Piada! Homem do MEC que tem a função de cobrar a prestação de contas dos bolsistas é… inadimplente e… não prestou contas!

É, colegas… Vocês viram aqui há dias que Aloizo Mercadante nomeou para a Diretoria de Integração das Redes de Educação Profissional e Tecnológica do MEC um petista — Irailton Lima de Sousa — que está fazendo faculdade há… 21 anos! Neste domingo, o Estadão informa que o diretor de programas de bolsas do estudo do […]

É, colegas…

Vocês viram aqui há dias que Aloizo Mercadante nomeou para a Diretoria de Integração das Redes de Educação Profissional e Tecnológica do MEC um petista — Irailton Lima de Sousa — que está fazendo faculdade há… 21 anos!

Neste domingo, o Estadão informa que o diretor de programas de bolsas do estudo do MEC, Emídio Cantídio de Oliveira Filho, está inadimplente com o… programa de bolsas do estudo do MEC!!! Uma de suas funções é exatamente cobrar a prestação de contas!!! Parece piada, brincadeira, ironia barata, mas é isso mesmo.  É a qualidade de gestão Fernando Haddad! Leiam trecho da reportagem de Paulo Saldana.
*
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) – órgão do Ministério da Educação (MEC) responsável pelos programas de pós-graduação no País – tem um dos seus chefes inadimplente com a própria Capes. O diretor de Programas e Bolsas da Capes, Emídio Cantídio de Oliveira Filho, aparece como inadimplente em três convênios de pesquisas, dois deles desde 2007. Juntos, eles representam um investimento de R$ 66 mil.

Os convênios foram firmados em 2006, antes de Oliveira Filho assumir o cargo na Capes – o que ocorreu em meados de 2007. Ele é professor vinculado à Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), instituição da qual já foi reitor (mais informações nesta página). Os convênios tiveram os prazo de vigência expirados durante o período em que ele já estava na direção do órgão – mas até agora o responsável pelo zelo às regras da Capes não se regularizou com a instituição para qual trabalha.

A Diretoria de Programas e Bolsas da Capes, dirigida por Oliveira Filho, é responsável, entre outras coisas, pelo acompanhamento dos bolsistas e beneficiários de programas. Sob sua responsabilidade está, por exemplo, a Divisão de Acompanhamentos de Programas, que tem a responsabilidade de fazer as estatísticas sobre inadimplência de bolsistas no País. Oliveira Filho consta como inadimplente no Portal da Transparência, do governo federal. De acordo com o MEC, ele teria finalizado os três projetos e o problema seria de prestação de contas.

Após questionamento da reportagem, a pasta informou que o diretor já teria apresentado os documentos de um dos programas – os outros dois continuariam sem a regularização. A pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da UFRPE informou ao Estado que não tinha condições de confirmar a realização dos projetos nem fornecer detalhes sobre eles.
(…)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s