Rui Falcão ataca decisão de Gilmar Mendes e a chama “chicana jurídica”

Dirigente petista chamou de "ofensiva golpista" o processo de Impeachment de Dilma

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, voltou a atacar a decisão do ministro Gilmar Mendes que suspendeu a nomeação de Lula para o Ministério da Casa Civil. Em post publicado no site do partido nesta segunda-feira, o dirigente afirmou que a ida de Lula para o governo não pode ser barrada “por chicanas jurídicas e grampos ilegais”. Para Falcão, a presença do ex-presidente no ministério seria benéfica para o governo Dilma e para o Brasil. Intitulado “Contra o golpe, petista não foge à luta”, o texto diz ainda que “a ofensiva golpista não hesita em criar o caos no país para alcançar seu grande objetivo: depor a presidenta Dilma Rousseff e assumir o governo sem eleições”. Segundo Falcão, esse “golpe constitucional” seria uma articulação entre partidos de oposição, setores do aparelho de estado e a grande mídia.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s