresso. E que esses partidos querem nacos do governo, principalmente ministérios.

    Mas, quem sabe, com sua crescente popularidade – e não cabe aqui discutir se seu governo vai bem ou não –, sua maior experiência e segurança no cargo, a senhora não consegue dar um jeito nisso e enxugar um pouco, pelo menos, esse ministério-monstro?

    Acho que o país só teria a ganhar com isso.

    Pelo menos pense no assunto, presidente.

    Atenciosamente,

    R. S.
    e o seu comentário

    Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
    » Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA
    Nome (obrigatório)
    Email (não será publicado) (obrigatório)

    68 Comentários

    Aninha – 28/04/2013 às 21:59
    Seu comentário está aguardando moderação
    ueria apenas, e rapidamente, abordar algo de que, com certeza, a senhora tomou conhecimento. Refiro-me aos primeiros movimentos do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, em seu posto, e a seus esforços para restabelecer a respeitabilidade do governo italiano após longos anos de berlusconismo e, ao mesmo tempo, recuperar a credibilidade da Itália perante seus credores.

    walquiria da silva moura – 31/10/2012 às 13:26
    bom dia senhora presidente eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para perguntar quando sera que o meu bolsa-familia vai vir com almento

  17. Aninha

    -

    28/04/2013 às 21:59

    ueria apenas, e rapidamente, abordar algo de que, com certeza, a senhora tomou conhecimento. Refiro-me aos primeiros movimentos do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, em seu posto, e a seus esforços para restabelecer a respeitabilidade do governo italiano após longos anos de berlusconismo e, ao mesmo tempo, recuperar a credibilidade da Itália perante seus credores.

  18. Aninha

    -

    28/04/2013 às 21:58

    Está mais pra sensacionalismo que opinião pública isso aqui…

  19. Aninha

    -

    28/04/2013 às 21:56

    A Veja não está mais selecionando o que publica, só interessa quantidade, e não qualidade nos Comentários…

  20. Ebe Silene Oliveira

    -

    03/04/2013 às 9:19

    Vocês dizem que não publicarão, ou que serão excluídos Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. No entanto publicaram um comentário no dia 17/02/2013 que contém dados pessoais e endereço, favor remover aquele comentário, agradeço a compreensão…

    O comentário não está mais no blog. Acabo de pesquisar.

  21. Ebe Silene Oliveira

    -

    03/04/2013 às 9:14

    Favor remover o comentário do dia 17/02/2013, o teor daquela carta não é meu, e o meu endereço ficou ali exposto, por favor, removam, pois o constrangimento é real e gostaria que removessem para evitarmos maiores problemas


    O comentário não está mais no blog. Acabo de pesquisar.

  22. Ebe Silene Oliveira

    -

    03/04/2013 às 9:11

    Por favor remova o comentário do dia 17/02/2013 às 21:25, não quero este tipo de comentário publicado, deve ter havido um equivoco pois o teor da carta não é meu e sim de outro escritor, para que não traga mais problemas favor remover aquele comentário, por ser de direito o pedido, agradeço a compreensão


    O comentário não está mais no blog. Acabo de pesquisar.

  23. Regina Macedo

    -

    07/03/2013 às 15:40

    continuidade,ela faz tratamento na AACD de Recife esta esperando cinco mil crianças fazer cirugia pra chega a vez dela,então resolvemos escrever para a vossa senhoria para pedir sua ajuda pra ela ser operada o mais rapido possivel,mim ajude somos pobres ela não tem plano de saude.outra coisa que quero pedir e o direito de ter um carro pro tratamento dela.Mim ajude estou desesperada,só quem tem uma criança especial sabe o quanto um veicolo é emportante.aquardo resposta morro em joao pessoa no bairro de mangabeira 7 meu telefone é 083 88069455,vou esperá pois sei o quanto a senhora é prestativa com os pobres.

  24. Regina Macedo

    -

    07/03/2013 às 15:27

    Excelentíssima Senhora
    Dilma Rousseff
    MD Presidenta da República Federativa do Brasil.

    venho por meiu desta falar de uma netinha portadora de paralesia-celebral que se chama Suenia Kelly tem 12 anos,é cadeirante e mora comigo desde que naceu,o seu maior sonho é andar,tem varias cirurgia pra fazer pra que o sonho dela venha á aconterce,ela faz tratamento na AACD de Recife.

  25. Paula da cruz

    -

    06/02/2013 às 16:37

    Presidenta Dilma, venho por este e-mail lhe fazer uma reclamação quase um pedido. Minha mãe é formada em TÉCNICO DE ENFERMAGEM,já alguns anos mais nunca conseguiu um emprego na sua Área, por que não tem EXPERIENCIA.E daqui a pouco não consegui pela idade. Agora eu lhe pergunto como os técnico de enfermagem que acabaram de se formar vão ter uma experiencia se ninguém, os contratam. Por que não tentam contratar para fazer uma experiencia, sempre é claro com um supervisor monitorando para que eles não possam cometer nenhum tipo de erro, e que no futuro possam estar ajudando outros técnicos de enfermagem.
    OUTRA OBSERVAÇÃO OS TÉCNICO DE ENFERMAGEM SÓ ESTAM ENTRANDO POR INDICAÇÃO DE OUTRAS PESSOAS.

