Não, Laerte, você não pode! No que diz respeito ao banheiro, você é homem, rapaz!

É quase inacreditável que eu me veja compelido a tratar de determinadas questões aqui, mas fazer o quê? Certas expressões extremistas das minorais agora decidiram que a democracia — que lhes garante, felizmente, a liberdade de expressão — é só uma etapa a ser superada por microditaduras — justamente as microditaduras das minorias. Santo Deus! […]

É quase inacreditável que eu me veja compelido a tratar de determinadas questões aqui, mas fazer o quê? Certas expressões extremistas das minorais agora decidiram que a democracia — que lhes garante, felizmente, a liberdade de expressão — é só uma etapa a ser superada por microditaduras — justamente as microditaduras das minorias. Santo Deus! Vou falar do caso do cartunista Laerte, que é “Sônia” de vez em quando. Problema dele! Se ele quer, no entanto, usar o banheiro das mulheres quando está “montado”, aí o problema é nosso, de todos nós: homens, pais, mulheres, mães, filhas, meninas. Laerte vai ter de entender que não é dono do regime democrático. Daqui a pouco.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Fredy

    Esse caso é reflexo da podridão moral que estamos vivendo.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Sandra Regina de Souza

    Diante de tanta corrupção, um governo mentiroso e um povo que está me decepcionando como compatriotas, só faltava essa. Me desculpem o desabafo mas ele ou ela que se decida e se resolver ser mulher, faça a mudança de sexo e quando tiver uma vagina eu deixo entrar no mesmo banheiro que eu estiver usando. Se não, nem pensar!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Vania

    Ele e outros como ele, têm o direito de ser o que quiser, mas usar banheiro feminino é extrapolar nos seus direitos. Isso pode inspirar bandidos travestidos entrar para assaltar nos banheiros femininos. Ai minhas jóias! Um terceiro banheiro seria a solução.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Marcos Pereira

    Reinaldo,
    laerte, com seus surtos psicóaticos/transjecas, anda protagonizando cenas bizarras; verdadeiras Horas do Espanto. laerte é personificação do grotesco: como homem, como pai, como cartunista – sua arte é de um primitivismo grotesco – e agora tentando se passar por mulher; que vergonha para seus filhos. Esse precisa de um trataento PP: Psiquiátrico&Policial. Então caso se depararem com a figura ELE&ELA, chamem a ambulância dê um manicômio e acionem o 190. Mas não o deixem entrar no WC Femino: Este, é só para meninas e mulheres. Pais, maridos e namorados; caso vejam o malandro e folgado por perto, ponham-no pra correr!!!…. Será que é mais um caso de Transtorno Bi….polar????

    Curtir

  5. Comentado por:

    GETÚLIO LOPES

    Adoro as tirinhas do Laerte,mas como mulher ela ou ele ficou ridículo:uma balzaquiana,feia,velha,decadente,inspirada na Re bordosa…mas que não convence…não se trata certamente de um Roberta Close…é só uma doida desequilibrada,precisando de tratamento…

    Curtir

  6. Comentado por:

    Dia

    Não exijam respeito se não sabem dá-lo. Ele poderia ser esfregado em suas caras e mesmo assim não o reconheceriam. Não sabem o que é respeito e não sabem dá-lo. Não exijam aquilo que não conseguem dar.
    Banheiros unissex existem como o primeiro tipo de banheiro existente, e continuaram existindo, só tendo problemas quando seus usuários são um problema. Não é o banheiro separado que garante civilidade, ou para bem falar a verdade, não deveria ser.
    Sem real entendimento, esclarecimento, as pessoas ainda são lobos de selva repetindo mantras de comportamento de respeito como papagaios. Se o respeito estivesse mesmo introjetado não seriam os primeiros a pisoteá-los quando a oportunidade de botá-lo em prática se apresenta.
    Sr. Reinaldo a democracia abomina sob lei (10.948/2001), a discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero, só pro caso do Sr. não saber.
    Numa sociedade com tanta moralidade de fachada, imagino como não se comportarão os animais que estão ladrando quando ninguém está olhando, em banheiros ou não.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Maria Angela

    Laeste está abusando e a tal lei está sendo usada para permissão a todo tipo de capricho. lamentável!!!!!!!!!!

    Curtir

  8. Comentado por:

    Alex

    Eu não gostaria que minha mulher e minha filha fossem ao banheiro junto com um macho de roupa de tiazona .. ado, a ado cada um no seu quadrado, se o cara tem barba na cara e um genital masculino no meio das pernas seria no mínimo desrespeitoso utilizar o banheiro feminino. É pensar só nele e esquecer-se da coletividade!

    Curtir