STJ autoriza investigação contra Beto Richa por fraude na Receita

A Operação Publicano apura o recebimento por auditores fiscais da Receita de propina para não realizar de forma adequada a fiscalização

O Superior Tribunal de Justiça autorizou a abertura de investigação contra o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), no âmbito da Operação Publicano. Ele é suspeito de participar de um esquema de corrupção na Receita Estadual. As investigações chegaram ao tucano depois que o principal delator do caso, o auditor fiscal Luiz Antônio Souza, disse ao Ministério Público de Londrina que parte da propina arrecadada por auditores da Receita foi usada para financiar a sua campanha à reeleição, em 2014. O inquérito contra Richa foi aberto a pedido da Procuradoria-Geral da República. Nem o órgão nem o STJ deram detalhes da investigação, porque ela corre em segredo de Justiça.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s