    EU SEI QUE ESSA MENSAGEM NUNCA VAI SER LIDA MAIS, ALGUÉM PRECISAVA DIZER.

    Meu nome é PAULA DA CRUZ MARTINS ( E NÃO SOU TÉCNICA DE ENFERMAGEM/ QUERO FAZER TÉCNICO DE ADMINISTRAÇÃO)

  26. Itamar Rister dos Reis

    -

    10/12/2012 às 11:09

    Excelentissima Presidenta Dilma venho por meio deste Email lhe fazer uma reclamaçao ou seja um pedido.Tenho uma doença chamada de eritrodermia ectosiformi cogenita faso tratamento a vinte anos,mas estes vinte anos tenho tido muita dificuldade para conçeguir o medicamento.Tem que ir em Cuiaba para montar um proceso e renovar tambem moro a oitocentos kilometros de Cuiba pois nao aceita m os papeis do pam de minha cidade dizem que tem que ser de um hospital do estado.Quando concigo renovar o proceso falta o remedio e sempre esse sofrimento,tomo acitretina 25mg.gostaria de saber porque de tanta burocracia para pegar um medicamento para alguem que tem uma doença que não tem cura,so esse remedio para amenizar ate o fim da vida.e quando vou reclamar me pedem paciencia,gostaria de saber se doença espera.deixa para agravar so quando o remedio chega.Me desculpe pelo desabafo pois vivo sempre preocupada se vai dar serto ou não pois toda hora e uma lei nova não sei mais o que fazer.Deixo aqui meu desabafo minhas reclamaçoes,me desculpe pelos eros,espero encarecidamente pela resposta.Excelenticima Presidenta Dilma.

  27. kelviny steferson

    -

    30/11/2012 às 18:32

    Excelentíssima Presidenta Dilma Rousseff,

    Com os meus respeito, quero tratar de um assunto que me preocupa. A falata de investimentos na educação de escolas públicas de todo o país. Gosto de assistir jornais e um título me chamou muita atenção, que era o ranking das melhores educação do mundo. O Brasil, infelizmente era a 2º PIOR do mundo. Fato que se comprova nas escola públicas em que professores e alunos tem que fazer greves para que sejam atendidos as suas propostas, propostas essas de uma educação de qualidade e um pouco de valorização dos professores. ” A base de uma estrutura é professor”, essa é uma das frases que compoe um video do governo que fala que o professor é um gigante na educação, mas a realidade mostra que o “governo” não dão o trato que eles merecem. A minha escola vem sendo alvo de incendio, roubos e vandalismos utimamente.Como aluno de uma escola pública peço para que atendem ao meu pedido, mas falo por todos que querem uma educação de qualidade e um sorriso no rosto de meus professores.

    Respeitosamente,
    K.S.L.

  28. ------------

    -

    09/11/2012 às 23:33

    Boa noite,Senhora Presidenta! Gostaria de fazer um apelo para o reconhecimento do profissional farmacêutico,pois são inumeras as injustiças,começar pelas farmacias que obrigam o farmacêutico a ser vendedores e não profissionais da saúde,sem contar em hospitais que muitas vezes são tratados comoum peso que tem por ter sido obrigatorio a presença do profissional e só lembram do profissional quando tem inspeção da vigilancia sanitaria.É triste ver proganda de medicamentos sendo apresentadas por artistas,novelas mostrando que o farmaceutico sempre da um jeitinho com receitas de medicamentos pertencentes a portaria 344.Ja esta cirulando a lei que desobriga a presença do farmacêutico nos hospitais mas que a licença sanitaria só é liberada com a presença de um e isso esta gerando problemas pois tem gerentes ameaçando os profissionais para pagarem liminar e retirar o profissional…Hospitais que tem o profissional só de aparencia,permite apenas que ele compareça se tiver inspeçao de algum orgão,em outras circunstancia o profissional é mandado embora por tentar trabalhar e mostrar o seu valor…Por favor vamos conhecer o que a profissão tem a oferecer,conhecer a importancia do profissional farmaceutico,pois se não ha respeito não tem o pq existir faculdades com a graduação de farmacia…Senhora Presidenta olhe para seus farmacêuticos que são profissionais da saude que merecem tanto respeito quanto um médico,dentista,enfermeiro…Att,

  29. walquiria da silva moura

    -

    31/10/2012 às 13:26

    bom dia senhora presidente eu gostaria de aproveitar esta oprtunidade para perguntar qquando sera que o meu bolsa familia vai vim com almente esse aumneto alias ja começou é pra quem tem crianças de 0 ate 6 anos de idade ate agora o meu nada de aumento se for possivel há senhora poder mim responder agradeça muito ate mais fica com deus bjs.

