Blogs e Colunistas

01/04/2012

às 19:15 \ Política & Cia

Carlos Brickmann: A divina comédia

Uma vez mais reproduzo algumas notas da excelente coluna do jornalista Carlos Brickmann publicada em cinco jornais. 

. . . . . . . . . . . . . .

A DIVINA COMÉDIA

 

Os novos pobres

Do senador Cyro Miranda, do PSDB de Goiás, aquele parlamentar que acha que os congressistas brasileiros são muito mal remunerados:

“Tenho pena dos que vivem com R$ 19 mil”. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, fazem parte das classes A e B as famílias com renda mensal superior a R$ 4.591.

Senador-Cyro-Miranda

Senador Cyro Miranda, do programa Senadores Ricos: Relou! "Tenho pena dos que vivem com R$ 19 mil"

Cyro Miranda, como senador, deve fazer parte da classe especial.

 

Nem sonhar

A possibilidade de que Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, seja vice na chapa de José Serra à Prefeitura de São Paulo, é zero. Meirelles pretende dedicar-se a coisa de peso na iniciativa privada: comandará a presidência do conselho consultivo da J&F, holding controladora da JBS (frigoríficos), Banco Original, Flora (Higiene e Limpeza) e Eldorado (Papel e Celulose), o que significa que orientará o estabelecimento de estratégias e metas para todas as empresas do grupo.

Seu partido, o PSD do prefeito Gilberto Kassab, caminha para aclamar como candidata a vice de Serra a atual vice, Alda Marco Antônio, com elogiado trabalho como secretária de Assistência e Desenvolvimento Social.

 

Primeiro de abril!

A presidente Dilma Rousseff diz que não permitirá “esse negócio do toma lá dá cá” em sua administração.

Perfeito: o que ocorre é exatamente o contrário.

 

Lá e cá

O provável candidato do PSDB à sucessão presidencial, senador Aécio Neves, finalmente fez um discurso de críticas ao Governo Federal. Segundo Aécio, o Governo está parado. É possível; só que a oposição fez questão de parar junto.

aécio-neves

Aécio Neves, preferido! (Foto: Veja.com)

 

O que é, o que é

Do jornalista Mário Marinho, comentando um dos aspectos do caso do senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás:

“O senador Demóstenes Torres é sócio desde 2008 do empresário Marcelo Limírio na Nova Faculdade, de Contagem, Minas. Em outro empreendimento, o Instituto de Ciências Farmacêuticas, Limírio é sócio de Andrea Aprígio de Souza, ex-mulher de Carlinhos Cachoeira. O primeiro suplente de Demóstenes no Senado, Wilder Pedro de Morais, é ex-marido de Andressa, hoje casada com Carlinhos Cachoeira.

Esta família é muito unida. E também muito ouriçada. Brigam por qualquer razão. Mas acabam pedindo perdão... Pirraça pai! Pirraça mãe! Pirraça filha!

Esta família é muito unida. E também muito ouriçada. Brigam por qualquer razão. Mas acabam pedindo perdão... Pirraça pai! Pirraça mãe! Pirraça filha! (Foto: Divulgação)

“Pergunto: qual o nome do programa de televisão: Laços de Família? A Grande Família? Você decide”.

 

Definido

Há forte pressão dos candidatos do DEM nos vários Estados para que o senador Demóstenes Torres, de Goiás, se afaste (ou seja afastado) do partido. Motivo (que, obviamente, não é o problema ético): as acusações contra Demóstenes, verdadeiras ou falsas, respingam no partido e prejudicam seus candidatos em todo o país.

senador-demostenes-torres

Senador Demóstenes Torres: difícil de manter, difícil de tirar (Foto: Agência Senado)

Na cúpula do DEM, quem articula uma solução é o senador José Agripino Maia. Mas não pretende atuar sozinho: quer receber o apoio da Executiva.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

3 Comentários

  1. carlos nascimento.

    -

    02/04/2012 às 11:30

    Ricardo,
    A pergunta que não quer calar ? Quantos Demóstenes Cachoeira Torres ainda estão largados por ai ? Quem se habilita em destravar os grampos ?

  2. Think tank

    -

    02/04/2012 às 8:53

    Está cada vez mais difícil sustentar a MEGA farsa tupiniquim, espera se que a estas hora do campeonato nem os mais idiotas consigam ver a diferença entre os partidos e muito menos entre os candidatos, pois não há diferença, são todos saqueadores do futuro da nação. Tantos fatos que já tivemos e tudo indica que o “sacrifício” simbólico do Demóstenes mais uma encenação, não será um ato para o bem da nação, mas para preservar o status quo, oassalto aos nossos impostos, dar continuidade à esta aberração.

  3. Osvaldo Aires

    -

    02/04/2012 às 4:41

    Caro Osvaldo, peço que não envie quatro, cinco, dez vezes o mesmo comentário, tá?

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados