Ministro da Justiça ameaça derrubar equipe da Polícia Federal se houver vazamento

Entrevista de Eugênio Aragão chamou de "extorsão" as delações premiadas da Lava Jato e minimizou a fala de Lula em escuta telefônica, afirmando que o ministro deveria ter "pulso firme" no ministério

Em entrevista a Leandro Colon publicada na Folha de hoje, o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, comprova que seu antecessor deixou a pasta por pressões do PT e a tal falta de “pulso firme” a que se referiu Lula em gravações.  O novo ministro é direto: vai trocar a equipe inteira de uma investigação em caso de vazamento de informações. E vai além: “Cheirou. Eu não preciso ter prova. A Polícia Federal está sob nossa supervisão”.

O ministro ainda chamou de “extorsão” o modo como as delações premiadas são negociadas na Lava Jato. E estende aviso de punição a qualquer agente público que colabore com vazamentos, inclusive membros do Ministério Público.

Procuradores, delegados e agentes da Polícia Federal já manifestam preocupação com a disposição do ministro e temem pela independência das investigações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s