  30. Clayton C, Torres.

    -

    25/09/2012 às 12:36

    Bom dia senhora presidente,

    Legal o ponto de vista do cidadão, ao mencionar um presidente que não tem total poder sobre sua nação.
    Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade, para expor algumas de minhas idéias.
    Estou acompanhando os movimentos políticos e confesso que estou um tanto decepcionado com as propostas dos atuais candidatos de minha cidade, percebi que a maioria dos candidatos estão focando em educação e saúde, porém, existe um problema social assustador que circula pelas ruas, a violência, que se manifesta principalmente através da criminalidade. O assunto sobre segurança pública é de extrema importância no meu ponto de vista, pois não me sinto seguro ao andar pelas ruas de minha cidade e muitos de meus amigos são receosos ao comprar algo de valor com medo de serem roubados e violentados. Pensei em algumas idéias sobre como sanar esse problema e quero expor algumas.
    Aumentar o policiamento nas ruas e valorizar essa profissão para evitar corrupção.
    Levantar um banco de dados com impressões digitais de todos os cidadãos brasileiros para a realização de possíveis investigações criminais, um exemplo, a perícia forense.
    Aplicar leis mais severas a determinados crimes e assim ampliar as penitenciárias no Brasil para poder atender a demanda.

    Att.

    Clayton C. Torres.

  31. mayara da silva santos

    -

    07/08/2012 às 19:12

    eu acho horrivel o maltrato amanha quero que sejam punidos quem pratica: bulling,maltrato humano e animal, morte entre outros quero lei mais duras

  32. antonio catrini

    -

    19/07/2012 às 9:53

    A cultura do levar VANTAGEM vem se disseminando desde os anos “60″, parece que não acaba nunca é só CORRUPÇÃO, nossos deputados são covardes, não aprovam NADA que interfira no levar vantagem.DEIXO NAS MÃOS DE DEUS, POIS É ELE QUE CUIDA DE NÓS.

  33. Kitty

    -

    26/06/2012 às 12:48

    Bom dia caro Ricardo/
    De vez em quando gosto de rever os seus posts, embora não os re-comente a todos, mas este seu texto aqui postado merece um destaque, porque ele é de uma excelência inigualável, fora de série; em ele você demostrou toda a finesse que é uma constante nos seus textos…Parabéns, mais uma vez.
    Um abração///Kitty

  34. conceiçao aparecida da silva balthaar

    -

    26/04/2012 às 21:54

    sra presidenta por favor mude urgentemente essa lei que permite os condominios de poderem penhorar imoveis…por DEUS como um pais maravilhoso como o brasil que faz de tudo para dar moradias pode permitír que condominiós os que exploram seus moradores podem ter o poder de tirar seu unico bem…isso é uma vergonha ridiculo….e sabe oque eles fazem com o imovel que tiraram do condomino….constroem quiósques ou co´sas piores enquanto riem da familia desabrigada…isso é justo…isso é a leí do Brasil……VERGONHA

  35. Anadir dos Passos

    -

    27/03/2012 às 11:24

    Sra prsidente Dilma, a senhora poderia cria uma lei em que qual quer pessoa do sexo masculino que fosse detido(não importa o motivo da prisão por menor que seja…antes de entrar fosse direto para enfermagem FAZER VASECTOMIA,OU PROIBIR VISITA INTIMA NOS PRESIDIO, pois fico indignada com essas jovens de hoje que engravidam nas cadeias e quem acaba criando os filhos são os AVÓS….pois o safado alem de estar preso não vai poder arcar com as responsabilidades.Anadir

  36. maria gonçalves da rocha

    -

    07/03/2012 às 13:52

    sra presidente Dilma, hoje venho aqui pra pedir que falasse com o chefe do incra de rondonia
    pra limpar meu nome no incra, porque us anos atras meu esposo fes um financiamento de um lote no projeto vitoria da união aqui no municipio de corumbiaria ro, e este saiu o tito no nome dele
    e o mesmo nunca foi nosso nem mesmo conheci, esse
    lote foi comprado 8 ano depois que foi entregue aos dono, quem comprou foi um cuinhado do meu esposo ser Daniel us ano depois seu Daniel vendeu.
    hoje ele mora em são françisco ro, por esse motivo
    não pude entra na lista dos que vai ser apossado dia 08 agora dia das mulher que vai ser entrague fazenda agua viva aqui no municipio de corumbiaria por falta de informação de que podia prejudicar mas tarde meu esposo fez isso fazendo favor hoje todas minhas esperanças foi de água
    abaixo espero em você e no incra de rondonia, sou uma sem terra porque não tenho uma terra mas não sou grileira de terra espero um pedaço de terra pra mim viver a minha velhice legalmente, termino esta li deseijando um feliz dia das mulher abraço Maria gonçalves da rocha.

  37. irene maria soares roveran

    -

    05/02/2012 às 10:24

    sra presidente Dilma, sou uma sra. de 73 anos, compridora dos meus deveres pago meus impostos como todo cidadão brasileiro, a treza anos comprei um imovél , logo depois o proprietário veio a falecer não consigo que o juiz me dê um alvará ,para tirar minha escritura, todo vêz que peço a informação do processo elês dizem que está na mesa do juiz estou achando que tem cola nesta mesa perdi minha filha agora a pouco tempo desejando ter está escritura em nosso nome, eu sempre achei que está lei que os idosos tinham mais privilégio, mais não é isto que está acontecendo, o meu marido está doente e eu não tenho mais a saude de treze anos atrás,já teve um caso deste em brasilia e a senhora como mulher solidaria com os problemas das pessoas estê assunto foi solucionado espero que a sra. com tantos afazeres , dê um pouquinho de atenção ao meu problema, finalizo está com um abraço que Deus abençõe. Irene

  38. maria modesto

    -

    25/01/2012 às 18:58

    senhora presidenta , venho por meio deste para lhe pedir uma ajuda , minha filha tinha o fies e o diretor ñ quiz trancar o cursso dela , pois a mesma trab, viajando perdeu o semestre, ela tem uma filha , eu trab como serviço gerais e pai e motorista , ñ podemos ajudar vejo o que pode fazer por nos ficaria muito grata se pudesse contar com sua ajuda,, abraços

  39. AURINA CANTANHEDE

    -

    22/12/2011 às 21:28

    PRESADA PRESIDENTE, PEÇO SUA ATENÇAO PRARA QUE MUDE O NOME DO PROGAMA SEM MISERIA PRA “BRASIL COM FARTURA” POIS SOA MUITO MELHOR E ALEM DISSO AS PESSOAS BENEFICIADAS SE SENTIRAO MAIS HUMANAS….

  40. jorge dias

    -

    06/12/2011 às 12:35

    Setti,
    Só falta um para completar o plantel de Ali Babá e os 40 ladrões.Acho que com a reforma ministerial o serviço estará completo, isto se a impressa não atrapalhar e continuar demitindo alguns dos ladrões

  41. Paulo Cesar Ferreira

    -

    05/12/2011 às 22:30

    Dilma, tá obrando e andando para o seu apelo. Afinal de contas, a governabilidade do governo Lulopetista se baseia no maior número de boquinhas possíveis.

  42. Kleyner Arley

    -

    05/12/2011 às 11:39

    Setti, parece que ela leu sua carta. A Veja informa que a presidente pretende reduzir o número de ministérios.
    Tomara que sim, Kleyner.
    Abraço

  43. Jeff

    -

    05/12/2011 às 9:26

    Temos 24 ministérios e 9 secretarias com status de ministérios. Fundir isso em 24 pastas é possivel. Mas o que fazer com outros 6 orgãos com status de ministerios CGU, AGU, BC, DPU além é claro da casa civil e da ex-casa militar?

  44. Mauro de Curitiba

    -

    04/12/2011 às 12:37

    Fico besta ao ver (ou ler) comentários de pessoas defendendo a manutenção dessa quantidade obscena de ministérios, sob o pretexto de que o país, por ser muito grande, precisa disso para ser bem administrado.
    Certas pessoas não aprenderam – até hoje, valha-me Deus – coisas básicas como: “o governo não resolve problemas, o governo É o problema”; “quando uma coisa é ruim – como o governo – quanto menor, melhor”; “menos governo, menor corrupção”.

    Ó argumento de que por ser um país extenso e populoso o governo precisa de muitos ministérios é uma bobagem colossal. Os Estados Unidos são um país pequeno? Têm pouca gente? Pois é, e o governo dos EUA tem 15 ministérios…
    Veja no link
    http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/dilma-valha-nos-deus-tera-o-maior-ministerio-desde-a-independencia-em-1822-coisa-boa-nao-vai-dar/

  45. Norberto

    -

    04/12/2011 às 10:16

    Gostaria de parabenizar a revista pela reportagem ” Nocauteados pela lógica “, cujos estudadantes indignados pelo oportunismo do tema Belo Monte e que cujos atores, leigos no tema expressam suas “opiniões” como sendo fatos para mobilizar a sociedade contra o projeto de expansão energética no Brasil.Estes mesmos atores tem dificuldade do entendimento do significado do termo “energia limpa”, e que provavelmente farão outra campanha contra a falta de planejamento energético quando do primeiro futuro apagão elétrico incomodar seus confortáveis “modus vivendi”. Da mesma maneira gostaria de parabenizar os estudantes que ficaram indignados dado a importância da expressividade pública dos atores, comentando opiniões leigas e não corretas para a sociedade.
    Norberto, Campinas SP

  46. Tuco

    -

    04/12/2011 às 9:03

    .

    Partindo de um Jornalista como
    o Grande RSetti, sabíamos que o
    texto irrepreensível, irretocável
    comporia essa demonstração de
    coragem e cidadania.
    No entanto esse trabalho esmerado
    não encontrará eco, vez que dirigido
    a uma figura política que mal sabe
    ler. E arrisco ir além: os que orbitam
    aquela desprezível figura – e têm
    alguma cultura – certamente farão
    chacota das palavras expressadas. É
    o que se pode esperar de uma corja
    imunda. A decência e a dignidade do
    Brasil estão numa UTI, desenganadas.
    De toda sorte resta-me exortá-lo,
    Grande RSetti, a que persista nesse
    caminho de virtude, ainda que com
    singela vela na mão, a iluminar de
    forma tênue o teu caminho – sempre
    em busca de justiça a todos nós.


    .

  47. Jefff

    -

    03/12/2011 às 22:41

    A sua carta vem mais de 9 dias depois que o portal ig já havia noticiado o desejo da presidenta em diminuir o numero de ministérios. Sou bem informado isso as vezes incomoda.

    Foi por isso que eu mencionei a oportunidade da reforma ministerial. Você ser bem informado não incomoda nada, nada.

  48. Jefff

    -

    03/12/2011 às 22:36

    A data a que me referi é do post anterior carissimo setti!

