Vejam aqui alguns exemplos da “campanha limpa” do PT

A empregada de um amigo está num dos cadastros do Bolsa Família. Recebeu em casa material de propaganda do PT afirmando que a Prefeitura de São Paulo e os tucanos se negaram a fazer acordos com o governo federal para construir apartamentos em São Paulo, o que é, obviamente, falso. Não obstante, Fernando Haddad, candidato […]

A empregada de um amigo está num dos cadastros do Bolsa Família. Recebeu em casa material de propaganda do PT afirmando que a Prefeitura de São Paulo e os tucanos se negaram a fazer acordos com o governo federal para construir apartamentos em São Paulo, o que é, obviamente, falso. Não obstante, Fernando Haddad, candidato do PT, acusa “jogo rasteiro” do adversário José Serra (PSDB), a exemplo do que fizeram os ministros Gilberto Carvalho (secretário-geral da Presidência) e Aloizio Mercadante (Educação).

Bem, é desnecessário, creio, chamar a atenção para o fato de que o cadastro dos candidatos foi provavelmente pirateado, o que viola a lei.

Uma das propagandas do PT em São Paulo mostra uma mão grande roubando escolas, hospitais e leitos hospitalares com o seguinte texto:
“Os tucanos tentaram privatizar a Petrobrás e o Banco do Brasil. Venderam empresas estatais a preço de banana. Agora, querem privatizar vinte e cinco por cento dos leitos de hospitais públicos de São Paulo. Eles querem negociar até a vida dos mais pobres.”

Fato 1 – É mentira que os tucanos tentaram privatizar a Petrobras.
Fato 2 – É mentira que as estatais tenham sido vendidas a preço de banana.
Fato 3 – É mentira essa história da privatização de leitos hospitalares.

O PT chama a isso de “jogo limpo”.

Outra propaganda do PT tem o seguinte texto:
“Toda vez é assim. Basta Serra aparecer atrás nas pesquisas para começar a inventar boatos. Agora, Serra diz que Haddad vai acabar com as parcerias com as organizações sociais de saúde. Pura invenção. Serra só está tentando esconder o que os tucanos querem fazer: vender vinte e cinco por centos dos leitos do SUS aos planos de saúde. É, Serra, está mais fácil entender letra de médico do que as suas baixarias. São Paulo quer Haddad treze.”

A verdade
O PT chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra as parcerias com as Organizações Sociais (OSs). O programa de Fernando Haddad fala que o estado vai retomar a administração dos aparelhos públicos de Saúde — isto é: acabar com as parcerias. E lá está, de novo, a mentira sobre os 25% dos leitos do SUS que seriam “privatizados”.

O que se discute é outra coisa. O SUS não pode negar atendimento a ninguém. Uma parcela até superior a 25% dos leitos, em alguns casos, é ocupada por pessoas com planos de saúde — isto é: pagam para ter assistência privada, mas se socorrem no hospital público. O que se quer, de modo correto, é que os planos de saúde, que recebem para oferecer a assistência, paguem por aquilo que está sendo fornecido pelo estado.

Para não variar, os petistas parecem estar a defender o direito dos pobres — que, se caírem na conversa, estarão sendo enganados. Só um setor lucra com a campanha petista se ela for bem-sucedida: os planos de saúde, que continuarão sem pagar nada por esses atendimentos!

Os dois textos são escancaradamente mentirosos! Os tucanos recorreram à Justiça Eleitoral, mas não foram bem-sucedidos. A Justiça achou que os petistas tinham o direito de levar as mentiras ao ar.

Isso é o que o petismo entende por campanha limpa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s