  49. antoniodeazara

    -

    03/12/2011 às 22:04

    Ricardo,já o disse,leio você sempre e o admiro.Sei de sua luta por um Brasil melhor,mais sério,mais verdadeiro,mais honesto.Não quis ofendê-lo.Se o fiz,desculpe-me.De fato o ministério é grande.Sabemos o motivo:atender a base aliada para ter apoio eleitoral.Criaram um monstrengo.Quem pariu Lucas que o embale.A nós cabe denunciar os malfeitos.

  50. Celso

    -

    03/12/2011 às 20:03

    Não há nenhuma preocupação do governo Dilma com eficiência. Quarenta ministérios têm o propósito de acomodar a companheirada e os bucaneiros. Até mesmo quem não consegue administrar uma lojinha de R$ 1,99 sabe disto. Essa carta tem o mesmo efeito de mandar o Fernadinho Beira-mar rezar o ato de contrição.

  51. Marco

    -

    03/12/2011 às 19:11

    Amigo Setti: Se a questão é tamanho territorial olha só como está no RS:
    O governo do Rio Grande do Sul é formado por 19 secretarias de Estado e 9 secretarias ligadas a governadoria do Estado, 3 estruturas ligadas ao Gabinete do Vice-governador e 6 estruturas ligadas ao Gabinete do Governador.
    Abs.

  52. José Américo C Medeiros

    -

    03/12/2011 às 12:57

    Infelizmente, prezado Setti, o Brasil está refém de uma mandato tampão no qual tudo é feito para assegurar a volta de Lula ao Planalto.
    Não foi à toa que ele escolheu alguém que jamais o poderá ofuscar.
    Creio mesmo que há um acordo entre ambos, a atual, e o ex-presidente, nesse sentido.
    Um super ministério representa já e agora a futura aliança para esse retorno, e a conta já vai sendo paga antecipadamente.
    É um mal tremendo para o Brasil, sem bônus, mas com ônus presentes e futuros aos bolsos dos brasileiros.

  53. Eduardo Luiz Viveiros de Freitas

    -

    03/12/2011 às 12:54

    Ainda bem que o senhor Setti conhece bem a realidade e as especificidades de Brasil e Itália. E que reconhece as circunstâncias que levam Monti a envidar “esforços para restabelecer a respeitabilidade do governo italiano após longos anos de berlusconismo e, ao mesmo tempo, recuperar a credibilidade da Itália perante seus credores.” Mas comparar a Itália de Berlusconi ao Brasil de Lula e Dilma não tem cabimento…

    Não me faça a injustiça de colocar no meu texto palavras que não escrevi, caro Eduardo.
    Não comparei a Itália ao Brasil, países tão díspares em tudo, a começar pelas dimensões geográficas, pelo tamanho da população, pela localização no planeta, pela história de cada um…
    O que fiz foi mencionar uma ATITUDE de um governante e, por meio dela, comentar o absurdo que é o tamanho do ministério da presidente da República.
    Abraço

  54. Mari Labbate *44 Milhões*

    -

    03/12/2011 às 12:07

    O regime de governo ideal é o PARLAMENTARISMO UNICAMERAL E BIPARTIDÁRIO! Para não ficarmos mais LOUCOS! A ordem, portanto, é CORTAR os gastos públicos, simplificando a Máquina do Governo! Vamos copiar a inteligente e próspera ITÁLIA, que começou muito bem, na racionalização da crise. Quem será o SUPERMÁRIO do Brasil? VERDADE: Gênios existem… Belíssima Mensagem! Arrepiei-me! ABBRACCIO!

  55. Esron Vieira

    -

    03/12/2011 às 11:58

    Este gigantesco ministério mais parece um congresso.
    Se fosse pra trabalhar honestamente pelo salário do cargo, politico nenhum (dos atuais), lutaria por tantos cargos.

    Puxa vida, Esron! Que alegria! Finalmente concordamos em algo!
    Um abraço

  56. antoniodeazara

    -

    03/12/2011 às 11:05

    Ricardo,gosto de ler você,Reinaldo,Augusto e outros blogueiros da mesma linha.Fiquei surpreso e decepcionado com sua carta para a presidente sobre ministérios.O problema,hoje,não é a quantidade deles,mas a qualidade dos ministros e a leniência da presidente ao tratar do assunto.Sua carta foi,no minimo, extemporânea,inútil,piegas,para não dizer servil.Honestamente não consegui compreender onde você quis chegar.

    “Servil” é ofensivo, caro Antonio. Espero que você não tenha querido me ofender, como parece.
    Eu quis chegar ao que escrevi: temos ministros demais. O ministério é escandalosamente numeroso, inadministrável. Nanhum país sério tem 40 ministros.
    Sobre a qualidade deles, se você for leitor mais antigo do blog — acho que não é –, verá que escrevi centenas de posts criticando ministros incompetentes ou corruptos.
    Abraços

  57. Carlos

    -

    03/12/2011 às 10:47

    Querer que Dilma seja praticante de política reta e honesta é o mesmo que receitar a um vampiro uma dieta à base de alho. Perda de tempo querer vislumbrar na Flanelinha do Planalto algum traço de seriedade. Para tanto, basta trazer à tona sua origem, sua formação. Para o PT toda a base que garante a governabilidade (panaceia que dizem justificar toda a corrupção) deve ser regada a dinheiro público e riqueza aos seus membros. Dilma, ainda que hoje ostente a condição de protagonista nos créditos dos filmes do Cine Alvorada (por ser a boa menina do chefão do estúdio), jamais passará de uma coadjuvante inexpressiva.

  58. nena

    -

    03/12/2011 às 9:16

    Setti, estou assinando em baixo.
    Leve em frente esta campanha, estaremos com você.
    Abs.

  59. Sabiá cantando na madrugada

    -

    03/12/2011 às 8:57

    Caro RS,
    É duro fazer qualquer comentário quase 01 dia após a publicação do post que já não tenha sido feito pelo excelente conjunto de comentaristas.
    Mas mesmo assim arrisco a dizer que, apesar de endossar a idéia, acho impossível que D. Dilma acate a sugestão, pelo simples fato de ela ser diametralmente oposta à política do Lulo-petismo do qual ela é o melhor produto acabado.
    Na poítica do Lulo-petismo a meritocracia não tem lugar, é baseada no fisiologismo, no aparelhamento do Estado, na impunidade da corrupção, na cooptação das entidades sociais, no populismo, no assistencialismo e na propaganda enganosa.
    É assim para se manter no poder, pelo qual tanto lutaram desde sua criação.
    Inveja do italianos…

  60. Markito-Pi

    -

    03/12/2011 às 8:32

    Beleza, Setti. Sábio conselho. Esperro que ela leia.Seu tutor não vai ler, é claro, pois é anarfa.
    Ha um fringe benefit para a presidanta: EXTINGA 25 MINISTÉRIOS DE UMA SÓ VEZ,e poupará o desgaste de ter de demitir ministros.

  61. regina maurada silva

    -

    03/12/2011 às 7:10

    concordo que ela siga esse conselho, pois aqui no Brasil tem poiticos demais so fazendo o que não deve e elevando os gastos é muito trite a gente eleger um parlamentar e depois saber o que eles estão fazendo ela deve agir com mas rigor e quem desviar verbas ter que devover .

  62. Sandra Mári Córdova D'Agostini

    -

    03/12/2011 às 6:51

    Que bela sacada, Ricardo.

  63. Sam Spade

    -

    03/12/2011 às 3:19

    Sempre achei o trio do Veja Football Club, Reinaldo-Ricardo-Augusto o Pelé-Pepe-Coutinho do jornalismo brasileiro, mas pela cartinha “olha senhora presidente”, R.S. vais pro banco e espera a próxima oportunidade.

  64. Sam Spade

    -

    03/12/2011 às 3:10

    Tudo bem R.S., palavras elegantes, texto bonito, e é da tua natureza se portar como um cavalheiro. Mas pare por aí. Cartinha delicada para Dilma? Não né? Tu sabes mais do que nós quem é Dilma Rousseff. Acho que você tem que ler mais RA e AN.

  65. Corinthians

    -

    03/12/2011 às 1:46

    Parabéns pela carta Setti.
    E devo dizer, você foi bonzinho demais até…

  66. Kitty

    -

    03/12/2011 às 1:04

    Querido e prezadíssimo amigo Ricardo Setti,
    Eu sei que às vezes peco por exagerada nos meus comentários,também por ser impulsiva demais, mas, o seu texto aqui postado é de uma excelência inigualável,fora de serie!!.Em ele você demostrou toda a finesse que é uma constante nos seus textos, tenho inveja da presidente que vai receber esta carta. Não sei se ela vai lhe atender,porque em política, não se faz sempre o que se quer, depende de muitos fatores atrelados a grandes interesses de grupos ou feudos que se encastelam no poder, pelo fato de dar apoio logístico ao governo neste nosso Presidencialismo de Coalizão.Se por ventura, esta sua carta, na qual, você gentilmente, a exorta a imitar ao primeiro-ministro da Itália post- Berlusconi,Mario Monti,que de uma penada cortou 7 ministérios e, ele mesmo, acumulou dois cargos para assim reduzir o enorme gasto público da administração italiana,chegar nas mãos da presidente Dilma, estou segura que ela, embora considerada durona, vai valorizar as suas boas intenções de cidadão preocupado com o seu País.
    Bravo caro Ricardo, se a presidente não apreciar este seu grande gesto,quem perde é ela. Quem ganha somos nós leitoras e leitores de fazer parte e compartilhar este espaço conduzido por um exímio jornalista de seus quilates!
    Um carinhoso abraço/Kitty

  67. João Nadimar Rodrigues

    -

    02/12/2011 às 23:46

    Sugerir a essa boneca desqualificada o exemplo de Monti para que o país daqui possa achar um caminho para evitar a corrupção, por exemplo, é como ter areia demais para um caminhãozinho sem futuro. Aliás, se temos algum futuro é esperar que essa bonequinha de luxo lulo-petista continue, como o analfabeto, a seguir nas trilhas do governo anterior, pois eles não têm nem nunca tiveram projeto projeto algum, exceto usar os recursos públicos para encher seus bolsos.

  68. Adamar Nunes Coelho

    -

    02/12/2011 às 23:23

    Senhor Jornalista, Ricardo Setti, recomendo-lhe cuidado nas sugestões que faz à ex-guerrilheira, ex-faxineira, ex-gerentona, ex-brava, ex-presidente e não sei mais quantos exs.Ela tem dito de viva voz, ou por seus ventrílocos, que não governa e não admite ou demite ministros, presssionada ou pautada pela imprensa. Desse modo V.Sa. pode estar fazendo pressão sobre ela e pautando seus atos, e, assim, ao contrário de sua sugestão ela venha aumentar o número de ministérios para abrigar apaniguados desqualificados. Senhor Jornalista,os governantes brasileiros, de nove anos para cá, aceitam ter como exemplos, governantes de paises “subdesenvolvidos” como os europeus? Nunca!!! Eles é que são os exemplos, assim se julgam. Mesmo que sejam exemplos de tudo que há de mais deplorável neles,como é o que ocorre.

  69. GlorInha de Nantes

    -

    02/12/2011 às 22:55

    Parabéns! Admiro sua elegância! Pacientemente, você assume uma voz em tom que talvez nem seja o adequado. Receio que não funcione. Está em curso uma farsa.
    .
    A rrousseff oferece-nos uma autêntica chanchada. Quando abre e fecha as cortinas dos palcos, as tragédias llullopetistas são encenadas. Sempre os mesmos roteiros, marcação de cenas, paleta de cores, trilha sonora, azedos e podres odores. Sim! Há odores, nestas representações. Indisfarçáveis e autênticos, os odores revelam que a tragédia real esconde-se enquanto se encena a chanchada.
    .
    O papel de protagonista é da rrousseff. O ministreco coadjuvante nesta sexta reencenação é um canastrão. Repete-se a cenografia, usando e abusando de lixo, fumaça, tapetes e cortinas. Repete-se a trilha sonora. Entoa-se, invariavelmente, o “covarde eu sei que me podem chamar”. A rrousseff insiste em empurrar, umbigada cá, umbigada lá, umbigada acolá, a última cena do último ato.
    .
    A chanchada acrescenta, tal qual um estribilho, no ato final, o “Atire a primeira pedra, rapaz, aquele que nunca sofreu por amor.”. Haverá lágrimas, ao fim e ao cabo! Serão artificiais.
    .
    Por que tanta e tão longa resistência para exonerar um ministreco, que já foi esvaziado de suas funçōes. E isto desde a duplicação destas, atrbuídas a secretarias especiais instaladas no Palácio do Planalto, ainda em seu tempo de Chefe da Casa Civil?!
    .
    Por quê?! Há muitos porquês, desde sempre. Entretanto, neste caso, “O” Porquê seria um poderoso exterminador do presente e do futuro do llullopetismo. Creio nisto. Esta é uma das trilhas do saneamento da Política.
    .
    A rrousseff perdeu o “time” desta vez! O Mário Negromonte, o próximo coadjuvante na chanchada, já pressiona, com uma ofegante insistência e o “scriPT” de sua personagem já decorado. O som de sua fala, por vezes, superpõe-se ao deste que ainda não saiu do palco.
    .
    A fila dos que pressentem contracenar ao lado da rrousseff pressiona a ambos. Muitos são, muitos estão. Enfim, receosos e ansiosos, muitos apressam-se e agilizam seus “mal-feitos”, antes que tudo se acabe. Sob pressão, Lobão, Haddad, Padilha, Buarque de Holanda e Cardozo estão incontroláveis. Quase implodindo!
    .
    À beira de um ataque de nervos, a rrousseff corre. E posta-se ao abrigo de axilas de outro canastrão, a fim de, entre outros impostores, suportar o fracasso da sexta temporada da chanchada. E reaprender o “time” das encenaçōes. E dar um tempo. Dar tempo ao tempo, embromar, enrolar. O Brasil que espere!
    .
    A falsa presidente, o poste, a ocupante da cadeira presidencial, a “ungida” “atora” prefere, neste aperto, postar-se à toa, numa providencial viagem ao exterior mais “pertinho”! Há um palco, logo ali, no Caribe, onde ensaiará, durante este fim de semana, com Llulla, ZéDirceu, e quem mais houver, o próximo fracasso dos imbecis que nos “governam”!

  70. ROSANA

    -

    02/12/2011 às 21:36

    Dilma, Setti não é durona coisa nenhuma, toda essa auréa em torno dela é somente propaganda. Dilma não sabe se expressar, pensar e muito menos comandar. Ela foi ungida para o cargo para tapar buraco. Eu sempre achei que isso não ia dar certo, olhe só o resultado!

  71. Angelo

    -

    02/12/2011 às 20:46

    Não concordo totalmente. O colunista esqueceu (esqueceu?) de comparar o tamanho e complexidade do Brasil com a pequenina Itália. Se querem uma dica, comparem, por exemplo, a população de um e outro país e então veremos expressa a complexidade que tem um país de 200 milhões de habitantes. Para mim enganou-se o nobre jornalista.

  72. elisa cristina

    -

    02/12/2011 às 20:11

    Se precisar de assinatura, assino embaixo.
    Elisa Cristina

  73. carlos nascimento

    -

    02/12/2011 às 19:50

    Caro Ricardo,
    Entendo o seu coração maravilhoso e a sua clarividência, pena que sua missiva tenha como destinatária a atual presidente, o conteúdo é uma UTOPIA para essa gente.
    Como acreditar em reformas no País, se o pilar elementar que rege uma sociedade está sendo “AFRONTADO” cinicamente com a permanência de lupinácio no ministério do trabalho, sem ética e sem princípios, nada se constrói, tudo se enlameia.
    Louvo a sua iniciativa, infelizmente, essa luz que vc tenta irradiar, não comove esse tipo de biografia.
    Lupinácio é o estertor do atual (des)governo.

  74. AJS RJ

    -

    02/12/2011 às 19:03

    Setti, parabéns pelo texto. Mas é “chover no molhado” com essa base de apoio alugada e corrupta, a “gerentona e gari(?)” não tem como extinguir ministério.

  75. hebe

    -

    02/12/2011 às 19:01

    PERFEITA a carta,só que como ella está com o rabo preso,nem lerá o que vc escreveu e muito menos diminuir a boca dos cumpanhêros.

  76. sidney

    -

    02/12/2011 às 18:44

    Setti
    Viva o Primeiro Mundo !!!!
    Parabens pelas – VERDADES VERDADEIRAS !!!!
    So tem uma coisa ; quem e no cargos em que se encontra nao leva em consideracao o que diz o Conselho que a ajuda a Governar e Decidir e, nao ira dar a minima para o colocado – MAGISTRALMENTE por voce aqui.
    Questionou absurdamente a quem nao devia , enrolando,embolando,postergando uma decisao que esta ; aos olhos do Brasil e do Mundo…. !!!
    Ate quando ???
    Que pena !!!
    Que vergonha !!!!
    Baita abraco

    Baita abraço pra você também.

  77. JOSÉ CARLOS WERNECK

    -

    02/12/2011 às 18:10

    Setti.
    Abra uma lista de adesões.
    Talvez seja ingenuidade minha.
    Mas é de iniciativas como essa que a presidente precisa.
    Não do imoral apoio da “BASE AFIADA”,EM TROCA DE FAVORES ESCUSOS.
    Parabéns!
    Werneck

  78. Marco

    -

    02/12/2011 às 18:08

    Amigo Setti :Mazzzzzzáaaaaa Gringo, grande Setti !
    mas uma vez é isso aí !
    Abração.

  79. Jeff

    -

    02/12/2011 às 18:04

    A data desta noticia é quinta-feira, 24 de novembro de 2011.

    Qual notícia? Este post não tem notícia alguma.

  80. Jeff

    -

    02/12/2011 às 18:03

    A presidenta Dilma Rousseff revelou ao vice-presidente Michel Temer qual o número ideal de ministérios em sua, modesta, opinião: 18.
    O PMDB, no entanto, embora tenha sido o primeiro partido a levantar a tese de redução do número de ministérios acha difícil a reforma prevista para fevereiro bater essa meta. Chegaria no máximo a 28. Não é nada, não é nada já são 11 a menos.
    Fonte: Poder online do portal ig

  81. Dexter

    -

    02/12/2011 às 17:59

    Essa sim seria A Atitude ( com As maiúsculos)que lhe renderia respeito, credibilidade e talvez até recuperaria seu codinome de “gerentona”.
    Há um vácuo de competência no país que, qualquer governante que prometer reverter a atual situação, leva.
    Aliás, essa foi a estratégia do PT. Só que não cumpriu.

  82. Natal

    -

    02/12/2011 às 17:39

    Capaz dos petralhas lhe dirigirem ofensas por esta iniciativa. Mas, achei boa a sugestão do leitor Reynado-BH… eu seria um dos que a sobescreveria.

  83. selminha

    -

    02/12/2011 às 17:39

    Prezado Setti, ótima e muito bem intencionada sua carta. Só que, infelizmente, creio que será inútil, pois Dilma não tem o mínimo preparo, e nem vontade para fazer tal reforma, isto se ela, de fato, manda alguma coisa no Governo. Num país mais consciente e instruído, ela não teria sequer sido eleita. A mim, ela nunca enganou. Até hoje custo a crer que é a presidente do Brasil. Até o Lula (o Lula!) dizia, impaciente, que a Dilma não consegue concluir uma frase! O povão ficou tão animado em eleger uma mulher, que nem se interessou pelos fatos escandalosos que a imprensa séria denunciava sobre ela, como o caso Erenice e o Lina Vieira. Quem se lembra? Para quê?

  84. Vera Scheidemann

    -

    02/12/2011 às 17:32

    Ricardo, acho excelente a idéia da lista de
    adesões ao texto irretocável que você
    produziu. Parabéns e, por favor, inclua-me
    nas assinaturas.
    Um abraço !
    Vera

  85. Reynaldo-BH

    -

    02/12/2011 às 17:11

    Sugiro, prezado Setti, que se abra uma lista de adesões à sua carta.
    Começa por fim.
    Abraços e PARABÉNS pela sempre presente lucidez!

  86. Sergio

    -

    02/12/2011 às 17:03

    Caro Setti
    Assino embaixo do seu pleito,mas sem esperanças. O curriculo do Monti mostra quem ele é .O da Dilma mostra o que ela é.Inclusive os “enganos” cometidos nele.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados